Desafio: Mega Man 4

logo

Como vão, meus caros? Espero que estejam todos bem.

Talvez vocês se lembram que no ano passado eu fui desafiado a terminar os jogos da franquia clássica do Mega Man, mas se não lembram podem reviver a patetada que foi terminar o terceiro jogo da franquia clicando aqui.

Dessa vez encarei o Mega Man 4, consegui finalizar em aproximadamente uma semana, um tempo bem menor que o primeiro game jogado. E senti menos dificuldade dessa vez, talvez pelo fato do jogo ser menos complicado, talvez por eu ter melhorado, talvez pelos dois motivos.

O formato do texto será um pouco diferente do anterior. Aqui pretendo listar como foi o desempenho em cada uma das fases e em cada um dos chefes, na ordem em que foram derrotados.

Eu joguei no emulador de NES para o PSP e fui salvando a cada fase derrotada. Até que foi pouca diferença. E, sim, faz um certo tempo já que terminei.

Eu joguei no emulador de NES para o PSP e fui salvando a cada fase derrotada. Até que foi pouca diferença de um pro outro. E, sim, faz um certo tempo já que terminei.

Eu não vou usar nomes certos dos inimigos de fase, mas deixo vocês me corrigirem nos comentários sem ficar triste!

Também não vou falar sobre a história do jogo ou algo assim, isso aqui não é um review, galera. É um post contando como foi encarar mais essa etapa do desafio.

Preparados? Vamos lá!

Não se esqueçam: eu fui proibido de usar "E" em todos os jogos da franquia. E terminei este assim, conforme combinado.

Não se esqueçam: eu fui proibido de usar “E” em todos os jogos da franquia. E terminei este assim, conforme combinado.

1: Drill Man

Stage: Primeiro estágio que consegui encarar numa boa, apesar dos bichos voadores que enchem a paciência e dos que parecem “motos” azuis, esses pelo fato de nunca lembrar que existe o tiro carregado. As pedras que caem no cenário que precisa encostar na chave para fazer aparecer deram muito trabalho também, até eu descobrir que podem ser destruídas com tiro carregado. Facilitou muito depois disso e chegar no chefe virou moleza.

Toma tiro carregado, lazarento!

Toma tiro carregado, lazarento!

Boss: De todos que tentei inicialmente, este foi o primeiro que consegui derrotar. Tirando quando ele sai andando na direção do Mega Man atirando feito um maluco, ele é bem fácil de ser vencido. Não foi nada assustador.

Olha o Drill Man aí.

Olha o Drill Man aí.

2: Toad Man

Stage: Eu já tive problemas logo de cara, com o vento atrapalhando, os inimigos voadores e os que descem de guarda-chuva. Um caos! Isso me fez desistir de encarar esta como a primeira fase, aliás. Depois peguei o jeito de sair fugindo de todo mundo com a rasteira e tudo ficou mais fácil. O resto da fase passei sem problemas, até mesmo os subchefes caracois. Ah, claro, perdi duas vidas batendo a cabeça em uma plataforma da parte onde tem água (e o Mega Man fica submerso). Deu até tristeza.

Vai vendo a bagunça...

Vai vendo a bagunça…

Boss: Chega a ser ridículo de tão fácil. Entendi rapidamente o padrão dele e o venci de primeira. Se eu soubesse, teria escolhido ele como primeiro a encarar. Tudo culpa da fase.

"O sapinho faz hum ah huuuumm"

“O sapinho faz hum ah huuuumm”

3: Dust Man

Stage: É claro que o animal aqui de cara caiu na armadilha do “pule este buraco e um robô vai te atingir e te jogar dentro dele”. Mega Man clássico e suas armadilhas. Pior é morrer e dar risada. Mas aprendi a passar depois da primeira morte, claro, a gente fica esperto. A parte das plataformas que se formam em quatro quadrados menores foi um caso estranho, passei numa boa da primeira vez e depois morri um monte de vezes ou passei tomando muito dano. Vai entender. Aliás, haja slowdown nessa parte, hein? Ah sim, antes que eu me esqueça. Pela primeira vez vi o robozinho que sempre joga um item pra ajudar o Mega, claro que eu descarreguei a Mega Buster nele na primeira vez que o vi. Achei bacana a criação dele, mas achei também que facilita um bocado o jogo. Não sei se é bom. Já a parte que o teto sobe e desce também foi fácil de primeira e depois me matou algumas vezes nas outras passagens.

