Meme – O Que Você Jogou em 2015? #oqvj2015

00-Meme-OQVJ2015-Logo

Olá caros leitores do Gamer Caduco! Como estão?

O ano de 2015 está chegando ao fim. Para muitos um alívio, para outros tanto faz. Para mim, este foi o ano que passei pelo pior e pelo melhor momento da minha vida pessoal, então inevitavelmente vai ficar cravado na minha memória.

Mas aqui é um blog de videogames, né? Vamos ao que interessa a vocês!

Pela quinta vez estou participando do Meme mais legal da comunidade gamer, Meme este criado pelo Marvox lá do MarvoxBrasil e que segue firme e forte, crescendo cada vez mais. Então vou deixar de lado a vida pessoal e contar pra vocês como foi meu ano do ponto de vista gamístico.

Se eu dividir o ano em três, digo que no primeiro quadrimestre eu joguei insanamente, no segundo eu joguei mais ou menos e no terceiro eu quase não joguei consoles de mesa e portáteis. A situação é completamente inversa quando falamos de jogos de plataformas Mobile.

Dito isso, vamos pra lista. Ela está na ordem em que joguei até o fim (ou parei de jogar, para jogos “intermináveis”). Paciência que o texto é longo!

Tentei variar o máximo que pude formas, gêneros e propostas. Então a lista está consideravelmente eclética.

UPDATE: Querem votar no melhor jogo que joguei em 2015? Cliquem aqui.

Chega de enrolações, eis a lista:

Velocity 2X (PS Vita)

01-Meme-OQVJ2015_-_Velocity2x

Gênero: Shooter Vertical / Plataforma
O que é: Jogo de Navinha que vc desce dela e sai atirando em tudo que se mexe.
Jogado em: Dezembro/2014
Descrição:
Comecei e terminei antes de 2015, mas depois do post do Meme de 2014, então preciso citar aqui. Achei o conceito do jogo interessante, meio navinha, meio plataforma e meio quebra-cabeças, mas tem alguns detalhes que incomodam. Por exemplo, a necessidade de atingir pontuação alta pra juntar “crédito” suficiente pra desbloquear as fases seguintes.
O jogo até tem uma história, mas sinceramente eu fiquei apertando o X alucinadamente pra cortar os diálogos e continuar jogando, igual eu fazia quando era criança! Então não posso julgar esta parte.
Se recomendo? Bem, não sei. Depende do tipo de jogador que você é. Eu não me animei tanto, mas não reclamo porque peguei “de graça” (PS Plus).

Bayonetta 2 (Wii U)

02-Meme-OQVJ2015_-_Bayonetta2

Gênero: Ação / Hack’n Slash
O que é: Devil May Cry soft porn Jogo da Bruxa sensual que detona tudo e todos!
Joguei de: Dezembro/2014 a Janeiro/2015
Descrição:
Antes de começar 2015 eu já resolvi dar foco em um jogo que possui plenas condições de vencer o Gamer Caduco Awards. Bayonetta 2 dispensa apresentações, a personagem já ganhou destaque na comunidade gamer, tanto é que muita gente se irritou profundamente com o fato do jogo só ter saído para Wii U. Mas, com a Nintendo como coprodutora, vocês queriam o que?
Sobre o jogo? Sensacional, espetacular. Dificuldade bem balanceada e melhorias técnicas bem notáveis em relação ao primeiro game, tanto em gráficos quanto jogabilidade. O plot continua meio que simples, mas divertido o suficiente pra prender a atenção do jogador, especialmente pela evolução da personagem em muitos aspectos. Fora que o bom humor continua firme e forte nesta sequência!
E continuo afirmando que evitar o jogo pelo fato da personagem abusar da sensualidade dela e ao mesmo tempo adorar o Dante do Spin Off do Resident Evil Devil May Cry e suas ações machão pegador malandrão significa necessidade de rever os conceitos sobre muita coisa nessa vida.
Enfim, próximo…

Yoshi’s New Island (3DS)

03-Meme-OQVJ2015_-_YoshisNewIsland

Gênero: Plataforma
O que é: Aquele jogo que faz você odiar choro de bebês.
Joguei de: Dezembro/2014 a Janeiro/2015
Descrição:
Eu tenho uma confissão aqui pra fazer. Estão sentados? Lá vai. Eu sempre odiei Yoshi’s Island de SNES. Peraí, calma, parem de pegar pedras, deixa eu explicar.
A primeira vez que vi o pioneiro jogo do Yoshi nos 16 bits pra jogar (cof cof, emuladores, cof cof), baixei ele com o título Super Mario World 2: Yoshi’s Island. Minha cabeça explodiu, existia um Super Mario World 2. Aí baixei, comecei a jogar, vi que não tinha absolutamente nada a ver com o primeiro SMW, ainda por cima tinha que aguentar aquele Baby Mario com o choro insuportável. Larguei e peguei ódio.
OK, dito isso, venho aqui publicamente dizer que eu fui um imbecil. Dei uma chance ao Yoshi’s New Island de 3DS, fiquei tão empolgado com o jogo que fiz tudo que dava pra fazer nele. E ano que vem eu jogo o de SNES, que dizem ser ainda mais desafiador (tanto pra passar determinadas partes como encontrar coisas escondidas). Então esse jogo tem uma importância tremenda na minha vida. Tem boas chances no Gamer Caduco Awards (a partir daqui vou chamar de GCA). Por que não teria?

3D Sonic the Hedgehog (3DS)

04-Meme-OQVJ2015_-_3DSonicTheHedgehog

Gênero: Plataforma
O que é: Ouriço azul correndo pelado de tênis vermelho em 3D.
Joguei em: Fevereiro/2015
Descrição:
Não tem muita coisa pra falar aqui não, é Sonic, é clássico, é 3D e tem Spin Dash!
10/10.
Nada mais a acrescentar…
Não, espera um pouco. É bom dizer que este não entra no GCA por razões óbvias.

3D Streets of Rage (3DS)

05-Meme-OQVJ2015_-_3DStreetsOfRage

Gênero: Beat’em Up
O que é: Ex policiais se juntam pra descer a cacetada na bandidagem da cidade no meio da rua.
Joguei em: Fevereiro/2015 e Março/2015
Descrição:
O mesmo se aplica ao jogo acima, clássico absoluto em 3D e que não entra no GCA.
Tem um modo de jogo pra quem tem preguiça, chamado Fists of Death. Um único golpe e qualquer inimigo morre, inclusive os chefes.
Acaba com a diversão por completo, mas se alguém quer escutar uma das melhores trilhas sonora de games de todos os tempos e conhecer a história do jogo, tem aí essa opção horrenda disponível.

3D Space Harrier (3DS)

06-Meme-OQVJ2015_-_3DSpaceHarrier

Gênero: Arcade / Shooter
O que é: Um jogo maldito e viciante que eu não consigo terminar de jeito nenhum!
Joguei de: Fevereiro/2015 até… até… cara, eu nem lembro quantos meses fiquei tentando!
Descrição:
Blá blá clássico 3D, blá blá não vai pro GCA
Só que aqui tem um detalhe: eu simplesmente não consigo terminar este jogo. Que é um dos meus títulos favoritos do passado.
Nesta versão (que é a de Arcade melhorada) o jogador tem direito a dois Continues, ou seja, nove vidas no total.
O mais longe que cheguei? Penúltima fase. E eu tremia nela, achava que chegaria no fim. Mas foi uma vez só e eu falhei miseravelmente. A minha rotina diária que permitia jogar muitas vezes mudou e eu tive que abandonar o jogo. Uma pena.
EM 2016 tem mais, voltarei aqui pra dizer que terminei o jogo. Aguardem!

