Maratona Sonic: Sonic R (Saturn / PC)

Olá caríssimos, todos bem?

Depois de um tempo ausente daqui, estamos de volta com mais um episódio da Maratona Sonic. Chegou a hora de falar de mais um Spin Off da franquia, mais um jogo de corrida, o primeiro e único jogo de corrida a pé do Sonic e sua turma (menos o Robotnik que vai de nave, embora ele não seja bem da “turma” do Sonic). Chegou a hora de falar do controverso Sonic R de Saturn (e PC).

Alguns leitores já sabem, tanto por conta de textos anteriores (inclusive o de Sonic Jam) ou por meio de conversas em redes sociais ou outros lugares, mas eu só fui ter o meu primeiro contato com o Saturn no ano passado (2018). O que já rendeu uma série de piadas de amigos, que adoram me chamar de seguista fajuto e coisas similares. O engraçado é que eu nunca fui totalmente seguista, só preferia os consoles da empresa nos 8 e 16 bits. E o mais engraçado é que também no ano passado eu passei a questionar a minha preferência pelo Master System em relação ao Nintendinho. Mas enfim, isso é conversa paralela.

Eu quis relembrar isso porque, por mais que eu tenha ido de Playstation naquela geração e não me arrependa nem um pouco disso, sempre existiram alguns jogos do Saturn que me despertavam a curiosidade e interesse. E, por mais que o sistema esteja cheio de joias preciosas, o título que me deixava mais curioso de todos eles era justamente Sonic R.

Eu ficava me perguntando: “como assim um jogo de corrida a pé do Sonic? Como isso funciona?” Algo tão diferente assim deve merecer a atenção de todos os jogadores, não é o tipo de jogo que a gente encontra por aí. Sabem o que também é engraçado dessa história toda? Até o ano passado eu jamais tinha visto sequer vídeos do jogo, de tanta vontade de conhecer ele botando aos mãos.

Era impossível rodar o Saturn na época em que eu estava mais acostumado em emular coisas no PC com frequência, algo em torno do começo dos anos 2000. O console ainda estava em evidência, embora a geração já estivesse em transição. Hoje em dia eu confesso que não sei qual a viabilidade da emulação de seus jogos (alguém me ajuda aí nos comentários), mas até onde sei, até mesmo em dias atuais ela não é tão simples, devido à complexidade do hardware original. Tanto que o Raspberry Pi 3 não é capaz de emular seus jogos. Ou eu pelo menos não consegui achar um que rodasse de forma jogável.

Enfim, o máximo de contato que tive com Sonic R foram conversas com amigos. E eu me recordo muito bem de cinco pessoas falando sobre ele. Quatro delas falaram mal, uma falou muito bem. Aí entram as minhas considerações: o que ama o jogo é fanático pelo Saturn, teve o console, então não sei se deveria levar tão a sério por motivos óbvios. Os outros quatro tiveram N64 ou Playstation. Um deles inclusive teve 3DO. Será que estão puxando sardinha pro “lado” deles? O do 3DO obviamente não. Em quem eu deveria acreditar?

A princípio, em absolutamente ninguém! O correto é botar o jogo no console e experimentar eu mesmo. Como eu acabei pegando o Saturn, fiquei monitorando o preço do Sonic R até encontrar um que não custasse tanto e estivesse completinho. Até que eu o encontrei, em Janeiro de 2019.

Na primeira oportunidade que tive eu botei no console e experimentei durante um tempo curto. A minha primeira impressão foi razoável. Esperava algo bem ruim, dando mais atenção aos quatro cavaleiros do apocalipse do que ao lobo solitário que gosta do jogo. De certa forma aquele jogo parecia interessante, eu só não sabia dizer o porque. Joguei pouco tempo pra isso. Ainda tava me descabelando com Battletoads.

Alguns meses depois (final de Abril) eu botei o jogo de novo no Saturn e passei um tarde inteira jogando. Botei na cabeça que tentaria fazer tudo nele pra poder escrever este texto. Quando me dei conta, estava me divertindo a beça. Genuinamente!

Vamos aos fatos: Sonic R é estranho pra caramba. Um jogo de corrida a pé? Como falei anteriormente, o conceito não é nada comum. Sinceramente não me recordo de outro jogo assim. Tudo isso resulta em algo que ninguém está acostumado. E isso não é necessariamente ruim. Eu diria que pelo contrário, é ótimo! Quem dera a indústria de videogames continuasse criativa dessa forma.

Eu não esperava menos de você, SEGA! Essa é a SEGA que eu aprendi a gostar no passado, a empresa cheia de ideias malucas e que não tinha medo de errar. A parte boa é que a gente tem uma gama de jogos com conceitos diferentes. A parte ruim é que a gente tem um monte de acessórios esquisitos que ajudaram a afundar a empresa. Talvez ela devesse se manter corajosa na parte de software. E foi o que ela tentou. Mas isso de novo foge um pouco do assunto aqui, vamos deixar isso pra um outro post, quem sabe?

Já vi gente reclamando de que é bizarro acelerar apertando pra cima. Daí eu lembro vocês que é possível acelerar apertando o botão B. E então vocês me dizem que é bizarro acelerar alguém a pé com um botão. Eu mando vocês para aquele lugar. Sério gente, vocês ao menos deram uma chance pro jogo? Eu concordo, os controles dele não são nada fáceis de acostumar, mas é totalmente possível. Esqueçam Mario Kart, esqueçam Need For Speed, esqueçam Top Gear e OutRun, esqueçam Sonic Drift. Aqui o negócio é diferente mesmo, o desafio é outro. Se você não gosta, não use estes e outros jogos de corrida mais tradicionais para atacar Sonic R, vocês estão sendo rasos e estão contribuindo pra quem os jogos sejam sempre mais do mesmo.