Deveriam colocar o Troll Face nesse robozinho. Pensando bem, já é meio parecido de certa forma.

Deveriam colocar o Troll Face nesse robozinho. Pensando bem, já é meio parecido de certa forma.

Boss: Mas que droga de ataque, hein Dust Man? Até eu entender que aquela porcaria que ele atira se divide em quatro partes, já tinha levado bastante dano. Mas não é um chefe difícil, se você jogar com bastante atenção. Lembrar que existe o tiro carregado ajuda. Aliás, foi a essa altura do campeonato que eu comecei a me acostumar com a idéia de segurar o botão pra tiros mais potentes.

A arma do Ring Man aqui ajuda, mas eu ainda não tinha derrotado o robô preferido do Sonic.

A arma do Ring Man aqui ajuda, mas eu ainda não tinha derrotado o robô preferido do Sonic.

4: Skull Man

Stage: A música de fase que mais gostei, entre as oito primeiras, deu gosto reprisar a fase algumas vezes. A besta quadrada demorou pra perceber que as caveiras podem ser destruídas com tiros carregados, então imaginem o trabalho que foi passar por todas elas com tiros normais. De resto tudo tranquilo, tirando o desafio que viria a seguir…

Carregue o tiro ou esse maldito volta pra te dar trabalho.

Carregue o tiro ou esse maldito volta pra te dar trabalho.

Boss: Na minha humilde opinião, de longe o chefe mais complicado do jogo. Meus caros, que raiva. Ele é completamente aleatório, de repente decide andar na sua direção e encostar nele dói bastante. Por que raios o Dr Light não usou no Mega Man o mesmo material que o Dr Cossack e o Dr Wily usaram nos robôs deles? Mega Buster pra passar? Que nada! Teve que ser a arma do Dust Man mesmo, pela primeira vez apelei pra arma especial. Quase gritei dentro do ônibus quando consegui vencê-lo.

"Another one bites the dust".

“Another one bites the dust”.

5: Bright Man

Stage: O começo da fase é um pouco irritante, mas depois que eu sabia onde e qual inimigo aparecia em cada lugar, ficou mais “mecânico” e mais fácil. Os grilos demandam um pouco de atenção, mas nada que umas três tentativas não te ensinem como passar. A parte das plataformas que sem movem quando o Blue Bomber pisa nelas pode ser muito fácil ou muito difícil, dependendo do timing do jogador. Mesmo depois de acostumar.

Se o Dr Light tivesse construído o Mega Man com o material desse grilo, tudo seria mais fácil.

Se o Dr Light tivesse construído o Mega Man com o material desse grilo, tudo seria mais fácil.

Boss: Poderia ser um chefe fácil, com um pouco de atenção é possível fugir dos pulos e dos tiros. O problema é que ele as vezes te paralisa. Sim, PARALISA! Isso é um tanto quanto sacanagem, mas faz parte do jogo. Lembrei de usar o tiro carregado e o venci com a Mega Buster mesmo, em poucas tentativas.

Um chefe brilhante! Não, peraí, não vão embora, foi só uma piadinha infame! Voltem aquiiiiii.

Um chefe brilhante! Não, peraí, não vão embora, foi só uma piadinha infame! Voltem aquiiiiii.

6: Dive Man

Stage: Não é uma fase difícil, mas tem que ter um pouco de paciência nela, morrer algumas vezes e tudo mais. A música da fase é bem bacana também. Os subchefes não são nada complicados, já que basta somente atirar feito maluco neles. Só precisa de um pouco de reflexo pra fugir dos mísseis que são bem rápidos, mas não são tão mortais assim. Duas observações bestas: primeiro que eu não sabia que existia arma escondida nessa fase, fui saber depois que terminei o jogo; e segundo que só agora eu me dei conta que terminei o jogo sem usar o Rush Marine, teria facilitado nesta fase.

Aqui nós não vamos pra Baleia, ela é que vem até nós. Bem melhor, não acham?

Aqui nós não vamos pra Baleia, ela é que vem até nós. Bem melhor, não acham?