Vakyria Chronicles (PS3)

07-Meme-OQVJ2015_-_ValkyriaChronicles

Gênero: S-RPG ou Tactical RPG
O que é: Talvez o melhor jogo da SEGA da geração PS360Wii: um RPG de quadradinhos, só que sem os quadradinhos.
Joguei de: Janeiro/2015 a Março/2015
Descrição:
Se tem um jogo que me surpreendeu muito positivamente este ano, este jogo é Valkyria Chronicles. Pra quem curte jogos estratégicos em turno, este jogo é um prato bem cheio.
Não conhece a série? Bom, tentando ser o mais sucinto possível. Um jogo de turnos diferente do padrão baseado em guerra, armas de fogo e etc.
Considerem que cada time tem seu turno com um determinado número de jogadas e é possível movimentar um mesmo personagem mais de uma vez, embora gaste uma barra.
Quando um personagem é selecionado, o jogo muda para uma versão em terceira pessoa visto pelas costas e ele tem movimentação livre, baseada na tal barra que já mencionei. Enquanto isso, personagens parados adversários podem atirar, personagens aliados próximos ajudam na hora de atirar, e por aí vai. Tem tanques e poderes especiais.
E uma história bem interessante, que alterna tudo quanto é tipo de emoção.
Vale muito a pena. Recomendo.
Forte candidato no GCA!

Shovel Knight (Wii U)

08-Meme-OQVJ2015_-_ShovelKnight

Gênero: Plataforma / Ação
O que é: Game indefectível de desenvolvedores independentes que mistura passado e presente com maestria.
Joguei em: Março/2015
Descrição:
Esse vocês já sabem que joguei, né? Não sabem? Cliquem aqui e vejam o review, não vou me aprofundar. Saiu lá no Retroplayers também.
Só um comentário extra: forte candidato ao primeiro lugar do GCA. Esse merece!

Final Fantasy IX (PSOne Classics / PS Vita)

09-Meme-OQVJ2015_-_FinalFantasyIX

Gênero: RPG (J)
O que é: Nono jogo daquela franquia que entrou na moda xingar porque tem combate em turnos e menus.
Joguei de: Janeiro/2015 a Março/2015
Descrição:
Acredito que jogar até o fim este jogo me livrou de um Pecado Gamístico de jogadores de RPGs japoneses. O jogo tem gráficos lindos pra um jogo de PSOne, chega a ser inacreditável. Tem trilha sonora bem bacana. Mas eu esperava mais dele em outros aspectos.
A história me pareceu um pouco genérica, fora que apenas três personagens me cativaram (Vivi, Steiner e Eiko). Achei o vilão bem sem graça e detestei o esquema de ter que ficar com item equipado pra aprender uma habilidade nova, seja ativa ou passiva.
Entendam, eu não achei o jogo ruim, mas pra quem encarou jogos com histórias épicas como as de FFVI e FFVII e jogabilidade divertida como o FFV, além de jogos com personagens bem cativantes como o FFIV, fica difícil ser fisgado por um jogo que parece ter investido muito mais em gráficos e CGs do que qualquer outro ponto.
No fim, achei mediano, dada a minha expectativa pra um Final Fantasy, ainda mais um que é aclamado por muita gente. Porém, valeu a pena conhecer.

Ducktales Remastered (PS3)

10-Meme-OQVJ2015_-_DucktalesRemastered

Gênero: Plataforma
O que é: Remasterização do clássico que possui a música grudenta que fica na cabeça (e eu sei que você está cantarolando agora).
Joguei em: Março/2015 (finalizado em 3 dias)
Descrição:
Quem acompanha o blog sabe que eu cresci jogando Master System e Mega Drive, que tive pouco contato com os consoles da Nintendo durante infância e adolescência. Logo, nunca tinha jogado Ducktales. Só que conhecia o título, afinal de contas, o desenho animado de mesmo nome fez um sucesso tremendo aqui, eu adorava. E as revistas falavam da versão original de Nintendinho.
Fica difícil fazer um comparativo com a versão em 8 bits, mas posso dizer que adorei o jogo, é muito gostoso de jogar. De cara me deram a dica de jogar no Hard para fugir de um facilitador que estraga a experiência, no caso, o mapa no menu aberto ao pausar o jogo.
A única coisa que eu não curti foi o excesso de diálogos, que é legal de acompanhar e tudo mais, mas depois que você já viu uma vez, ele não precisava se repetir. Felizmente dá pra pular, mas tem que pausar o jogo e selecionar no meu pra pular o diálogo. Muita coisa, na minha humilde opinião. Não que estrague o jogo, mas incomodou.
De qualquer forma, recomendo a todos. Jogão!

Rogue Legacy (PS3/PSVita)

11-Meme-OQVJ2015_-_RogueLegacy

Gênero: Roguelike / Plataforma / Ação
O que é: Jogo viciante que… depois eu escrevo isso, deixa eu jogar mais um pouco!
Joguei de: Março/2005 a Abril/2015… mentira, joguei até Agosto/2015 pra platinar!
Descrição:
Fiquei muito viciado neste jogo, tanto que o platinei. Tem review sobre Rogue Legacy aqui no blog, pra quem quiser saber mais detalhes sobre o jogo e a experiência que tive com ele.

New Super Mario Bros U (Wii U)

12-Meme-OQVJ2015_-_NewSuperMarioBrosU

Gênero: Plataforma
O que é: Encanador bigodudo e barrigudo parte mais uma vez pra salvar a princesa raptada por uma tartaruga ninja mutante gigante.
Joguei em: Abril/2015 (uma semana praticamente)
Descrição:
Quando comprei o Wii U, fiquei bem empolgado pra jogar este jogo. Por alguma razão que não me recordo, acabei largando. Este ano resolvi jogar e fiz 100% nele em uma semana, foi divertido. Ainda era uma época que tava dando tempo de jogar todos os dias, isso facilitou muito.
Bom, é Mario, é 2D, é divertido, tem coisas escondidas, as vidas brotam, as vezes você morre… e no final, Mario salva a princesa Peach. Não tem grandes novidades, a não ser os lindos gráficos em HD pela primeira vez em um jogo 2D do encanador.
Mas em matéria de mecânica de plataforma 2D, a coroa continua sendo da franquia. Merecia um pouco mais de respeito por parte da comunidade, mas nem vou entrar no mérito…

Kill the Plumber (Web)

13-Meme-OQVJ2015_-_KillThePlumber

Gênero: Puzzle
O que é: Galera se revolta e resolve dar um jeito no encanador bigodudo e barrigudo folgado.
Joguei em: Abril/2015
Descrição:
Pisar em Goombas e tartarugas é divertido, né? Talvez nem tanto do ponto de vista dos pisoteados.
Então resolveram fazer um Web Game em que o jogador assume o papel de vilão e tem que colocar a tropa pra dar um jeito no encanador folgado que chegou pra tentar salvar a princesa.
O jogo em si é mais um quebra-cabeça, com diversão simples e com cara de passatempo mesmo, já que não tem quase nenhuma profundidade. Mas diverte.
Curiosos? Cliquem aqui para acessar.

