Atari 2600: O Primeiro

Olá galera!

Nada como começar os posts pra valer falando do meu primeiro videogame, não é mesmo?

Bom, desde que me conheço por gente eu já tinha um Atari 2600, definitivamente não me lembro de quando ganhei, como ganhei e também não lembro exatamente quais jogos eu tinha, afinal de contas, a grande maioria foi doada quando o videogame quebrou (rachou a placa no meio de tanto forçar cartuchos).

O Atari não é meu videogame favorito, mas está entre os que mais gosto! Lembro bastante de que eu o jogava mais em família, principalmente com meus pais e irmã e mais alguns tios e primos.

Como muitos sabem, os gráficos não eram lá essas coisas (ao contrário, eram terríveis comparados às gerações atuais), mas existiam diversos jogos bem bacanas, sejam ports de arcades ou sejam jogos próprios. Os efeitos sonoros também eram bastante limitados, sendo que boa parte dos jogos nem música possuia. Aliás, não consigo contar nem 10 jogos com música pra essa plataforma, tentando lembrar de cabeça.

Outra coisa terrível é o encaixe dos jogos… tinha hora que os jogos simplesmente não entravam, daí assopra, encaixa mais leve, mais forte, torto, reto, etc etc etc. Várias mandingas depois o jogo passava a funcionar e a diversão era garantida! Ou não, caso você tentasse experimentar um jogo tipo E.T.! Argh, que jogo ruim!

Mas algo que eu realmente gosto do videogame é a simplicidade dos jogos, no sentido de que você não precisa de um tutorial pra jogar, é encaixar o jogo no videogame e sair jogando, aprendendo com os erros e queimando vidas, sempre aumentando a pontuação e competindo com os amigos pra ver quem faz a maior quantidade de pontos. O mesmo serve para seus controles, que eram bastante simples, já que só possuem a “alavanca” e um botão. Na minha humilde opinião, ele é o melhor videogame pra uma criança aprender a jogar, pelo menos pra começar a adquirir algum reflexo com os jogos e entender das dificuldades e tarefas que ele precisa cumprir. Serve de grande aprendizado.

Uma coisa triste é que a grande maioria dos jogos não possuem um final, apenas vão aumentando a dificuldade das fases conforme você vai evoluindo. Talvez isso afete um pouco o single player.

Hora de listar os que são, na minha opinião, os melhores e os piores jogos do console, além de algusn que merecem ser mencionados.

TOP 15

H.E.R.O. – Para mim, o melhor!

1- H.E.R.O.
2- Adventure
3- River Raid
4- Megamania
5- Pitfall
6- Keystone Kapers
7- Enduro
8- Jungle Hunt
9- Frostbite
10- Seaquest
11- Donkey Kong
12- Decathlon
13- Pole Position
14- Dragonfire
15- Haunted House

MENÇÕES HONROSAS

Smurfs, Demon Attack, Pac Man, Asteroid, Atlantis, Berzerk, Bobby is Going Home, Boxing, Bowling, Chopper Command, Cosmic Ark, Cosmic Corridor, Defender, Flash Gordon, Freeway, Frogger, Jawbreak, Karate, Laser Gates, Montezuma’s Revenge, Outlaw, Pitfall 2, Planet Patrol, Popeye, Sneak’n Peek, Snoopy and the Red Baron, Space Invaders, Spider Man, Superman, Tennis, Venture.

E.T.: NÃO percam o tempo jogando isso!

OS 5 PIORES

1- ET
2- GI Joe
3- A-Team
4- Dancing Plate (Mr. Chin)
5- I Want my Mommy

Como já falei, meu Atari de infância quebrou de tanto forçar cartuchos, infelizmente tive que jogar fora. Mas um novo (inclusive com adaptação para entrada de audio/video) foi comprado já tem algum tempo pela minha irmã, entrando na “pseudo-coleção” que tenho aqui. Tenho naquelas, né? O videogame é dela!

O Atari 2600 da irmã do Gamer Caduco

O Console e os poucos cartuchos da coleção.

Os cartuchos: alguns labels estão bem prejudicados.

E o post se encerra por aqui. Não se esqueçam de evitar quebrar seus controles jogando Decathlon!

Um abraço!

Anúncios

Sobre Gamer Caduco

Menino novo, com mais de 30 anos de idade, fanático por games de todas as gerações.
Esse post foi publicado em Atari, Consoles e marcado , . Guardar link permanente.

14 respostas para Atari 2600: O Primeiro

  1. Ritalinando disse:

    Adoro quando um Blog sibre Old Games nasce, é tudo tão fresco e intusiamado, chega a cheirar tinta esta página.
    Espero que continue postando por muitos meses, fases e continues – dica: não tenha vergonha de usar passwords!