Boss: Depois que eu entendi o padrão dele, foi fácil demais. Na minha humilde opinião, é o segundo chefe mais fácil do jogo. Só pular quando ele resolve dar uma de E. Honda, dar uma rasteira pro outro lado da tela e atirar feito um maluco, pra explodir os três mísseis que ele lança e ainda dar dano nele. Fica um processo meio automático, praticamente scriptado lutar contra ele. Sim, o venci com a Mega Buster também.

"Cuz Cuz"

“Cuz Cuz”

7: Pharaoh Man

Stage: A primeira parte deu um trabalho, com areia movediça e alguns robôs escorpiões mais rápidos e outros mais lentos. Levando em consideração que eu pulei todos sem destruí-los. Depois que você decora a velocidade de cada um, fica mais fácil. As plataformas móveis que atiram me deram muito trabalho, até eu pegar o timing dos pulos. Depois ficou fácil. As primeiras, pois as seguintes logo antes do chefe até que são tranquilas. Observação besta: é, de novo, não sabia da arma escondida. Previsível, não? Não encontrei nenhum segredo do jogo, que triste.

Aqui se não estiver esperto, vai pro buraco sem dó.

Aqui se não estiver esperto, vai pro buraco sem dó.

Boss: Tela com piso em degrau. POR QUE? Que sacanagem, senhores designers e programadores. Mas o pior de tudo é que, pelo menos para mim, dessa vez ajudou. No momento em que ele resolvia carregar o tiro nos degraus mais baixo, eu ia para o mais alto e vice-versa. Consegui derrotá-lo com a Mega Buster. E para os que conhecem o jogo, sim, eu sei, este chefe com arma especial é fácil demais. Só fui saber disso na Fortaleza do Dr Wily.

Tomando na cabeça pra ficar esperto.

Tomando na cabeça pra ficar esperto.

8: Ring Man

Stage: OK, as plataformas coloridas que somem quando você pisa nelas são irritantes, ainda mais com um monte de inimigos atirando em você. Os subchefes também incomodam, mas não matam. O hipopótamo é tranquilo, o outro esqusitão lá que irrita demais enquanto não pegar o timing do ataque dele pra desviar e acertar ao mesmo tempo.

Essa porcaria vai sumindo, irrita muito.

Essa porcaria vai sumindo, irrita muito.

Boss: Último dos robôs, eu lá tenho cara de gostar de Sonic pra ficar correndo atrás de Ring? Certo, melhor deixar os trocadilhos infames pra lá. Galera, que aula de coreografia a batalha contra o Ring Man, hein? Chega a ser bonito de se ver e muito gostoso de se jogar. Sim, o derrotei na arma normal, depois de perceber o seu padrão ficou fácil.

Pegar a argola gigante aqui não te leva ao Bonus Stage. Tá, tá bom, essa foi a última, eu juro!

Pegar a argola gigante aqui não te leva ao Bonus Stage. Tá, tá bom, essa foi a última, eu juro!

Enfim, chegando a Fortaleza do Dr Cossack. A primeira vez que tentei jogar Mega Man 4 na vida, fiquei preso no primeiro estágio dela. Mas nem vou considerar isso, vale a vez que joguei pra realmente finalizar.

Hora de quebrar o meliante no meio!

Hora de quebrar o meliante no meio!

Fortaleza do Dr Cossack: Stage 1

Stage: O que falar de uma fase que tem neve e molas malucas? Bem, dessa parte nada. O bicho pega quando tem os buracos, os inimigos que saem dos buracos (a tal armadilha clássica de Mega Man), os esqueletos que enfim descobri que podem ser destruídos com tiro carregado e chão deslizante. Depois as plataformas distantes que te obrigam a usar o Rush deram trabalho, foram nelas que fiquei preso na primeira vez que joguei. Mas aprendi a passar tranquilamente. Em tempo, descobri que uma arma especial também ajuda a passar por elas.

Quem tá na faixa dos 30 associou este inimigo com a Mola Maluca. Estou enganado?

Quem tá na faixa dos 30 associou este inimigo com a Mola Maluca. Estou enganado?

Boss: Fácil. Três tentativas e consegui vencê-lo. Só não foi de primeira pois cheguei com pouco life e não sabia como era enfrentá-lo, mas depois que vi o que ele faz foi fácil. Utilizei somente a Mega Buster.

Alguém tem um inseticida aí pra emprestar?

