Maratona Sonic: Dr. Robotnik’s Mean Bean Machine (Mega Drive / Master System / Game Gear)

01-dr_robotniks_mean_bean_machine_-_title-screen-mega-drive

Olá meus caros leitores, como estão?

Em uma bela noite do passado, época em que eu tinha mais tempo disponível para fazer as coisas que queria, olhava uma lista de ROMs para Mega Drive em um site qualquer e me deparei com um nome no mínimo curioso: Dr. Robotnik’s Mean Bean Machine.

Lembro que logo pensei algo do tipo “que legal, um jogo sobre o antagonista do Sonic, deixa eu ver qual que é”. Baixei, esperei completar o download (época difícil para se baixar coisas) e coloquei no emulador pra ver qual era.

Senti uma leve decepção, pois era um mero quebra-cabeças estilo Columns, que é um jogo que eu sempre gostei bastante, ou então Tetris e Dr. Mario, que eram as outras referências que tinha na época. Entretanto, não era bem o que eu esperava. Ainda assim joguei um pouco, mas acabei cansando rápido.

Tem direito até a "How to Play", quando não apertamos nada. Só não sei de onde tiraram aquele direcional de Arcade, cadê o D-pad do Megão?

Tem direito até a “How to Play”, quando não apertamos nada. Só não sei de onde tiraram aquele direcional de Arcade, cadê o D-pad do Megão?

Anos mais tarde descobri que o jogo na verdade ele é inspirado em outro jogo que havia sido publicado pela SEGA: Puyo Puyo. E recentemente descobri que ambos foram desenvolvidos pela mesma empresa.

A grosso modo, Dr. Robotnik’s Mean Bean Machine é uma versão “attack” de Puyo Puyo, ou seja, basicamente o mesmo jogo, só que sempre em modo versus. E pega emprestado tanto o vilão da principal série da SEGA como seus robôs atrapalhados que faziam parte da série animada As Aventuras de Sonic the Hedgehog.

Os robôs atrapalhados do Dr. Robotnik estão presentes para serem seus oponentes.

Os robôs atrapalhados do Dr. Robotnik estão presentes para serem seus oponentes.

E esta é a grande desculpa para que o título entre aqui neste episódio da Maratona Sonic, mesmo sendo um Spin Off que sequer conta com o ouriço. Pois é, ele não aparece em momento algum. Se isso for spoiler para alguém, sinto muito, mas não dá para chamar de spoiler algo de um jogo lançado em 1993 e que o principal são suas mecânicas.

“Ain Caduco, mas não é jogo do Sonic”

É sim, poxa, tem o Dr. Robotnik, então é meio que um jogo do Sonic. Alguns Spin Offs serão considerados aqui na Maratona. Eu sei que vocês estão ansiosos pelo Sonic 3, mas ele “não foi lançado ainda”, então fiquem tranquilos que logo menos ele aparece.

O título aqui avaliado foi desenvolvido pela Compile, como já mencionado, mesma empresa que desenvolveu Puyo Puyo. Além da versão de Mega Drive, no mesmo ano foi lançada uma versão para o Game Gear e um ano mais tarde, em 1994, a mesma foi portada para o Master System.

As broncas do chefe estão presentes em todas as versões, inclusive no Master System.

As broncas do chefe estão presentes em todas as versões, inclusive no Master System.

Sei que o título já prevê isso, mas neste post estou considerando todas as versões lançadas do jogo. Neste caso preferi fazer desta forma, já que todas elas são quase completamente iguais. Eu já chego lá.

Não sei se a história interessa a alguém, mas o maior vilão de Mobius resolveu acabar com toda diversão do planeta em uma das suas inúmeras tentativas de dominar o planeta. Seu plano foi escravizar a população de Beanville (algo tipo Vila dos Feijões, em tradução livre) e colocá-los na Mean Bean Machine (daí o nome do jogo) para transformá-los em pequenos robôs escravos. Faz sentido? Nenhum. Enfim, somente desculpa esfarrapada para enfiar personagens conhecidos em um jogo tipo Tetris, convenhamos.

