Desafio Mega Man – Parte 2

Olá caríssimos, tudo bem?

Estão preparados para a segunda parte do descritivo do Desafio Mega Man? Prontos ou não, sem delongas, lá vou eu.

Fortaleza do Dr. Wily 1

Primeiro de tudo: a animação que acontece depois que selecionamos o cientista maluco na tela de seleção de fases é um charme. Clássico demais. Eu sempre vou gostar de ver esse tipo de coisa em jogos de 8 e 16 bits. Ainda mais uma dessas.

Olha, perdi as contas dos Continues que gastei nessa fase. Na real, se for contar tudo que eu gastei a vida inteira, contando todas as vezes que falhei na franquia, dá um número bem alto.

A fase já começa com aqueles robôs pesadões que tentam pisar no Mega Man. Eu nunca sei se a melhor estratégia é tentar derrotá-los (e correr o risco de voltar a tela o bastante para que outro apareça no mesmo ponto) ou tentar passar por baixo quando eles pulam mais alto. Na dúvida, vai a segunda opção mesmo.

Sei lá quantas vezes eu falhei em desviar deles. Em umas oito mais ou menos eu fiquei tão irritado que eu até me matei neles. Se eu não estiver muito enganado, só passei duas ou três vezes sem levar dano. Que porre. Parece que fizeram essa parte só pra gente não chegar com a energia cheia no chefe.

No meio do caminho tem uma parte que eu não consigo entender direito porque diabos colocaram na fase: as peças que precisam ser removidas com a “Guts Arma”. Sério, pra quê? Só pra dar uma quebrada no ritmo mesmo e gastar a arma. Tudo bem, não vou encucar com isso, mas nunca vou entender. Mesmo.

Na sequência temos que passar por aquele pedacinho chato com labaredas de fogo. Essa parte eu entendo porque existe, é pura armadilha 8 bits mesmo. Logo que cheguei nesta parte pela primeira vez neste desafio, lembrei da época do Powered Up e que era possível congelar as labaredas pra passar sem grandes problemas.

Só que o tapado aqui com toda agilidade de uma tartaruga não ninja e mais o input lag “desgramado” da TV que joguei na época fizeram com que essas tentativas de congelamento fossem ultra frustrantes. Errei demais, demais mesmo. Demorei um tempão pra passar por aqui.

Em algum momento eu desencanei total e resolvi passar direto sem tentar congelar. Dane-se se levasse dano no processo. E em diversas vezes eu levei e muito! Cheguei a morrer uma ou duas vezes na parte de pura bobeira. Foram poucas as vezes que saí desta parte ileso.

Logo depois vem uma parte até que tranquila, com uma tela com plataformas e espinhos e logo depois os robôs “molinhas”. É só pra preparar a gente pro inferno que vem depois, a tela com três buracos com espinhos e aqueles mísseis com movimento em cabeça de medusa que dão dano em área quando explodem. Nessa parte aí eu deixei umas vidas, viu? Ainda bem que o checkpoint da fase é bem nela.

Foi nesta parte que eu descobri a Magnet Beam, que eu não sabia que era o parafusão da fase do Elec Man. Uma arma para gerar plataformas? Poxa, vou usar isso agora mesmo. As quatro ou cinco primeiras vezes que passei a maldita tela dos espinhos com mísseis foi usando esta estratégia, embora tenha feito muitas patetadas no processo. Depois eu desencanei de usar e comecei a passar com um pouco menos de dificuldade, embora tenha perdido algumas vidas em alguns momentos.

E como nada em Mega Man é exatamente fácil, esse raio de tela é seguido por outra bem cruel: as plataformas móveis que atiram para os dois lados e embaixo é tudo espinho.

Descer nesta tela “com tudo” é garantia que vamos tomar dano na descida do primeiro tiro feito pela primeira plataforma. É uma bela de uma sacanagem, mas depois a gente vê que é melhor descer a escada com calma. Só é um porre cair em situações que temos que esperar o raio da plataforma ficar num lugar onde podemos alcançá-la, seja a primeira, sejam as próximas. Não pode ser ansioso aqui (e eu sou, muito).

Falhei muitas, mas muitas vezes mesmo nesta parte. O que me deixou indignado foi um bug que ocorreu duas vezes, em que o Mega Man tomou dano, estava piscando, tentei pisar na plataforma (aparentemente de forma correta) e passei vazado por ela, caindo nos espinhos. Essas horas eu gritei palavrões. Não me orgulho disso. Nem me arrependo. Já é um parto chegar até aqui e outro passar, e o jogo ainda me dá uma dessas? Duas vezes? É tenso. Até tentei tirar screenshot de um desses momentos, mas não deu muito certo.