Castlevania: Lords of Shadows 2 (PS3)

14-Meme-OQVJ2015_-_CastlevaniaLordsOfShadow2

Gênero: Ação / Hack’n Slash
O que é: Castlevania of War Jogo épico com história épica que alguns saudosistas não dão o braço a torcer por ter se popularizado.
Joguei de: Abril/2015 a Maio/2015
Descrição:
Esperei uma eternidade pro preço deste jogo baixar. Enquanto isso, soube que havia uma parcela da comunidade gamer insatisfeita com o game, mesmo que fugisse de qualquer informação sobre o assunto.
Depois que joguei de cabo a rabo, no Hard, sofrendo em alguns pontos e me divertindo o tempo todo, concluí que definitivamente há um preconceito bobo com a série Lords of Shadows.
Criaram uma história muito bem planejada, que foi dividida em três jogos que funcionam muito bem em mecânica e desafios pontuais, mas tudo que as pessoas enxergam e julgam de forma bem rasa e muitas vezes babaca é que o jogo é um clone de God of War.
Deve ter saído algum artigo falando mal do jogo naquele site que todo mundo fica papagaiando, que felizmente eu não acabei não vendo… não é possível.
Bom, CLoS2 tem backtracking, plataformas, escaladas (essas eu não gosto), história envolvente, personagens marcantes e combates bem desafiadores, que vão além de ficar apertando quadrado feito maluco igual ocorre nos jogos mais recentes (atenção aqui, apenas mais recentes) do guerreiro espartano. Isso sem desconsiderar a franquia da Sony, que ao meu ver tem sim muita qualidade também. Mas prefiro a ambientação do universo do jogo da Konami.

Mighty Switch Force (3DS)

15-Meme-OQVJ2015_-_MightySwitchForce

Gênero: Plataforma / Puzzle
O que é: Policial gostosa precisa prender as bandidas gostosas e voltar pro seu mecha.
Joguei em: Junho/2015
Descrição:
Este ano a Nintendo resolveu fazer uma parceria com o Humble Bundle e disponibilizou para os felizes donos de 3DS e/ou Wii U o bundle Nindies, com diversos jogos feitos por desenvolvedores independentes pelo preço que quisesse pagar.
Entre os jogos, tive o imenso prazer de jogar Mighty Switch Force, que é uma ótima mistura entre plataforma, ação e puzzle. Apesar de não ter aquela profundidade de muitos jogos atuais, o game é muito gostoso de jogar. Superar desafios nele é bem gratificante, sem falar que alguns erros me fizeram rir bastante da minha própria cara. Recomendo muito.

Gunman Clive (3DS)

16-Meme-OQVJ2015_-_GunmanClive

Gênero: Plataforma / Ação
O que é: Quase um Mega Man no Velho Oeste.
Joguei em: Junho/2015
Descrição:
Outro jogo que estava no pacote dos Nindies. Considerem este aqui como um Mega Man do Velho Oeste, numa comparação bem barata e mantendo, é claro, as devidas proporções. É nítida a influência da famosa franquia da Capcom neste jogo independente.
O jogo é repleto de desafios interessantes, tem chefes, tem plataformas sacanas, inimigos bem posicionados, alterações de física dependendo da fase e por aí vai. Tudo isso com um gráfico suave e bem bacana.
Recomendo fortemente!

Super Mario Galaxy (Wii)

17-Meme-OQVJ2015_-_SuperMarioGalaxy

Gênero: Plataforma
O que é: Melhor jogo da sétima geração (CHOREM MAIS).
Joguei de: Maio/2015 até Julho/2015
Descrição:
Se eu for repetir todos elogios que fiz a este jogo aqui no blog, vão me chamar de nintendista. Então melhor vocês lerem o review que fiz, se já não o fizeram.
Super Mario Galaxy está no mínimo garantido no Top 3 do GCA, podem ter certeza.

GG Shinobi (Game Gear / 3DS – Virtual Console)

18-Meme-OQVJ2015_-_GGShinobi

Gênero: Plataforma / Ação
O que é: O poderoso ninja Joe Musashi precisa salvar seus aliados e acabar com a zona que tá rolando em sua cidade.
Joguei em: Julho/2015
Descrição:
Sabem aquela franquia que você começa pelo segundo jogo e depois vai pro primeiro? Então…
Considerando que Shinobi II de Game Gear é considerado pelo velhinho aqui como o melhor jogo do portátil, meio óbvio que eu iria curtir este também. Confesso que prefiro o II, mas este também é um ótimo jogo.
Eu poderia falar mais sobre o jogo, mas prefiro não me aprofundar muito. Tenho um post começado que devo colocar no ar lá no Retroplayers em breve, então convido todos a acompanhar o site pra quando o texto estiver no ar.

Maldita Castilla (PC)

19-Meme-OQVJ2015_-_MalditaCastilla

Gênero: Plataforma / Ação
O que é: Quase um Ghouls and Ghosts, quase tão frustrante quanto (no bom sentido).
Joguei em: Julho/2015 (em um dia)
Descrição:
Fui na casa de um amigo meu e ele não me deixou ir embora enquanto não terminasse este jogo. Vão imaginando…
Maldita Castilla é um jogo de produção independente que é praticamente uma homenagem à Ghouls and Ghosts, muito boa por sinal.
Jogo difícil pra caramba, chefes malditos, desafios sacanas… pelo menos tem Continues infinitos. Problema é que usar mais que uma certa quantidade te faz pegar um final ruim. O jogo te avisa isso na hora. E não encontrar determinados itens escondidos pelas fases faz com que o final seja ainda pior.
Adivinhem que final eu fiz? O pior possível, claro!
Não vou dar mais detalhes, mas quem curte jogos retrô tem obrigação moral de pelo menos tentar jogar este jogo uma vez na vida.
Valeu a pena ter jogado, demais!
Quem tiver curiosidade, baixe lá do site do Locomalito, desenvolvedor do jogo!

South Park: The Stick of Truth (PS3)

20-Meme-OQVJ2015_-_SouthParkTheStickOfTruth

Gênero: RPG
O que é: O RPG mais engraçado de todos os tempos.
Joguei de: Julho/2015 até Agosto/2015
Descrição:
South Park por si só já é algo extremamente divertido, dispensa qualquer apresentação. Fazer parte de uma história da animação com todo humor ácido, cheia de palavrões e coisas totalmente sem noção é uma experiência do car&¨$*… ops… desculpem.
Tecnicamente o jogo não é dos melhores: tem diversos bugs e slowdowns que poderiam incomodar muita gente. Mas o pior é que não incomodam. Eu pelo menos não tive problemas com isso, de verdade. Stick of Truth é um jogo quase nada polido, mas o foco dele é tão direcionado no humor, história e combates que você acaba deixando passar muita coisa em prol da diversão.
Os combates são por menus, mas tem aquele negócio de você apertar o botão na hora de atacar ou defender para fazer diferença no combate, então o game não é tão parado quanto jogos tradicionais de RPG por turnos. Fora que os combates são curtos e dá pra saber quando vão acontecer, já que os inimigos estão na tela.
Caso você tenha deixado este título passar pelo seu gênero, vença o preconceito e divirta-se jogando. Só digo isso.