Diferentemente do clássico russo, o objetivo aqui é juntar quatro ou mais peças da mesma cor, seja em blocos de peças ou seja em linhas verticais, horizontais ou diagonais.

Você sempre está enfrentando algum adversário no jogo, sejam os robôs criados pelo antagonista ou seja o próprio. Blocos/linhas de mais de quatro peças e combos de blocos/linhas formam ataques de blocos sem cor que enchem a tela do adversário e atrapalham suas ações. Estes blocos somem se sumirem blocos/linhas de peças coloridas encostadas nelas.

Parece simples, mas não é. Ao todo, são 13 estágios que devem ser batidos para que sejamos considerados vencedores. Os primeiros são bem fáceis, mas o caldo vai engrossando conforme vamos progredindo. Não só a velocidade de queda das pedras aumenta como a inteligência artificial do adversário aumenta.

Introducão de Estágio em cada uma das versões. Da esquerda para a direita: Mega, Master, Game Gear.

Introducão de Estágio em cada uma das versões. Da esquerda para a direita: Mega, Master, Game Gear.

Cada um dos robôs possuem características próprias de jogo. Uns focam em juntar linhas grandes, outros ficam acumulando peças tentando combos, outros tentam limpar a tela o mais depressa possível, e por aí vai. Isso tudo acaba deixando o jogo um pouco menos repetitivo, pois temos que repensar toda estratégia a cada estágio para avançarmos.

Se formos derrotados, sem problemas. O jogo conta com sistema de passwords e podemos retomar nossa jogatina a qualquer momento do ponto onde fomos derrotados. Além disso, também são disponibilizados Continues infinitos. Meio óbvio, já que seria muito ruim forçar o jogador a ficar entrando com passwords a cada Game Over.

Provavelmente você verá bastante esta tela (a não ser que você seja um gênio em puzzles ou fique apertando o Start loucamente após a derrota).

Provavelmente você verá bastante esta tela (a não ser que você seja um gênio em puzzles ou fique apertando o Start loucamente após a derrota).

Os Continues facilitam a vida de quem quer chegar ao fim. Com muitas derrotas e um pouco de paciência é perfeitamente possível terminar o jogo. A coisa funciona ainda melhor se estiver emulando em um portátil (foi como eu joguei todas as versões, mesmo tendo o cartucho para o Mega). Este tipo de jogo combina muito com aparelhos desta categoria.

Claro que sorte ajuda um bocado. Aconteceu de eu sair vitorioso em rodadas que eu estava quase sendo derrotado e encaixei aquela peça certa no lugar certo na hora certa e fez um combo gigantesco, atrapalhando muito a vida do oponente.

A cara de vilão safado do frango maldito. Isso acontece quando você está se dando mal na partida.

A cara de vilão safado do frango maldito. Isso acontece quando você está se dando mal na partida.

Um detalhe legal de Dr. Robotnik’s Mean Bean Machine é que a imagem do adversário que está sendo enfrentado é interativa. Quando ele percebe que o jogador está bem mal na partida e prestes a ser derrotado, a imagem é trocada para uma versão mais animada do robô, como quem está aguardando a vitória próxima. Nestes casos a música também muda, porém, somente na versão de 16 bits. Ainda no Mega Drive a imagem de cada um dos robôs e do próprio Robotnik não são estáticas, apenas nos 8 bits isto acontece.

A troca de imagens também vale para quando a situação está invertida, ou seja, o robô está prestes a ser derrotado. Imagens mais cômicas são colocadas, com robôs tristes, desesperados, assustados e até suando. Eu nem sabia que robôs podiam suar, o Dr. Robotnik é um gênio!

Se lasca aí, seu frango!

Se lasca aí, seu frango!