Em algumas tentativas cheguei na parte seguinte, aquela parte que deve ter frustrado muita criança no passado. Não porque é difícil, mas porque não dá para passar sem a Magnet Beam. Esqueceu de pegar na tela do Elec Man? Se lascou, volta lá e pega a joça da arma.

Repito, passar pela parte não é difícil. Entretanto, ela pode te irritar e fazer você errar cada vez mais a subida, daí ficar cada vez mais irritado, e daí errar ainda mais e se irritar mais e… vocês entenderam. Sim, eu odeio essa parte! Outra que acho desnecessária.

Pra vocês terem uma ideia, na primeira vez em que cheguei nela, esgotei a Magnet Beam na última plataforma pra alcançar a escada.. Já imaginaram se eu não alcanço ou tivesse outra(s) vida(s) sem a arma? Eu acho isso muita sacanagem, muita mesmo. Se não tivesse continues infinitos, nem quero imaginar o quanto as pessoas ficariam revoltadas.

Acho uma decisão de design meio ruim neste ponto, mas quem sou eu pra dizer isso, não é mesmo? Tem mais, foi o primeiro da franquia, foi um dos primeiros jogos lançados para o NES. É compreensível de certa forma. Então tudo bem, vou em frente, aqui pelo menos não perdemos vidas.

E aí você se dá conta de algo bem importante: você passa pela fase desenhada pelo próprio Satanás e chegando no fim dela percebe que tem que enfrentar um de seus maiores discípulos: o Melecão Amarelo Yellow Devil.

Pronto, aqui é o ponto mais importante de toda a seção Desafio Mega Man. Foi aqui que eu acabei desistindo, em todas as vezes em que tentei jogar Mega Man pra valer. Não foram muitas, mas foram marcantes. Eu nunca tinha passado o Yellow Devil, nem com Save State quando eu ainda usava com alguma frequência. Aliás, muito provavelmente as vezes em que cheguei nele antes dessa foi usando este artifício.

Claro, em algum momento do passado eu consegui derrotar ele no Powered Up, tanto no Easy (primeira vez) quanto no Normal. Mas convenhamos, não é a mesma coisa. Tanto que nem tentei ou não consegui no Hard e no Classic. Nem cheguei perto dele.

Mas enfim, ali estava eu, frente a frente com o meu maior algoz dentro da franquia Mega Man. Aquele que me fez desistir de jogar absolutamente todos os outros jogos da série lançados para o Nintendinho. E todos os outros títulos numerados e da série X também.

No passado eu não sabia que existia o tal truque do raio do Elec Man com pause. Porque se eu soubesse, certeza que tinha usado só pra tentar ver o final. Outros tempos, tempos que YouTube não existia ainda. Sabem o que é mais interessante? Este bug foi corrigido no Legacy Collection, versão que eu estava usando durante a jogatina. Ou seja, ou vai, ou racha. Sem pilantragens, era eu e o Yellow Devil, o Yellow Devil e eu. Tudo gravado pelo Share do PS4, tudo nos vídeos pra vocês assistirem e rirem muito das minhas falhas.

Este chefe é o demônio encarnado. “Enrobotizado”? “Enmelecado”? Sei lá, não importa. Ele é o demônio! Os programadores e designers sabem disso, então o que fizeram? Botaram um checkpoint na véspera. Eles sabem que a fase já é um parto por si só e que fica mais viável enfrentar este boss com a energia cheia.

Falhei, falhei demais. Morri demais. Xinguei demais. Pelo menos umas seis vidas eu gastei na batalha contra ele. Pelo menos.

Tentar na Buster? Tentei, três vezes. Percebi que não daria certo. Ou seria na arma do Elec Man (de novo, sem o glitch do pause), ou era largar o jogo e todo o Desafio de uma vez por todas. Imaginem a minha cabeça, imaginem toda frustração martelando na minha mente e eu achando que não conseguiria.

* NOTA: tem um vídeo que eu tava tão irritado que esqueci de começar a gravar, só me dei conta na parte do checkpoint dos mísseis e espinhos. Vocês provavelmente perceberam isso se assistiram antes de ler o texto.