Super Mario Bros 3 (NES / Wii U – Virtual Console)

21-Meme-OQVJ2015_-_SuperMarioBros3

Gênero: Plataforma
O que é: Clássico inquestionável e um pecado gamístico a menos na minha vida.
Joguei em: Agosto/2015
Descrição:
Depois de terminar o South Park, queria jogar um jogo que eu pudesse terminar em uma semana. Então fiz a escolha óbvia, vou jogar Mario. Rapidinho eu terminaria, certo? Errado, muito errado!
Super Mario Bros. 3 de suave não tem nada, que jogo difícil! Deliciosamente difícil! No fim levei bem mais tempo do que queria, mas valeu muito a pena. Se eu tinha certeza que Super Mario World era meu título preferido entre os plataforma do encanador, hoje tenho dúvidas de qual gosto mais.
Antes que alguém venha me encher a paciência, joguei sim no Virtual Console do Wii U, mas fiz questão de passar por todas as fases (eu não seria besta de perder isso), não encontrei raio de flauta nenhuma pra ficar “roubando” (inclusive só soube da existência delas depois de terminar o jogo) e só usei o tal save state do console nas horas de desligar o jogo, não usei durante fases. Sem essa de “tem que terminar em uma sentada só”, na época vocês também deixavam seus videogames na tomada ligados pra voltar mais tarde, por que é que eu não poderia fazer algo que simula o mesmo efeito?
Enfim, sem sombra de dúvidas é outro forte candidato a vencer o GCA. Foi com certeza uma das melhores experiências gamísticas de 2015.

Chroma Squad (PC)

22-Meme-OQVJ2015_-_ChromaSquad

Gênero: S-RPG
O que é: RPG de quadradinhos com Changeman/Flashman/Power Rangers e com humor impagável.
Joguei de: Maio/2015 até Setembro/2015
Descrição:
Joguei e fiz um dos finais possíveis. Contei um pouco da experiência no review do jogo aqui no Gamer Caduco. Quero voltar e fazer os outros finais, porque o jogo é fantástico. Mais pra frente farei isso, com toda certeza.

PAC-MAN 256 (Android)

22-Meme-OQVJ2015_-_PacMan256

Gênero: Endless Runner
O que é: PAC-MAN INFINITO! Tem como dar errado?
Joguei de: Setembro/2015 até… ah, continuo jogando esse troço!
Descrição:
Algumas pessoas devem ter feito careta agora. Sim, eu joguei jogo de mobile em 2015. E muito! Foi o que deu pra jogar no trajeto entre trabalho e casa (e vice-versa) durante os últimos meses do ano. E vou dizer pra vocês que foi ótimo, o jogo é um ótimo passatempo.
PAC-MAN infinito é fórmula de sucesso, lidem com isso.

Shinobi (3DS)

23-Meme-OQVJ2015_-_Shinobi3DS

Gênero: Plataforma / Ação
O que é: Jogo com alma retrô disfarçado de jogo novo pra deixar muita gente com menos cabelos.
Joguei de: De Janeiro/2015 a Outubro/2015 (sério)
Descrição:
Pensem em um jogo bem filho da mãe (no bom sentido). Pensaram? Então, esse aqui deve acumular ódio na mesma proporção. Mas vocês já sabem do que se trata, né? Afinal de contas, postei um review do jogo recentemente aqui no blog. Se quiserem mais detalhes, leiam lá!

Shovel Knight: Plague of Shadows (Wii U)

24-Meme-OQVJ2015_-_ShovelKnightPlagueOfShadows

Gênero: Plataforma / Ação
O que é: DLC (gratuita) do incrível Shovel Knight pra jogar controlando o Plague Knight, um dos chefes do original.
Joguei de: Setembro/2015 a Novembro/2015
Descrição:
Na situação em que me encontrava, com apenas meia hora por semana disponível pra jogar, somado ao lançamento de uma DLC gratuita de um dos melhores jogos que joguei este ano, não tive dúvidas. Parti para o Shovel Knight de volta. Meia hora por dia dava pra se divertir bastante nas fases.
Não vou me prolongar muito, só digo para vocês que já jogaram o jogo “original” e os que ainda não jogaram que essa expansão vale demais a pena. Praticamente um novo jogo.

Tomb Raider (PS3)

25-Meme-OQVJ2015_-_TombRaider

Gênero: Plataforma / Aventura
O que é: Lara Croft antes da fama e com menos apelo sexual.
Joguei de: Novembro/2015 até Dezembro/2015
Descrição:
Demorei pra dar uma chance a este jogo e não sei dizer porque, sei que ter experimentado o Rise of the Tomb Raider na BGS 2015 me incentivou a iniciá-lo.
A franquia Tomb Raider e sua personagem principal dispensam qualquer tipo de apresentação, não vou perder tempo com isso. Tudo que li sobre o jogo tanto na parte de enredo quanto de jogabilidade é verdade, a experiência em si é incrível. Plot, personagens, roteiro, arte gráfica, músicas e efeitos sonoros, desafio (pelo menos no hard), resposta dos controles… tudo é muito bom! Aliás, nunca foi tão bom encher “bandidos” de balas e flechadas em um jogo de aventura. Sério, até alivia o estresse do dia a dia.
Posso garantir que está facilmente entre os melhores jogos que joguei este ano.

Guacamelee: Super Turbo Champion Edition (Wii U)

26-Meme-OQVJ2015_-_GuacameleeSuperTurboChampionEdition

Gênero: Plataforma / Beat’em Up / “Metroidvania”
O que é: Mistura de Super Metroid com Beat’em Up. Adicione sal a gosto!
Joguei em: Dezembro/2015.
Descrição:
Este veio naquele bundle dos Nindies, aliás, talvez foi o que mais me motivou a pegar o bundle. E eu demorei o resto do ano todo pra começar.
Guacamelee é uma junção de três ingredientes que gosto bastante: Metroidvania, pancadaria e muito bom humor. Jogo apimentado pra mexicano nenhum botar defeito!
Último jogo terminado do ano, fechei 2015 com glamour… e nachos!
Mecânica impecável, sistema de backtracking muito bem bolado, desafio bastante interessante, gráficos bem bonitos e a parte sonora tem algo que eu adoro: música temática (no caso, bem mexicana) misturada com outras influências, variando até entre subgêneros da música eletrônica (entre outros).
Podem ter certeza que este briga pelo melhor jogo de 2015 no GCA também (disputa será difícil, não?).