    Sobre o Atari2600, não diga que os gráficos eram terríveis, poxa, há um certo charme naquelas cores chapadas.
    No mais, espero em breve ter um Atari2600 por questão nostálgica e de decoração, acho lindo o design o tamanho do console, os controles e artwork das fitas.

    • Gamer Caduco disse:

      Oi Rita, obrigado pela visita e pelo comentário.

      Pois é, as coisas aqui ainda cheiram tinta e cimento, tem muita coisa pra melhorar aqui. Ainda não peguei o jeito, mas estou empolgado para escrever, inclusive já tenho alguns posts semi-prontos.

      Eu concordo com vc quanto ao charme no gráfico dos jogos do Atari2600, eu acabei me expressando mal (ta aí uma coisa pra melhorar no blog). Eu tenho um amigo que detesta o videogame e seus jogos exatamente por causa dos gráficos e efeitos sonoros, ambos bastante simplificados. Foi mais ou menos isso que eu quis dizer, acabei colocando palavras duras e deu outra impressão. Inclusive tem muitos jogos que possuem gráficos que considero muito bons, ainda mais levando em consideração a limitação do console. Eu diria que os programadores fizeram milagre em alguns desses casos.

      O design do console é realmente bacana, compensa sim ter um, se for possível e viável, claro! 🙂

      E os cartuchos são meio difíceis de encontrar em boa qualidade de artwork. Inclusive a maioria dos jogos que estão nas fotos aí são da minha infância mesmo, se eu soubesse como eu seria nos dias atuais, com certeza os preservaria melhor. Pena que criança/adolescente não pensa nessas coisas, né?

  2. Nada melhor do que começar falando do Atari mesmo! Sempre digo que minha experiência com o console foi meio porca, mas vários colegas começaram a vida gamer aí, então é algo a se respeitar!

    Boa sorte no blog!

    • Gamer Caduco disse:

      Opa, valeu Rafael! Pela visita, pelo comentário e pelo “boa sorte”!

      Eu não posso considerar que minha experiência com Atari foi das melhores, eu era bem novo na época. Se é que entendi direito o que vc quis dizer com “experiência meio porca”… kkk

      As vezes acho que ele foi o “prólogo” da minha vida gamer, pois acredito que ela despertou pra valer na geração seguinte!

  3. Jogar o Atari é uma ótima experiência, principalmente se este for seu primeiro console. Até lhe invejo por você ter como seu primeiro console, no meu caso foi mesmo o bom e velho Master System da TecToy.

    Que continue com o blog firme e forte.

    • Gamer Caduco disse:

      Fala IghorH, primeiro agradeço sua visita ao blog e comentário.
      Concordo que a primeira experiência em um Atari seja algo bastante legal, mas você começou muito bem também, começou no Master System, meu velho xodó.
      Uma pena que muito jogador que está começando a “carreira” na nova geração nem imagine o que foram estas gerações de ambos consoles, né?
      Vou tentar manter o blog firme e forte sim, ainda estou naquele ritmo de empolgação. 😀
      Valeu.
      Abraço

  4. Eduardo Bogik disse:

    Cara, compramos o primeiro Atari no início dos anos 80 (logo em seguida, ganhei um em uma rifa na empresa – foi a primeira e única vez que ganhei uma rifa na vida).

    Apesar dos gráficos ruins (não reparávamos isso na época, pois foi o primeirão a aparecer no mercado) adorava jogar…de novo repito o seu Tpo 15 como os meus favoritos tbm….

    Lembro de um jogo do Michael Jackson que tinha uma vozinha horrível que gritava o nome dele quando fazia pontos…era irritante….mas o jogo era bom….kkkkkkkkk

    • Gamer Caduco disse:

      Olha só, não lembrava disso que vc tinha conseguido o Atari em uma rifa, vc havia comentado já.
      Só tenho que corrigir sobre o jogo do Michael Jackson. Na verdade, o jogo foi lançado para o Master System e o Mega Drive. E a versão que fala “Michael” é a do Megão. As criancinhas gritavam o nome dele quando ele as resgatava. Um clássico!
      Valeu pelos comentários, pai! Desculpe ter segurado todos eles na aprovação por tanto tempo. 🙂

  5. TH disse:

    Bom, vc já deve saber, mas esse tb foi meu primeiro video game que tive, mas tb não considero meu primeiro video game por outros motivos, rs. Odeio Atari.