É engraçado que no último vídeo dá pra ver que ficou pausado o jogo um tempão. Foi a hora que minha esposa chegou em casa, aproveitei pra conversar com ela e tirar um pouco a minha cabeça do jogo. Acho que isso foi extremamente positivo e me ajudou a chegar no objetivo. Quem diria, né? A gente fica tão focado e tão ansioso pra passar algo difícil dentro de um jogo que a gente esquece que dar uma pausa ajuda e muito a refrescar a cabeça e acalmar os ânimos.

Com a cabeça no lugar, cérebro oxigenado e o escambau, finalmente eu conseguia superar o meu maior algoz de Mega Man e quebrar uma barreira, um tabu, vencer um trauma que me perseguiu por muitos anos.

Detalhe: eu terminei a batalha com pouca energia, o bastante para ser atingido só mais uma vez e amargar mais uma derrota. E eu consegui evitar toda a movimentação dele de um lado pro outro e dar o tiro final. Foi épico! Eu assisti esse vídeo de novo umas trocentas vezes, queria entrar no vídeo e abraçar eu mesmo pela conquista.

É sério, vocês não fazem ideia do tamanho da minha felicidade quando passei deste ponto, sem usar save states, sem usar glitch, sem usar “E”, sem apelar para nenhum outro tipo de artifício, apesar da arma especial. Para mim, foi um momento de glória! Ainda mais como foi essa parte final. Deixou um sabor muito especial, algo que infelizmente a gente não sente em qualquer jogo (ainda mais os de hoje).

Se eu não tivesse usado os outros três jogos da franquia pra treinar antes, não teria conseguido. Aí ficam os méritos para o amigo que propôs o desafio e a ordem dos jogos. Valeu, TH! Valeu por me fazer esquecer a ordem numérica e seguir uma ordem que me deixou mais “cascudo” pra este momento.

Tchau, Yellow Devil! Finalmente vou poder curtir o resto do jogo!

Mas isso vai ficar pra um outro post. Como o momento é muito marcante pra mim, eu resolvi separar esta fase em uma parte especial. Depois de passar pelo Yellow Devil, fiquei o resto da noite e a madrugada focado em terminar o jogo. E consegui! Mas isso será contado na terceira parte. Nela contarei como foi o final da aventura.

Queria mandar um beijo pro meu pai, pra minha mãe e especialmente pra Xuxa.

Queria agradecer a todos pela leitura!

Até o próximo post!

Abraço enorme!

Anúncios

Sobre Gamer Caduco

Menino novo, com mais de 30 anos de idade, fanático por games de todas as gerações.
Esse post foi publicado em Algozes Gamísticos, Desafio Mega Man, Desafios, Jogos, Mega Man (1), NES, Nintendo e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

7 respostas para Desafio Mega Man – Parte 2

  1. wilerson disse:

    > “Esse post foi publicado em Algozes Gamísticos,”…

    HAHAHAHAHAHAH

    Boa, Cadu! Desse bicho, eu acho que só passei com o truque do pause ou no Powered Up

    • Gamer Caduco disse:

      Pô mano, como assim?
      Tá na hora de vc tentar também, pô! Tá lançado o desafio! Ou eu não vou jogar Under… digo… Mega Man X! kkkk
      Achei que ninguém iria reparar no Algozes. Mas que é verdade, é! hahahaa
      Valeu Wil!

  2. aki é rock disse:

    Eu quando joguei o Mega Man não passei desse boss ai acho ele muito treta de se passar vou tentar um dia jogar de novo para ver se eu consigo passar dele para zerar de vez rs.

    • Gamer Caduco disse:

      Manda ver, Rock! Não desiste não! Vc vai ter que estar de bom humor o resto do dia, mas tudo bem! hahahahaa
      Jogar esse jogo mal humorado aumenta muito a chance de morrer, tá doido!
      Valeu Rock!

  3. Fala Cadu, caracas hein cara! Queria ter visto essa cena de você vencendo o Yellow Devil =) Eu te entendo bem como é vencer esse pilantra sem save state, glitch e tudo mais! Eu ainda fiz questão de vencer ele só na Buster e digo que foi TENSO! hahahahaha XD
    Mas muito bom seu post Cadu! Adoro essas suas jornadas Cadugamisticas!

    Grande Abraço Ivo.

    • Gamer Caduco disse:

      Como assim, Ivo? Tem vídeo disso, vou te passar o link direto pra vc ver!

      O link completo abre a playlist também, caso queira me ver falhando feio outras várias vezes no melecão maldito! hahaha
      Vc é doido de tentar ele na Buster! Me passa o vídeo disso depois, caso tenha gravado! Quero muito ver. Se tiver das falhas, quero ver também! rs
      Valeu Ivo!

Deixe seu comentário sobre este post!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s