Alguém tem um inseticida aí pra emprestar?

Fortaleza do Dr Cossack: Stage 2

Stage: A primeira vez que fui passar pela parte em que é necessário utilizar o Rush Jet, me lasquei. Mas depois ficou fácil. No restante do estágio, a única parte que também deu trabalho foi a segunda tela com plataformas em que os espinhos trocam de lado. De resto tranquilo.

Item essencial para se encontrar no caminho numa hora dessas.

Item essencial para se encontrar no caminho numa hora dessas.

Boss: Que negócio chato! Chato! Muito chato! Absolutamente chato! Perdi várias vidas nesse chefe, é um teste de paciência gigantesco. Ele nem chega a ser difícil, mas o fato de ter que ter a tal da paciência no meio da luta me atrapalhou um bocado. Mas derrotei, com a Mega Buster mesmo.

Haja paciência, haja paciência...

Haja paciência, haja paciência…

Fortaleza do Dr Cossack: Stage 3

Stage: Tela que anda sozinha não é nada trivial de se encarar. A primeira parte qualquer pessoa passa tranquilamente, mas a segunda é bem complicada. Qualquer vacilo nela é fatal. E eu descobri na prática, mas depois de decorar, ficou mais tranquilo.

Plataforma, plataforma, tela andando sozinha, inimigo, plataforma, plataforma, ...

Plataforma, plataforma, tela andando sozinha, inimigo, plataforma, plataforma, …

Boss: O primeiro boss que aparece foi tranquilo logo de primeira, foi só lembrar de usar o tiro carregado. Mas ele explode na metade do life que aparece e um novo boss surge pra te enfrentar. Na primeira vez levei um susto, desesperei e perdi uma vida. Definitivamente não dá pra entrar em desespero em nenhum jogo da franquia, tem que manter a calma. Ainda perdi mais uma vida antes de vencê-lo, com a Mega Buster.

Esse gosta de teto e parede, não desgruda delas. E não é afetado pelos espinhos fatais também.

Esse gosta de teto e parede, não desgruda delas. E não é afetado pelos espinhos fatais também.

Fortaleza do Dr Cossack: Stage 4

Stage: Bem tranquilo, não tive grandes dificuldades. A esta altura do campeonato eu já estava atento para qualquer tipo de coisa. Exceto os caminhos e armas secretas que perdi durante todo o jogo, mas vai ficar tudo pra uma próxima.

Tão tranquilo que o Mega Man até dormiu. Hey... HEY... ACORDA AÍ, MEGA!

Tão tranquilo que o Mega Man até dormiu. Hey… HEY… ACORDA AÍ, MEGA!

Boss: É, enfrentar o Dr Cossack foi tranquilo. Mas acabei usando arma especial, a do Dust Man. Desviar dos tiros e passar por baixo dele com rasteira foi algo sem grandes dificuldades.

Aparência da nave meio inspirada naqueles brinquedos de pegar bichos de pelúcia e meio inspirada no chefe da Casino Night Zone do Sonic 2.

Aparência da nave meio inspirada naqueles brinquedos de pegar bichos de pelúcia e meio inspirada no chefe da Casino Night Zone do Sonic 2.

Eis que ao derrotá-lo eu vejo o Proto Man carregando alguém, que descubro ser a filha do Dr Cossack que havia sido sequestrada informando que o pai dela não é um cientista malvado e que a culpa toda é de alguém muito conhecido.

cossack-bom-1 cossack-bom-2

Quer dizer então que era tudo um plano do Dr. Wily? Estou surpreso, só que não. Enfim, vamos lá!

E ele ainda acha bonito...

E ele ainda acha bonito…

Fortaleza do Dr Wily: Stage 1

Stage: A parte da água que era pra ser complicada não me matou nenhuma vez, mas confesso que em todas as vezes que passei por ela, passei com o coração na boca. E olha elas aí de novo, as plataformas “fum fum”! Beleza, não foi difícil passar também. Ignorei todos os “E” e fui direto pro chefe.

Dá calafrios jogar esta parte.

Dá calafrios jogar esta parte.

Boss: Esse deu trabalho, precisei de algumas vidas nele. Mas consegui vencer, tiro carregado, mata bichos menores, atira no maior, tenta lembrar o máximo de vezes de pular quando ele cai no chão, essas coisas todas. Só usei a Mega Buster, claro!