Final Fantasy Tactics: The War of the Lions (PS Vita)

27-Meme-OQVJ2015_-_FinalFantasyTactics

Gênero: S-RPG ou Tactical RPG
O que é: O melhor jogo de todos os tempos e a droga mais viciante da história.
Joguei a partir de: Agosto/2015 e ainda não parei de jogar.
Descrição:
Eu sou uma besta quadrada (não confundir com os quadradinhos do jogo nem com o nome da empresa que o fez). Pela nona vez na minha vida ridícula eu resolvi jogar Final Fantasy Tactics e estourar o relógio (que chega no máximo a 99:59:59). Mas no último semestre do ano só consegui jogar na véspera de dormir, e jogar qualquer coisa agitada nesse horário me tiraria o sono, eu me conheço.
A solução foi revisitar o clássico absoluto na versão para PSP, que mesmo com toda lentidão de animações que possui em relação à versão de PSOne, ainda é o melhor jogo de todos os tempos (lidem com isso).
Por esta razão e pelo fato de eu já ter jogado tantas vezes, este jogo não entra no GCA. Seria injusto demais!
Aceito sugestões de RPGs táticos que consigam divertir na mesma pegada do clássico da Quadrado Macio SquareSoft.

Luigi’s Mansion: The Dark Moon (3DS)

28-Meme-OQVJ2015_-_LuigisMansionTheDarkMoon

Gênero: Puzzle / Aventura
O que é: Irmão gente boa e medroso do encanador barrigudo e bigodudo… caçando fantasmas… com um… ASPIRADOR?
Joguei a partir de: Novembro/2015
Descrição:
Aqui entre nós (não espalhem): eu não dava nada para este jogo, tinha plena certeza que era só mais um game que só agrada nintendistas. Preconceito bobo, concordo, mas o fato é que eu estava muito enganado. Luigi’s Mansion é divertidíssimo, com foco total em exploração, embora não seja nenhum bicho de sete cabeças encontrar o que precisa ser encontrado para darmos andamento ao game. Alguns segredos já são um pouco melhor escondidos, mas nem tanto. De qualquer maneira, é um jogo bem gostoso de jogar, tem uns detalhes bobos que te faz dar risada, aquele já conhecido senso de humor da Big N em Spin Offs de personagens Mario: inocente e engraçado.
O único porém deste jogo é que depois de algumas horas eu comecei a achar ele um pouco repetitivo.
Um dos jogos que ainda não finalizei, exige um certo tempo pra achar tudo. E eu gosto de ficar fuçando e procurando tudo, revisitar fases e tudo mais. Com o pouco tempo que ando pra jogar, em 2018 eu talvez termine.

Desistências

Tiveram outros jogos que joguei e acabei desistindo por um motivo ou outro. Por exemplo, larguei Dark Souls pra jogar a expansão de Shovel Knight. Não por nada, mas com meia hora disponível por semana pra jogar, eu nunca sairia do lugar no jogo, que exige um certo nível de dedicação e foco. Uma pena, pois estava curtindo, mesmo não tendo vencido nem o “primeiro chefe de verdade” do jogo.

Larguei Horizon Chase também, estou juntando créditos na loja Android pra comprar o jogo e jogar de uma vez. Aliás, que jogão, hein?

29-Meme-OQVJ2015_-_Patapon

Teve o Patapon (PSP) também, mas esse é histórico. Eu sempre chego na mesma fase, largo, recomeço e volto pra mesma fase, para largar e recomeçar e… bem, ciclo sem fim. Já fiz isso 4 vezes. Espero no futuro jogar pra valer, o jogo é ótimo de ser jogado (principalmente com cervejas e fone no último volume… ops).

Sem falar nas jogatinas multiplayer de Resident Evil 6 (PS3) e New Super Mario Bros. 2 (3DS), tudo pela falta de tempo ou fato de não estar mais encontrando um amigo e parceiro de jogatina diariamente. A vida tem dessas coisas.

UPDATE: Gostaram da lista e querem escolher o melhor jogo que joguei em 2015? Cliquem aqui e votem!

Bem, é isso! Confiram a lista de participantes do Meme de 2015 (links já vão direto aos posts, esta página será atualizada conforme os posts forem saindo).

Marvox – Blog MarvoxBrasil
Usopp – Canal Jornada Gamer
Gebirge – Canal Gebirge BR
Marcos Vieira Machado – QG Master
Mestre Ryu – Santuário do Mestre Ryu
Hugo Varani – ChampzCast
ChampzCast (Equipe)
Eduardo Farnezi – Gamerniaco
Rafael “Tchulanguero” Paes – Vão Jogar!
Angela “sucodelarangela” Caldas – Vão Jogar!
Hugo “Somari” Couto – Vão Jogar!
João Roberto – Vão Jogar!
Cadu – Gamer CaducoEEUUU
Fúria – Round ONE Games
Cyber Woo – Arquivos do Woo
Kyo – New Old Players
thr2e – zeroplay4fun
Felipe B. Barbosa – Videogames com Cerveja
Willi Weiss – Point Games Brasil
Breno Barbosa – Blog Desocupado

E este é o último post do ano!

Desejo a todos os leitores um 2016 cheio de conquistas, não só as gamísticas, mas as pessoais também!

Sejam felizes, aproveitem bastante!

Se me permitem, vou tirar Janeiro de férias. Devo voltar depois do Carnaval, se tudo der certo, mantendo a frequência de postagens.

Um abraço enorme a todos e até o ano que vem!

Anúncios

Sobre Gamer Caduco

Menino novo, com mais de 30 anos de idade, fanático por games de todas as gerações.
Esse post foi publicado em 3DS, Game Gear, Jogos, Memes, Mobile, NES, PC, Playstation, Playstation 3, PS Vita, PSP, Sonic, Super Mario, Wii, Wii U e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

15 respostas para Meme – O Que Você Jogou em 2015? #oqvj2015

  1. Pingback: Ed.Nº 125 – MeMe Gamer: O Que Você Jogou Em 2015? #oqvj2015 | Blog MarvoxBrasil

  2. Ulisses 8Bit disse:

    Muito boa sua lista Cadu, seu ano foi bem produtivo nos games. Gostei de ver os games aí, ficou quase que como um guia de jogos, uma seleção de dicas de jogatina, eu mesmo me animei em encarar alguns aí da sua lista, sem dúvida!

    Kkkkk muito boa a comparação grafica de bayonetta! É um game que dá agua na boca da concorrencia, e por diversos motivos.Eu sempre curti jogos do yoshi, mas esse aí do super eu não joguei então conheço apenas a clássica bronca do, choro do encanador, que na época era ainda um bebe, pois não tinha feito o curso técnico.
    Mas que que que que que que que, é isso? existe isso? fists of death? scanagem…me deu um leve enjoo saber disso.

    mighty switch force gostei de ver ,não conheço irei procurar mais coisa sobre ele, visualmente eu já curti

    Eu já tentei fazer um cronograma de jogos principais no excel para fechar em 2016, mas percebi que fazer isso é inútil, sempre aparece outro game em questão e bagunça tudo, kkkkkkkkk bom trabalho Cadu!