Eu já havia terminado a versão de 16 bits em emuladores e mais duas vezes na coletânea de jogos retrô da SEGA lançada para Playstation 3 e Xbox 360. Duas vezes porque eu tenho duas versões da coletânea para o console da Sony, que são a Americana e Europeia (Sonic’s Ultimate Genesis Collection e Sega Mega Drive Ultimate Collection, respectivamente). Sim, eu fui louco o suficiente pra comprar as duas, ainda mais considerando que paguei bem barato nelas. O mais engraçado é que o sistema de troféus delas é separado, então platinei as duas mídias. Duvidam?

Versão Europeia (acima) em 2010 e Americana em 2012. Faz um tempo já!

Versão Europeia (acima) em 2010 e Americana em 2012. Faz um tempo já!

Enfim, voltando ao jogo, finalizei mais uma vez jogando no PSP, justamente para esta Maratona. Logo em seguida comecei a jogar a versão de Master System. A essência dos jogos é a mesma, muda obviamente os gráficos e a qualidade sonora. Vale dizer aqui que a versão de Mega tem trilha sonora até que bacana, enquanto a de 8 bits não me agradou. Quase nada mesmo.

Os menus, no Mega, Master e Game Gear (de cima pra baixo).

Os menus, no Mega, Master e Game Gear (de cima pra baixo).

Entretanto, esta versão tem um modo de jogo a mais. Além do Scenario Mode, que é o modo principal, foi colocado o Puzzle Mode, com 30 estágios diferentes (chamados de Lesson), cada um deles com um objetivo diferente. Os objetivos variam entre eliminar todas as peças de uma cor, ou então limpar todo cenário, fazer um combo de pelo menos X linhas e por aí vai. A dificuldade para passar as lições é progressiva, como é de se esperar. O modo é bastante divertido e está presente também na versão de Game Gear, uma pena que não foi colocado também nos 16 bits com novas fases para diferenciar.

A movimentação das peças no geral é menos suave nos 8 bits, e isso foi algo que me trouxe muita dificuldade nos últimos estágios do Scenario Mode. A impressão que eu tinha é que o botão não respondia com agilidade também, mas tudo isso pode algum tipo de problema na emulação. Não chega a estragar o jogo, mas dá uns momentos de raiva.

Puzzle Mode e seus desafios malucos.

Puzzle Mode e seus desafios malucos.

Também é importante ressaltar que foi removida a opção de escolha de dificuldade no Master e no Game Gear. Isto pode ter algum tipo de influência no que estou reclamando acima.

Versões de Master System (esq.) e Game Gear (dir.).

Versões de Master System (esq.) e Game Gear (dir.).

Entre as versões de 8 bits também existem diferenças. Pelo que pude notar, são as seguintes: o cenário de jogo é um pouco diferente; existe uma leve animação a mais entre as Lessons no Puzzle Mode de Game Gear; por fim, a tela de créditos possui fundo de cor azul no portátil e preto no console caseiro.

Tenho que admitir que eu gostei muito da experiência de jogar as versões na sequência. Foi bacana identificar as particularidades de cada uma. A ponto de me empolgar a escrever este texto nem uma semana após terminar tudo. Não é comum para mim. Comum só o tempo que levei pra editar, mas vocês não precisam saber disso, né?

Como estou seguindo a ordem de lançamentos de títulos da franquia Sonic durante a Maratona, fica aqui o spoiler de que o próximo capítulo dela será de outro Spinball Off lançado. E para mim será um horror passar pela experiência, eu detesto este jogo. Vocês já devem ter percebido do que estou falando, então desejem-me sorte, por favor.

Animações do Dr. Robotnik no Mega Drive.

Animações do Dr. Robotnik no Mega Drive.

Gente, é isso. Espero que tenham curtido! A Maratona segue! Todavia, creio que só no ano que vem.

Mais uma vez agradeço a todos pela paciência e pela companhia.

Grande abraço pra vocês e até o próximo post!

Spoiler: fim do jogo!

Spoiler: fim do jogo!