Inimigo do capacete em HD.

Inimigo do capacete em HD.

Fortaleza do Dr Wily: Stage 2

Stage: Não tive problema nenhum na fase, teve momentos em que a repeti parecendo que tava jogando Sonic: controlando um personagem azul o mais depressa que podia. Sério, realmente não tive problemas. Só não posso dizer o mesmo do chefe.

Passando a fase correndo. Rank S!

Passando a fase correndo. Rank S!

Boss: Meus caros, como perdi vida nesse desgramado! O desespero foi tamanho que depois de um tempo resolvi testar as armas especiais pra ver qual dava dano nele. Descobri que era a do Ring Man. Mesmo assim precisei de duas vidas com esta arma para conseguir vencê-lo, tive muita dificuldade com o chefe. Mas venci.

Com essa cara de bravo do chefe eu fiquei assustado e morri bastante.

Com essa cara de bravo do chefe eu fiquei assustado e morri bastante.

Fortaleza do Dr Wily: Stage 3

Stage: A fase é praticamente um tapa buraco, pois o pior está por vir: os oito robôs sendo enfrentados novamente! A única sacanagem é que logo na segunda tela não consegui passar sem levar dano do primeiro “escudo” que aparece. Mesmo assim colocaram estrategicamente um item de recuperação de life que resolve o problema. Vamos aos robôs!

Dr. Wily, o senhor é um cavalheiro. Quantos presentes!

Dr. Wily, o senhor é um cavalheiro. Quantos presentes!

Robôs: Enfrentei na seguinte ordem: Toad Man, Dive Man, Ring Man, Pharaoh Man, Ring Man, Dust Man, Drill Man e Skull Man. Os três primeiros sempre foram vencidos na arma normal, os demais precisei da respectiva arma. O engraçado é que o Drill Man que foi fácil durante as fases, ficou complicado aqui. Não que ele tenha mudado, foi algum bug no meu cérebro mesmo. Em quase todos os Continues eu perdi vidas nele e no Skull Man, o que considero o mais difícil do jogo. O Bright Man com a sua estratégia brilhante (URGH, de novo?) acabou me vencendo algumas vezes também. Vocês podem estar se perguntando por que eu repeti tantas vezes estes robôs, eu presumo. Bem, o motivo vem a seguir.

Sala dos robôs.

Sala dos robôs.

Boss: Eu quase dei um rage quit do jogo por causa desse boss. Sério mesmo. A primeira versão dele é completamente estúpida. Tem um ponto da tela em que o Mega Man pode ficar e não é atingido, é quase embaixo do chefe.

Essa primeira forma é ridiculamente fácil. O que vem depois é o problema.

Essa primeira forma é ridiculamente fácil. O que vem depois é o problema.

Mas ele muda sua forma e aí o caldo engrossa. Tentei arma especial, tiro normal, tiro carregado, a mãe do Dr. Wily, TUDO! E nada atingia o filho da mãe. Depois me dei conta de algo, só o tiro carregado funcionava (sim, tem um tiro especial que funciona também, mas eu descartei a idéia). Só que o problema é que pular o ataque do chefe e tentar acertá-lo ao mesmo tempo não dá muito certo, se você projetar o Blue Bomber para frente ou para trás. Eu basicamente só consegui acertá-lo pulando sem me mexer. Complicou, mas depois de um baita sufoco, consegui vencer o filho da mãe. E ainda por cima achei que tinha terminado o jogo, mas… ainda tinha mais uma fase e mais um chefe por vir. Aposto que o mapinha com apenas uma caveirinha enganou mais gente, não fui só eu.

Esquece tudo que falei sobre cavalheirismo, seu velho maldito!

Esquece tudo que falei sobre cavalheirismo, seu velho maldito!

Fortaleza do Dr Wily: Stage 4

Stage: O estágio é fácil, mais uma vez é só pra dizer que tem.

Sério... essas minhocas cover aí não dão o menor trabalho.

Sério… essas minhocas cover aí não dão o menor trabalho.