    Muita gente acha que estou exagerando ou zuando com ele, mas a verdade é que realmente passo mal quando o jogo. Chego a vomitar, kkkkkk Sério…

    Ótimo texto. Adoro relatos nostálgicos! XD

    • Gamer Caduco disse:

      HAHAHA!
      TH, seu ódio pelo Atari pra mim já é algo histórico. Mas, apesar de não entender como você pode ficar zuado de jogar os jogos do console (e você pode revidar quando falamos de jogos em 3D), respeito a opinião. 🙂

  6. Cherry Pie disse:

    Ai minha rinite!!! Cof cof
    Mas eu simplesmente adoro esse ‘cheirinho de pó’ de coisas ‘tiradas do fundo do baú’
    O primeiro videogame a gente nunca esquece!!!
    Eu fui ter mesmo um Atari muuuito tempo depois, naquela história do meu então tio que eu contei no outro post e talz.
    Mas esse aí eu já conhecia na época mesmo, de vááááários carnavais!!!
    Imagina só! Eu era um toquinho de gente! Nem tinha largado a chupeta, já queria pegar em um controle… kkkkkkk (é, quando é para a gente ser gamer, é de pequenino que se entorta o pepino!!! Kkk)
    Meu, eu via o pessu jogando isso daí na casa da mulher que cortava o meu cabelo!
    (Isso mesmo, eu não ia ao salão! Tinha uma mulher, conhecida da minha mãe que era cabeleireira, mas como ela não tinha condições de abrir um salão à época – vamos combinar que os anos 80 foram de fato uma bagunça, financeiramente falando – ela atendia as pessoas em casa mesmo! E nessa, os filhos dela tinham um Atari… eu queria cortar o cabelo lá toda a semana!!! kkkkk)
    Como eu era muito pequena, os meninos nem deixavam eu por a mão. Mas aí eu ficava lá… assistindo.
    Passado um tempo, e eu já crescida um pouco, lembro que o pai de um primo meu conseguiu comprar um Atari para ele. Daí juntava o pessoal lá para jogar. Uma coisa bacana dessa época é que como os jogos eram bem simples, até nossos pais topavam se arriscar em alguma coisa… (Bem, pelo menos os dele. Meu pai ficava na rodinha dos homens jogando truco até tarde da noite, mas isso aí é outra história…) kkk
    Vc se esqueceu de citar o macete de colocar um palito de dente para segurar as fitas frouxas no lugar… kkkkkk
    Um dos jogos que ficou muito marcado em minha mente foi o ‘Boxing’. Desde aquela época já existiam os apelões que prendiam o adversário na parede e desciam o cacete sem dó! A gente ria demais com a cena, e com o jeito que a “fuça” do lutador era amassada com os socos. E aquele som das porradas era demais!!! O confronto épico entre o “E” e o “3”… sem palavras!! O ‘Bowling’ também era demais! Aquele sonzinho da “bola” (É Quico!!! Quer ver uma bola quadrada??? É só jogar Atari!!!) correndo e dos pinos caindo era show! Até hoje quando eu jogo boliche de verdade e (raramente) consigo um Strike, eu faço aquela comemoraçãozinha do Atari para zuar… 🙂

    Bons tempos!
    Ótimo texto! Amei esse relato nostálgico!
    TKS!!!
    Tudo de bom! ^_^
    Bjs.
    😀

    • Gamer Caduco disse:

      É, eu também peguei o Atari bem novo, totalmente sem saber o que estava fazendo, mas tenho poucas memórias dessa época, lembro mais de eu estar crescido até com um Master e um Atari em casa.
      E certeza que eu também iria querer cortar o cabelo nesse lugar sempre, até sem cabelo eu ia querer ir lá! hehehehe… videogame parece que tá no nosso sangue, né? Impressionante como quem é gamer realmente curte e faz qualquer coisa pra poder jogar uns minutinhos ou mesmo só assistir, como acontecia com vc.
      Bom, nem todos os pais gostavam de jogar videogame, mas muita gente me diz que os pais até se arriscavam no Atari, acho que era pela jogabilidade mais descompromissada e pela simplicidade que vc mesma comentou, pena que a esmagadora maioria largou. Engraçado que muitos pais de hj em dia jogam com os filhos pq é a geração Atari que cresceu.
      Boxing era bem legal mesmo, briga de caranguejos. Prender no canto e ficar revezando socos com a mão de cima e a de baixo era uma sacanagem tremenda, mas era engraçado mesmo.
      Já tinha feito a piada da bola quadrada e Atari, mas acho que nunca fiz referência ao Boliche, muito boa essa! kkkkkk
      Fiquei curioso pra ver a comemoração! huahuauhauhauha… era muito bizarro aquilo!
      Que bom que gostou, eu sempre gosto de relembrar o passado e compartilhar, não sei bem o pq. Preciso voltar a falar mais dessa época.
      Bjs

  7. helisonbsb disse:

    peguei a fase vg 3000 e milmar…bons tempos!!!!raramente eu via alguem ter um Atari original mesmo…era mais os clones…bons tempos de vanguard, enduro, hero, river raid, popeye, pac man e outros….saudades!valeu

    • Gamer Caduco disse:

      Aqui no BR não tinha mesmo original, salvo algumas excessões. Era bem raro mesmo. Agora os clones apareciam aos montes. Importante é que todo mundo se divertia, né? 🙂
      Bons tempos mesmo do Atari viu…
      Valeu Helison!

Deixe seu comentário sobre este post!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s