    • Gamer Caduco disse:

      Opa, valeu Ulisses! Ano foi produtivo, mas queria que fosse mais. Acho que fiquei frustrado de não jogar nenhum Mega Man ou de poder ter tirado mais tempo pro Dark Souls.
      Dos comentários, Fists of Death é realmente nojento. Juro que não entendo pq colocaram isso. Seria menos desastroso se o jogador morresse com um único hit, mas assim também seria meio chato.
      Cara, eu tentei me policiar assim de fazer lista pra jogar, mas é impossível. Então entrei numa paranóia maluca aqui assim: só posso jogar 2 ou 3 jogos em paralelo, considerando um de mesa e um ou dois em portáteis. Quando termino um de mesa no Wii U, parto para um do PS3. E vice-versa. Tento alternar entre 3D / 2D, longos / curtos,
      desafiadores / baseados em enredo, novos / retrô, AAA / independente, e por aí vai. Os de portáteis fica um pra jogar em casa quando posso e outro pra jogar fora em momentos em que isso é possível. E por aí vai, não lembro de todos detalhes assim de cara… rs
      Depois que comecei a me policiar dessa forma, passou a ser mais produtivo. Primeiro pq eu só parto pra outro quando fecho um, segundo pq alternando estilos diferentes fica menos cansativo e mais motivador pra continuar. O duro é que, como vc mesmo disse, sempre surge algo que bagunça tudo. E normalmente é um jogo sem fim, tipo um Mario Kart da vida… aí lasca mesmo! kkkkk
      Sei lá se a dica ajuda de alguma forma, mas é isso que passei a fazer de um ou dois anos pra cá.
      Valeu Ulisses!

      • Ulisses 8Bit disse:

        Vou fazer isso, parece que funciona. Alternar longos e curtos e tbm alternar estilos diferentes, e…mesa e consoles, ufa! que maratona! Mas é bem isso mesmo, imagine ficar só num game longuíssimo sendo que o mesmo tempo de 10 15 horas de jogo, daria para passar a lenha em pelo menos uns 5 games menores, geralmente de 8 ou 16Bit, geralmente nem sempre. Vou começar a escolher por este critério, valeu a dica Cadu!

        • Gamer Caduco disse:

          Falou tudo, “geralmente não sempre”. Vai pegar um jogo clássico casca grossa pra ver se vc termina rapidinho… termina nada, “melhor” ficar 40 horas em um RPG… kkkkkkkkkkk
          (as aspas pq o “melhor” aqui significa se vc tiver focado em querer terminar o maior número de jogos possível)
          Tomara que a dica louca ajude! 😀

  3. Willi Weiss disse:

    Cadu, desta vez vou ficar te devendo no quesito “comentário extenso”, amigo! Nesses posts do Meme Gamer eu costumo comentar citando jogo por jogo (ou ao menos os principais jogos) que o autor do post jogou, e falando o que acho. Mas quanto à sua lista, eu não tenho como achar nada! De uns tempos pra cá tenho jogado só “lançamentos AAA fodões”, não tenho como opinar sobre games mobile ou de portáteis, e os games de mesa que você jogou ou são de Wii U ou eu não joguei! Kkkkkkkkkk!

    A não ser Tomb Raider, esse é um puta dum jogaço! Tô muito ansioso pra jogar o Rise, 29 de janeiro ele chega ao PC! Até lá, tenho outras coisas em mente e não vai dar tempo de concluir o primeiro. Mas mais pra frente com certeza quero revisitá-lo, joguei ele quando saiu e desde então nunca mais toquei no título.

    Infelizmente é isso, fico te devendo opiniões hoje. De qualquer maneira, abraços e um feliz 2016! Que tu tenha de volta o teu tempo de jogar, com menos turbulência XD

    • Gamer Caduco disse:

      Fala Willi, blz?
      Cara, eu vi que vc tá nos AAA da vida, eu recebi as notificações dos últimos posts que vc fez lá no Point… mas confesso que não li nada ainda, correrias de fim de ano. Logo chego neles na minha lista interminável de posts pra ler! kkkk
      Tomb Raider é sim um jogaço! Vai pegar o Rise no lançamento? Eu ainda devo demorar, quero jogar no PS4, quando tiver um, previsto para 2017 (me recuperando financeiramente do casório ainda).
      Tudo bem quanto ao comentário mais curto, tô é esperando seu texto pro Meme… cadê? Cadê? Cadê cacilda? huahua
      Valeu pelos votos, feliz 2016 procê também!