Boss: Aí você entra numa sala toda escura, vê um monte de energia se juntando e a energia grande que se forma a partir delas vai na sua direção, te acerta e dá um dano enorme no Mega Man. Nesse meio tempo a tela pisca e o Dr. Wily surge rapidamente e logo some. Você atira, nada acontece, o tiro ricocheteia. Você testa todas as armas do jogo e todas elas dão o mesmo resultado. O ódio console a sua pessoa, você pensa em sair na rua e dar voadora em todo mundo que aparece, como se fosse um personagem do Double Dragon. Mas isso não iria adiantar. Recorrer ao Youtube ou à Internet? Nem pensar. Mas foi neste chefe que o meu ódio chegou ao limite e quase larguei o jogo.

Que difícil ver esse véio maldito. Mas pra vocês eu facilito, olhem como é.

Que difícil ver esse véio maldito. Mas pra vocês eu facilito, olhem como é.

Vocês devem se lembrar que eu estou jogando os jogos da série por ter sido desafiado por um amigo, então no auge da minha ira eu mandei um e-mail pra ele xingando o Dr. Wily, que é um dos personagens favoritos dele. Ele riu a beça e me falou que eu não tinha tentado direito com todos os tiros. Daí eu fui escrevendo o e-mail e descrevendo cada tiro, ficou engraçado. E um deles eu realmente não tinha usado direito, o do Pharaoh Man. Na resposta (que demorou um pouco pra chegar) ele me disse que a esta hora eu já teria percebido o que tinha que fazer só de ler o meu e-mail. E ele tinha razão. Logo depois de enviar, pensei: “só se dá pra carregar o tiro desse maldito”. E era isso. Foi o primeiro que tentei carregar na primeira tela do estágio, apenas para testes.

O tiro carregado enquanto a tela pisca e o Dr. Wily mal aparece.

O tiro carregado enquanto a tela pisca e o Dr. Wily mal aparece.

E não é que aquele golpe que me lembrava uma Genki Dama deu dano no miserável? Pois é, mais uma tentativa perdida pra me acostumar com a idéia e na tentativa seguinte venci até com facilidade o chefe, como já tinha sido previsto pelo meu amigo.

Genki Dama carregada. E cadê o inimigo?

Genki Dama carregada. E cadê o inimigo?

Conclusão e considerações

É, meus caros, finalmente venci o segundo Mega Man da minha vida. Meu sentimento foi de alegria pura e alívio por ter vencido um desafio complicado, foi aquele momento que me senti “O CARA” do videogame. Mesmo que o jogo não seja nenhum Battletoads.

Agora você vem pedir desculpas?!?

Agora você vem pedir desculpas?!?

Mega Man 4 é um jogo muito bem programado, com ótimas músicas, uma novidade interessantíssima que é o tiro carregado, as armadilhas de sempre, chefes carismáticos e tudo mais o que um jogo do Mega Man merece ter. Mas ainda assim não superou o terceiro jogo da franquia na minha humilde opinião. Nem no carisma, nem na diversão e nem na dificuldade. Todos esses atributos são grandes no Mega Man 4, mas conseguem ser ainda maiores no 3.

ending-2 ending-3

Notei uma certa evolução minha com a série. Na verdade fiquei na dúvida se o jogo era mais fácil ou se eu que tinha melhorado. E cheguei à conclusão que as duas afirmações são verdadeiras.

ending-4

Encerro aqui o meu relato sobre o jogo. Quem ainda não jogou, peço desculpas pelos spoilers. Quem jogou, tem carta branca pra abrir o espaço de comentários e tirar um baita sarro da minha cara pela dificuldade que tive em terminar.

Por fim, queria saber a opinião de vocês quanto ao novo formato. Gostaram mais? Gostaram menos? Gostaram de ambos? Não gostaram de nenhum? Digam o que acharam, por favor, assim eu posso decidir como farei com os demais jogos da franquia. Vocês não vão se ver livres de posts do Desafio tão cedo.

Obrigado a todos pela leitura e até o próximo post!

ending-5

Sobre Gamer Caduco

Menino novo, com mais de 30 anos de idade, fanático por games de todas as gerações.
Esse post foi publicado em Desafio Mega Man, Desafios, Jogos, Mega Man 4 e marcado , , , . Guardar link permanente.