Anúncios

Sobre Gamer Caduco

Menino novo, com mais de 30 anos de idade, fanático por games de todas as gerações.
Esse post foi publicado em Game Gear, Maratona Sonic, Master System, Mega Drive, Sega, Sonic e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

6 respostas para Maratona Sonic: Dr. Robotnik’s Mean Bean Machine (Mega Drive / Master System / Game Gear)

  1. Doc Cocamonga disse:

    Lembro de ter comprado o jogo pra Master achando que fosse uma aventura estrelada pelo vilão da série e me veio um puzzle que a muito custo eu zerei. Séculos depois descobri ter se baseado na série Puyo Puyo que eu acho muito boa. Esses puzzles arcade divertem muito, pois conseguem romper parte da monotonia que boa parte dos jogos desse gênero oferecem. Inclusive Puyo Puyo é um subproduto de uma outra série chamada Madou Monogatari, um dungeon crawler em primeira pessoa feito Shining in the Darkness e alguns Megami Tenseis. Eram divididos em 3 episódios representando idades diferentes da protagonista, alguns inimigos eram essas gosmas coloridas. De qualquer forma vale jogar tanto o Robotnik quando Puyo Puyo.

    • Gamer Caduco disse:

      Acho que não fomos os únicos que tivemos uma expectativa diferente do jogo entregue… rs. Ainda bem que mesmo assim o jogo é muito bom!
      Não conhecia sobre Madou Monogatari, mal imaginava a relação entre esta franquia e Puyo Puyo. Olha só que bacana! Depois vou dar uma fuçada em tudo isso!
      Valeu Doc!

  2. Se não tem Sonic é mais que um spin off é um spin off². 🙂 E o que foi esta tela de intro do game gear… lembra o jeitão de mega man
    Ter esse sistema de versus e ver a reação do oponente é impagável, isso cria uma motivação extra que o tetris não te dá, parece que a competição fica realmente pessoal.

    Você tocou num ponto interessante Cadu, quando jogamos coisas parecidas a comparação e vontade de mostrar as diferenças e semelhanças aparece e acaba virando texto, as vezes estou jogando algo do snes e como eu sei que existe uma versão do mega eu acabo dando uma jogadinha também, aí eu tenho que me segurar para não fazer um texto tipo “versus” kkkkkkkk e manter o foco apenas naquele console.

    Momento teoria da conspiração!!!
    Será que o Sonic não aparece no jogo porque na verdade é você que está no papel do Sonic em movimentar as peças? Quer dizer, é um jogo em primeira pessoa e por isso você não se vê, porque se pudesse ter um espelho veria não você, mas um ouriço azul…
    Você realmente acha que o homem foi… ok isso é outra conspiração!
    Falou Cadu!!!

    • Gamer Caduco disse:

      Pois é, esse é o Spin Off do Spin Off mesmo, completamente fora da casinha… não, pera! kkkk
      Não tem como não comparar coisas quando existem diferentes versões, né? Quando elas são muito parecidas (acontece muito nas duas últimas gerações de consoles e até mesmo entre consoles de mesa e portáteis), aí nem tem muito o que dizer. Mas quando tem diferenças até mesmo na, digamos, “potência” das versões (8 vs 16 bits), aí muito tem que ser dito!
      Sobre o Sonic ser o personagem principal oculto no jogo, não sei, quem sabe? Os manuais não dizem nada, mas a gente pode desconfiar sempre. Agora, eu apostaria mais em uma raposa inteligente do que em um ouriço descerebrado pra vencer um cientista genial e seus robôs (atrapalhados ou não)! kkkkkkkkkk
      Valeu Ulisses!

  3. Pingback: Meme – O Que Você Jogou em 2016? #oqvj2016 | Gamer Caduco

  4. Pingback: Maratona Sonic: Sonic Spinball (Mega Drive / Master System / Game Gear) | Gamer Caduco

Deixe seu comentário sobre este post!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s