  4. Cherry Pie disse:

    Olááá!!!
    Mais um ano chegando ao fim… e mais um superpost do meme mais daora do ano aqui no Gamer Caduco!!
    Cara, em minha humilde opinião, esse foi o meme de fim de ano mais legal que eu já vi desde que comecei a acompanhar seu trabalho blogolístico gamer…
    Fora o fato de você simplesmente me matar de inveja por sempre mostrar uma pancada de games que eu não conseguirei jogar direito nem em um milhão de anos, não há nada o que falar, a não ser elogios.
    Confesso que este ano nem de longe foi um dos melhores que já tive… (nem pessoalmente nem gamísticamente falando). Mas enfim, admito que na verdade faltou mais ânimo do que tempo mesmo. Chega uma hora que enjoa só ficar jogando sozinha, isso fora o fato de nem sempre ter liberdade pra jogar nas horas que batia a vontade, seja por este ou aquele motivo, mas enfim…
    Todo ano novo é um rito de passagem e com ele vem a esperança de renovação e superação. Claro que depende mais de nós mesmos do que de qualquer outra coisa, mas não há como negar que é a novidade que anima o ser humano. Sinto que faltou surpresas novas pra mim em 2015, mas nem por isso fiquei só “na bad”. Não terminei nada em especial, mas em contrapartida, pude sentir o prazer da independência ao ter que apender a andar com minhas próprias pernas. Não tive grandes conquistas no tocante a jogos terminados, mas foi neste ano que logrei minha independência, além da experiência gamística mais confortável que já tive ao adquirir meu primeiro portátil e desfrutar dele no conforto da minha cama quentinha, bem como nas viagens que estou fazendo… (e agora ainda com mais frequência). Aliás, só pra constar, nem estou escrevendo este comentário de casa… (Afanei o note da Thata pq eu não poderia deixar este meme passar em branco, nem morta!!! Kkk) Mas é isso aí cara! Posto isto, deixo agora de papo furado pra comentar um pouquinho as conquistas que você expôs aqui… Bom, então vamos lá!!!
    Eu gostei pacas da nova apresentação que você deu para os jogos na lista! Ri alto aqui com seus comentários pessoais sobre cada um deles! Por mim, o meme pode continuar com essa nova roupagem 4ever! Tá aprovado!!
    De fato sua lista foi bastante eclética… Mas assim que é bom, né? Melhor que uma guria doida que passa o ano inteiro jogando uma coisa só e o pior de tudo: não conseguiu terminar nem o jogo principal e nem os outros que ela começou…rsrsrs… (mas como dizem, sempre tem o ano que vem, né?? Kkk. Um dia eu chego lá!!)
    Bayonetta… vou me abster de comentários. Tbm não curto DMC… Quanto à sensualidade do capiroto que essa mina tem, sei que muita gente critica (eu incluso…). Talvez seja pura dor de cotovelo, mas sempre achei que é melhor ser a mina legal do que a mina sexy. Ser sexy sempre deixa a vida pesada e eu sempre gostei de um lifestyle mais leve… Bom, enfim, deve ser um puta jogo. Muita gente fala dele, mas como eu nunca joguei, vou pular essa parte…
    O choro do Baby Mario é outra coisa que só por God… Não consigo jogar nenhum Yoshi’s Island até hoje por causa disso. Apesar de ter nascido mulher, sou totalmente desprovida de instinto maternal. Desde criança, eu nunca gostei de brincar de casinha. Sempre preferi… JOGAR VIDEOGAME!!! Hehehe (Sim, é estranho… mas é a verdade. De filhos já estou muito satisfeita com meu Nintendo Wii e o 3DS. Eles enchem a mamãe de orgulho…kkk)
    Pombas véi!!! Fists of Death é o fim da picada no Streets of Rage! O mais legal de tudo é ir socando a porrada cadenciada nos malucos pra ver eles morrendo lenta e dolorosamente!!! Esse baguio de uma porrada morre não dá não! (Aí não hein SEGA?? Enfraquece a amizade pô!!!) Tremendo vacilo dos caras!!
    Shovel Knight e Shinobi 3DS são dois títulos para os quais eu vou me reservar a comentar nos respectivos posts, mesmo que eu não consiga fazê-lo este ano. São jogos pelos quais me interessei muito e gostaria de falar sobre cada um deles mais especificamente, não obstante eu ainda não conseguir tê-los jogado… (Pra variarrr…. puras cherrypiezices da vida…)
    Final Fantasy (série) é um tremendo pecadão gamístico pra mim. Sempre fui mais pra vertente dos Phantasy Star da vida (o que me lembra que até hoje eu tô devendo o comentário daquele seu post, né? Raios! Preciso logo dar um jeito na minha vida, tomar vergonha na cara e pagar essas dívidas!!! Kkk)
    O novo Ducktales é bem legauuuzzz. Joguei um pouco dele (Versão X360) no console do meu ex… porem, hoje não posso mais termina-lo, por razões obvias… (e não, ainda não estou animada pra pegar um 360 pra mim, antes que perguntem…)
    #vontadedejogarnewsupermariobrosu (insira um choro manhoso aqui…rsrsrs)
    Fiquei com medo dessa imagem do Kill the Plumber… Urgh… Mas sem dúvidas, não deve ser nada legal sempre sair rachado e esmagado nos jogos! (Isso fora os pobres cidadãos do reino dos cogumelos, que foram transformados em blocos – vide manual do game – os quais são quebrados/assassinados pelo encanador sem dó nem piedade!!! Mario, você é um assassino cruel e sem escrúpulos e merece pagar por isso!!! ***F#&k Yeah***)
    Super Mario Galaxy!!! Eu vou terminar você, nem que seja a última coisa que eu faça na vida! Mesmo que você entre na minha lista pessoal de “O que você jogou em 3525”, mas eu vou concluir você!!! Escreva minhas palavras!!! >=(((
    South Park… tenho uma dúvida quanto a este… o Kenny morre??? (kkkkkk)
    Super Mario Bros 3… Adoro este game! Mesmo tendo terminado apenas uma vez, não me canso de jogar!!! Adoro as fases de Itu, onde tudo é grande!!! Pena que o game sempre me vence pelo cansaço, na maioria das vezes… mas amo ele mesmo assim!!! n_n
    A Thata comprou o Rise of Tomb Raider e estamos jogando. Já “havíamos” (sim, mais ela que eu – na verdade uns 95% foi ela… eu fui apenas a estrategista das poucas vezes que jogamos juntas…) terminado o primeiro game, que é bom pra caramba! Não joguei ele inteiro, mas acompanhei em alguns pontos, quando pudemos ir nos encontrando ao longo desses tempos em tempos. Um dos poucos jogos com tiro que eu consegui jogar, mesmo tendo problemas terríveis pra movimentar a câmera… (sou péssima nisso…). Joguei pouco, mas valeram as experiências.
    Esse Guacamelee parece ser legal. Confesso que não sou muito fã de comida mexicana. Admito que estou bastante viciada em paletas mexicanas atualmente, mas não conta pois elas não são realmente oriundas do México (bem como a torta holandesa também não é proveniente da Holanda – aceitem isto, pois é a pura verdade…kkk)
    Quem sabe a vida não conspira a favor e eu o encaro algum dia?? É…
    #querojogarluigismansiontambem X’-O
    Senhor, ajudai-me a encontrar esse game para meu portátil europeu. Amém. (Torça por mim!!!)
    Bom, é isso aí! Fiquei feliz por ter visto tanta coisa bacana aqui neste final de ano. E que 2016 reserve cada vez mais coisas boas e bons momentos pra jogar, de preferência ao lado de quem mais curtimos!!!
    E olha lá hein?? Sei que um bom descanso é merecido, mas não vai esquecer de nós e sumir de vez, ok?? Senão vamos te buscar, nem que seja arrastado pela orelha!!! Kkk – Zueira – hehe
    Uma ótima passagem pra você e todos os seus e que 2016 faça acontecer ainda mais!!
    Felicidades e feliz Ano Novo!!!
    Abraços da maninha postiça!!
    Te cuida!!
    Bjs
    =)

    • Gamer Caduco disse:

      Pô, sério que este foi o mais legal? Pq? Novo formato com zueiras imbecis sacaneando os jogos com meu humor ruim ímpar? kkkkkkkkkkkkkkkk
      Deixei com esta “nova roupagem” pra poupar um zilhão de caracteres pra quem tem preguiça de ler ou evita por receio de algum spoiler. Pelo menos consegue ter uma ideia em poucas palavras do que penso sobre o jogo em questão. Penso em manter pra 2016, quem sabe?
      Sobre vc não terminar coisas em um milhão de anos, tenta ver as minhas ideias sobre listas de jogos pra jogar que mandei pro Ulisses e vê se não te ajuda a dar mais vazão à lista de jogos do Wii e 3DS, além de outras plataformas que esteja jogando…
      Apesar que quando a gente tá em desânimo não tem jeito, a lista não anda… talvez se vc achar um jogo mais focado em história do que mecânica. Quando eu tava na foça, Persona 4 surgiu como se fosse um novo grupo de amigos que surgiu e que passou a fazer parte da minha vida por um tempo, ria e me divertia com todos eles. Terminar o jogo foi praticamente um tchau que eu dei pra galera e me sentia renovado depois disso. Parece loucura, mas funciona. Não é a toa que as pessoas se apegam à séries, filmes, novelas e etc quando estão meio que, como vc disse, “na bad”.
      Sobre os jogos…
      Eu não gostava de DMC, mas depois de Bayonetta 1 e 2, comprei a coletânea HD pra PS3 e devo jogar algum dos jogos em 2016! Pretendo pelo menos…
      Deixe de lado o choro do Baby Mario, nem que precise jogar com o volume no zero (embora seja um sacrilégio, a trilha sonora é divertida). Tem muita coisa legal no jogo do 3DS.
      Fists of Death = lixo…
      Shovel Knight / Shinobi 3DS: JOGUE ONTEMMMMM!!! E comente depois… rs
      Ducktales tem até pra mobile, caso interesse. Jogar no touch screen é um porre, mas vai saber… de repente vc não precisa de um 360 pra jogar e tal.
      Se eu falar sobre a morte do Kenny ou não no South Park, pode ser um spoiler… huhuauhahua
      Putz, eu quero jogar Rise of the Tomb Raider… mas vai demorar pelo menos 2 anos…
      Esquece a comida mexicana e jogue Guacamelee, jogo pra verdadeiros luchadores! \o/
      2016 estou de volta, provavelmente depois do Carnaval mesmo… apesar que tive uma ideia de post rápido aqui, talvez eu execute na semana que vem. Veremos.
      Valeu Cherry, ótimo 2016 pra vc, não exagere na virada! rs
      Bjs

  5. Doc Cocamonga disse:

    A lista é bem concentrada em plataformas sidescroller, prato cheio pros que buscam diversão nesse gênero. Tô a fim de jogar o Shovel e o Maldita. Por acaso conhece La Mulana e o remake feito por fãs do Maze of Galious? Recomendo os dois!