22 respostas para Desafio: Mega Man 4

  1. João Marcos disse:

    Interessante ! Se bobear você me motivou a jogar essa maldito MM 4 ! Só não odeio mais que o MM 3 ! Haha

    • Gamer Caduco disse:

      huahuahuahuahua
      Pô João Marcos, nada disso de odiar os Mega Man. Tem que encará-los e esfregar na cara dos programadores e level designers que vc é capaz de vencer as barreiras que eles impuseram para nós jogadores.
      Com o tempo vc vai aperfeiçoando, até eu que sou ruim terminei ambos! hehehehe!
      Valeu!
      Abraço

  2. Carlos Henrique Ribeiro disse:

    Muito bom o jogo e as piadas hahaha. Continue assim Cadu

  3. aki é rock disse:

    Esta ai um jogo que curto muito viu esse MM4 é demais foi o primeiro da série que zerei no meu Top Game e olha zerei ele numa tv de 14 polegada e preto e branco na época só pra você ver.Foi uma grande satisfação pra mim ter conseguido essa proeza depois disso cheguei a jogar o MM3 mas não consegui zerar ele depois disso quando saiu as versões para Ps1 e eu comprei de novo o jogo para matar as saudades e zerei mais uma vez.
    O interessante que na versão de Ps1 tinha o modo clássico e o modo melhorado do jogo e quando se finalizava tinha o modo Boss Rush para enfrentar eles com tempo.

    • Gamer Caduco disse:

      Vc tinha mencionado se não me engano que o MM4 tinha sido o primeiro que vc zerou, finalmente eu pude conhecer o jogo de cabo a rabo. Gostei bastante de jogar, mas seria legal se eu tivesse zerado na época que nem vc fez, te invejo por isso! No bom sentido, claro! hehehehehehe
      Ainda mais em preto e branco. Depois vc zerou em cores, né? Pra dobrar a satisfação! 😀
      Não sabia desse lance da versão de PS1, interessante mesmo. Depois eu vou dar uma olhada nisso, fiquei muito curioso!
      Valeu Rock!
      Abraço

  4. Aew Caduco, finalmente! Como eu nunca joguei pra valer esses MM antigos, não posso falar muito, mas pela sua descrição realmente parece que foi bem mais tranqüilo. Difícil imaginar jogar MM sem os tiros carregados, pensar que só nesse aê que apareceu. Agora me diga uma coisa, já está conseguindo jogar de boa no ônibus? E eu lembrei da mola maluca, hwa hwa hwa. Abraço! PS: Ainda continuo com problemas para comentar 😦

    • Gamer Caduco disse:

      Cara, foi bem mais tranquilo sim. Mas como falei, a experiência de ter finalizado antes o 3 pra depois encarar o 4 ajudou. Eu recomendo que vc trilhe o mesmo caminho pra adquirir resistência, fique longe do 1 e do 9 pra encarar pra valer de primeira senão vc vai passar nervoso. Achei esses dois os mais difíceis.
      E sim, estou conseguindo jogar no busão. Claro que não posso abusar muito, como o caminho é longo eu sempre dou uma cochilada e depois jogo, daí dá pra encarar melhor. Por alguma razão mística a cochilada faz diferença. Será que eu devo atualizar o post sobre Motion Sickness? huahuahuahuahuahua
      O ruim do bus é quando ele chacoalha demais. Daí atrapalha nesses jogos que exigem mais reflexo e habilidade… hehe.
      Bom, encare os Mega Man, vale a pena. Aproveita o Virtual Console aí do Wii, não é possível que não tenha esses jogos.
      Vc ainda tá com problemas pra comentar? Sério? Que engraçado, vc tem problemas com o WordPress e eu com o Blogger. Eu bem que estava pensando em trocar o sistema de comentários do blog (talvez pro Disquis), mas é triste perder todos os comentários feitos aqui. Talvez vire uma meta pra 2014, quando completar o terceiro ano do blog.
      ENCARE MEGA MAN! De novo! huahuahuahua
      Valeu Tchulanguero!
      Abraço

      • Mas eu já joguei alguns, fora a série X, já zerei o 7 e o Rockman & Forte, que não é nada fácil também. Não faz muito tempo, fechei Megaman Zero, outro que tem uns trechos bem infernais.

        Que isso cara, jogar com o busão chacoalhando dobra o XP, hwa hwa hwa.