    • Gamer Caduco disse:

      Cara, não tô por dentro desses jogos não, mas vou dar uma olhada. Se são sidescrollers na pegada do Shovel Knight e do Maldita Castilla, tô dentro!
      Já agradeço as dicas!
      Esses outros (Shovel e Maldita) valem a pena demais, o primeiro é pura diversão, o segundo vc vai ter que estar com a paciência apurada pra tentar terminar com menos de 6 continues e ainda achar tudo que tem pra achar no jogo pra pegar o final verdadeiro. Eu ainda vou tentar de novo! \o/
      Valeu Doc!

  6. aki é rock disse:

    Belo post esse caduco em curti muito esses jogos kra vou citar alguns jogos que andei zerando por aqui:

    Game Boy Color – Gradius Gaiden
    Game boy Color – R Type Dx
    Nes – Double Dragon 3 , Batman
    Pc Engine – Neutopia
    Mega Drive Beyond Oasis
    Playstation – Klonoa , Parasite eve , The Adventures Little of Ralph
    Playstation 2 – Gauntlet Seven Sorrows , Viewtiful Joe 2 , Castlevania Curse of Darkness , Cold Fear ,Ratchet and Clanck , Mega Man Anniversary ., Yakuza 2 , Digital Devil Saga , Blood + , Contra Shattered Soldier
    Xbox 360 – Afro Samurai , Crash Bandicoot , Gears of War
    Nintendo DS – New Super Mario Bros , All Kamen Raider , Thor God of Thunder , Dragon Ball Origins , Ninja Gaiden Dragon Sword
    PSP – Kingdom Heart By Birth Sleep

    E foram esses ai que andei zerando Caduco foi um bom ano hein.

    • Gamer Caduco disse:

      Cacilda Rock, que inveja da sua lista! kkkkkkkkkkk
      Dos que vc mencionou:
      – Esse ano tentei começar o Klonoa, mas por alguma razão larguei.
      – Parasite Eve é um que eu quero muito terminar algum dia, eu parei numa aranha gigante no topo de um prédio, nem sei dizer quanto dele joguei pra chegar nessa parte.
      – Tem outros que sei que preciso muito jogar, em especial Viewtiful Joe (1 e 2)
      Belíssima lista, vou ver se uso de guia pra 2016! kkkk
      Valeu Rock!

  7. Pingback: Votação: Gamer Caduco Awards 2015 | Gamer Caduco

  8. Tchulanguero disse:

    Olha eu aqui, cheguei finalmente… e sim, estou lendo os textos do GC (Gamer Caduco, não GameCube) de trás pra frente mesmo 😛

    Velocity 2X (PS Vita) – PS Vita, hwa hwa hwa… não vou jogar 😛
    Bayonetta 2 (Wii U) – GOTY GCA, VJA, Tudo Os Blog Awards!
    Yoshi’s New Island (3DS) – tem o Mario, então não é melhor que Wooly World 😛
    3D Sonic the Hedgehog (3DS) – vergonha, até hoje não zerei o do Mega :/
    3D Streets of Rage (3DS) – mesma vergonha do Sonic 😥
    3D Space Harrier (3DS) – joguei muito ele no fliperama do Shenmue… mas também não zerava, hwa hwa hwa.
    Vakyria Chronicles (PS3) – já ouvi muito falar, mas nunca joguei… talvez um dia.
    Shovel Knight (Wii U) – o meu já está na prateleira, em breve devo jogar.
    Final Fantasy IX (PSOne Classics / PS Vita) – é um dos que eu mais gostei de jogar, embora não tenha ido muito longe. Ainda quero zerá-lo.
    Ducktales Remastered (PS3) – Música? Que música grudenta você está falando? Não sei do que você está fal… ow droga.
    Rogue Legacy (PS3/PSVita) – também já ouvi falar muito, mas não joguei.
    New Super Mario Bros U (Wii U) – quanto mais o tempo passa, mais eu acho esse jogo meia boca. Mas jogar de galera ele é bem divertido.
    Kill the Plumber (Web) – má hein?
    Castlevania: Lords of Shadows 2 (PS3) – eu joguei isso com você lá na BGS de 2013… foi esse né? Achei ok eu acho na época, faz muito tempo, rzs.
    Mighty Switch Force (3DS) – juntando com a descrição e esse “imenso prazer de jogar”, ficou uma parada meio… 😛
    Gunman Clive (3DS) – todo mundo faz Mega Man, só a Capcom que não 😦
    Super Mario Galaxy (Wii) – excelente jogo, preciso jogar o 2 logo. E foi mal pelo “spoiler” 😛
    GG Shinobi (Game Gear / 3DS – Virtual Console) – Game Gear… portátil… hwa hwa hwa!
    Maldita Castilla (PC) – hwa hwa hwa, como assim, você foi tipo seqüestrado e obrigado a terminar o jogo? Será que esse seria um modo de fazer você finalmente zerar algum Zelda e Super Metroid? 😛
    South Park: The Stick of Truth (PS3) – essa mecânica que você falou é bem a de Super Mario RPG, então deve ser muito bom mesmo 😀
    Super Mario Bros 3 (NES / Wii U – Virtual Console) – eu acho que a grande vantagem de SMB3 em cima de SMW é com relação ao level design, que é realmente bem superior. Mas acho SMW mais resolvido mecanicamente, até por conta das gerações mesmo.
    Chroma Squad (PC) – esse jogo parece ser hilário, já vi uns vídeos dele e achei demais.
    PAC-MAN 256 (Android) – Pac-Man infinito? Tô fora, quer acabar com minha vida é?
    Shinobi (3DS) – Menos cabelos? Também tô fora, hwa hwa hwa.
    Shovel Knight: Plague of Shadows (Wii U) – nossa, tem DLC gratuíto? Nem vi se na edição física já vem embutido, conferir depois.
    Tomb Raider (PS3) – eu acho que jogaria se tivesse onde, mas não é um jogo que me empolga muito. Talvez por não gostar nem um pouco dos jogos antigos da série.
    Guacamelee: Super Turbo Champion Edition (Wii U) – cara, esse jogo… ❤
    Final Fantasy Tactics: The War of the Lions (PS Vita) – hwa hwa hwa, lá vem o Caduco e o protegido dele. Ainda quero arrumar um pra rodar no meu PSOne.
    Luigi’s Mansion: The Dark Moon (3DS) – se for a mesma pegada do de GameCube, é ótimo!

    Dark Souls – tenho sérias dúvidas com relação a esse jogo. Algumas coisas me soam muito interessantes, já outras, completamente desanimadoras.
    Patapon (PSP) – ainda vou comprar um PSP só para jogar Patapon!

    Tá bom, chega! E sim, fique uns seis meses sem escrever agora, assim eu terei tempo de me atualizar por aqui, hwa hwa hwa. Abraço!

Deixe seu comentário sobre este post!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s