        Eu não gosto muito do sistema de comentários do Disqus não, prefiro esse do WordPress (quando funciona). Mas fiquei sabendo que bom mesmo é um tal de “sistema de tagarelices e butecadas” 😛

        Calma cara, tenho coisa demais pra jogar ainda, acho que vou precisar de umas três vidas pra poder jogar tudo viu, rzs.

        Abraço!

        • Gamer Caduco disse:

          Putz cara, todos temos coisas demais pra jogar. É igual quando ficam me cobrando de vários jogos de NES, SNES, GC, Wii… enfim, a Nintendo inteira e todos os Nintendistas do universo me cobram por inúmeros jogos dos consoles, mesmo os de outras desenvolvedoras. É triste, mas… é a vida. Já desisti de sonhar que vou jogar tudo antes do Game Over… hehehe!

          Eu até curto o Disquis, funciona bem no Retroplayers e outros sites que vi usando. Esse do sistema de tagarelas aí é bom também, nunca tive problemas. Eu acho… não tenho boa memória! huahuahuauha

          JOGUE MEGA MAN CLÁSSICO! huahuahuauha

          Com XP dobrado no busão, claro! Gostei dessa! huauhahua… vale pra RPG de turno também?

  5. Ulisses Dactar disse:

    Muito bom Cadu.Como vc mesmo disse,”isto aqui não é um review”,e por isso mesmo ficou interessante.É quase como um diario de jogatina,apontado o caminho das pedras.O formato em si do post eu também curti.Ficou dinâmico.Gostei quando cita a “Tela que anda sozinha”,rapaz, isso é sempre tenso nos jogos,você não tem mais o controle total da ação,é pior que as fases por tempo,eu acho.Telas automáticas são herança ou influência dos jogos de navinha.rs.
    Falow Cadu! 🙂

    • Gamer Caduco disse:

      É, mais ou menos um caminho das pedras, né? Pq teve muita coisa aí que eu não disse como fazer pra vencer, até mesmo pq isso estragaria completamente o jogo. Mas ainda assim dei algumas dicas pra ajudar quem quer encarar o jogo e não tem tanto tempo disponível pra ficar descobrindo as coisas.
      Muito bom o que vc disse sobre a herança ou influência dos jogos de navinha, eu nunca tinha pensado nisso e faz todo sentido! Diga-se de passagem, as fases assim e os jogos de navinha são filhos da mãe de forma equivalente, ambos dão muito trabalho pra vencer! hehehe. É péssimo não ter o controle total da ação, como vc disse. E pensar que os jogos de hj em dia que se movimentam sozinhos são os malditos endless runners, tão mais simples de jogar que os jogos de plataforma. Alguém podia fazer um jogo com fases assim, né? hehehehe!
      Valeu pelos elogios, Dactar! Vou ver se para os próximos jogos da franquia eu mantenho esse padrão ao invés do usado no Mega Man 3.
      E valeu pela leitura e comentário tb, claro! hehe!
      Abraço

  6. Pingback: Desafio: Mega Man 3 – parte 6 (final) | Gamer Caduco

  7. Pingback: Desafio Mega Man | Gamer Caduco

  8. Realmente muito bom… E quanto a proposta que fiz pelo Facebook?

    • Gamer Caduco disse:

      Opa, obrigado pela visita e pelo comentário.
      Te respondi lá no Facebook, eu mais uma vez me esqueci daquela tranqueira de rede social… hehehe!
      Desculpe pela demora, dê uma lida lá!
      Valeu cara!

  9. Pingback: Meme – O que você jogou em 2013? | Gamer Caduco

  10. guilherme de araujo fuza disse:

    tem como jogar no pc e talz alguem sabe onde acho que jogo pra compra ou baixar ?

    • Gamer Caduco disse:

      Olá Guilherme, blz?
      Cara, no PC vc consegue jogar em emuladores de NES.
      Pra baixar acredito que vc consegue encontrar a versão de Playstation 1 na PSN pra jogar no PS3 e talvez até no PS Vita. Se não me engano no Wii vc encontra também pra comprar via Virtual Console. Outras plataformas eu sinceramente não sei te dizer.
      Mas jogue sim que vale a pena.
      Valeu!

  11. Pingback: Pecados Gamísticos | Gamer Caduco

  12. Pingback: Pecados Gamísticos: Nintendinho | Gamer Caduco

Deixe seu comentário sobre este post!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s