Entendam, eu não estou querendo forçar ninguém a gostar do jogo. Mas a maioria das críticas que vejo por aí são superficiais demais. O jogo tem sim algumas questões que eu pretendo criticar, mas vou fazer isso mais pra frente.

Voltando aos controles, esse lance de fornecer mais de uma opção de controles não se limita apenas à aceleração. O freio do personagem pode ser feito pressionando pra baixo ou L+R. Para fazermos curvas, podemos pressionar os direcionais para os lados ou L ou R individualmente. Para pular (ou executar alguma habilidade, dependendo do personagem) ainda temos os botões A ou C. É opção pra ninguém botar defeito. A não ser que você seja chato, aí a gente te releva mesmo, igual vocês fazem comigo (ou deveriam fazer) quando eu sou chato também.

Tô tirando sarro, gente, não liguem. Vamos voltar ao que interessa.

O jogo foi desenvolvido pela Travellers Tales, a mesma empresa que fez Sonic 3D Blast. Apesar de tudo, concordo que a jogabilidade é um pouco estranha, pensando em controles, mas ainda assim é competente. E olha que em 1997, ano de lançamento do jogo, a gente ainda via muitos jogos em 3D sofríveis nas questões técnicas, especialmente câmera. A física é razoável, mas assim que a gente pega o jeito, tudo fica extremamente divertido.

Não demora muito pra que a gente entenda quais são os esquemas para vencer em cada uma das cinco pistas disponíveis (quatro abertas e uma desbloqueável). Aos poucos vamos conhecendo os atalhos, onde as coisas estão escondidas, qual o jeito certo de fazer cada uma das curvas, onde pular, e por aí vai. Em pouco tempo já estamos brigando pelo primeiro lugar. Não é mais ou menos isso que acontece em qualquer jogo de corrida? Então…

Para desbloquear a quinta corrida, basta vencermos as outras quatro. E não precisa ser de forma seguida, podemos vencer em qualquer momento. Não é nenhuma espécie de campeonato, como ocorre em outros jogos do gênero. Ao vencermos a quinta corrida, desbloqueamos mais um personagem jogável (Dr. Robotnik) e vemos os créditos do jogo.

Ou seja, é muito rápido terminar o jogo. De certa forma isso é um ponto ruim, ao meu ver. Ele é muito curto. Muito embora ver os créditos não seja a única coisa que é possível fazer em Sonic R.

Cada uma das quatro primeiras pistas possuem Chaos Emeralds escondidas. Coletá-las não é tarefa das mais fáceis, normalmente envolve desbloquear um atalho e/ou alcançar algum lugar que não é tão óbvio, as vezes até desviando um pouco da corrida em si. O que dificulta ainda mais as coisas, pois precisamos vencer a corrida para manter a Chaos Emerald conosco. Aliás, é bem cômico o momento de “você coletou uma Chaos Emerald… só que não”. Cômico e trágico, dá uma raivinha no coração.

Coletando todas Esmeraldas, desbloqueamos o Super Sonic. Jogar com ele deixa o jogo mais fácil e mais difícil ao mesmo tempo. A alta velocidade do personagem mais ajuda do que atrapalha, mas se não prestar atenção no que estiver fazendo, a gente perde o controle facilmente. Ainda assim, vale a pena desbloquear e usar ele pra outros quatro personagens desbloqueáveis.

Para desbloquear cada um deles, primeiramente precisamos coletar as cinco Sonic Coins de uma corrida (das quatro primeiras) e chegar entre os três primeiros. Depois ainda precisamos enfrentar o personagem que será desbloqueado em uma corrida mano a mano. A corrida em si não é fácil.

Imaginem só que legal passar a corrida coletando as Sonic Coins, conseguir chegar entre os três primeiros e perder a corrida para o rival que será desbloqueado. Tem que fazer tudo de novo. Só pra desbloquear o primeiro deles (Metal Sonic) eu precisei de quatro tentativas.

Ou seja, a primeira impressão é que o jogo é curtíssimo e logo dá pra largar ele de canto. Só que na verdade ele tem alguns extras que dão mais algumas horas de jogo. Não muitas, acho ele meio curto. Ainda assim, prefiro não ser tão cri-cri neste ponto, ainda mais levando em consideração a época em que foi lançado.

Sobre os detalhes técnicos, o que posso dizer? A versão do Saturn ainda me parece bonita, pelo menos no que diz aos cenários e detalhes. Olha que eu botei pra rodar numa TV moderna. O que me frustra um pouco são os personagens. O Tails, por exemplo, é muito feio! Tadinho!

O Tails Doll não é tão feio, mas é um pouco assustador.

Reza a lenda que a versão de PC tem gráficos melhorados. Eu não quis conferir o jogo em si, mas dei uma olhada em vídeos e parece que deram um bom tapa nela. O mais interessante é que li que a versão ainda possui mais alguns detalhes extras, como suporte para até quatro jogadores. Fico com a sensação que a versão de PC era uma boa pedida, muito embora eu acho que nunca vi quatro pessoas jogando num PC ao mesmo tempo. No final dos anos 90 pelo menos eu tenho certeza absoluta de que nunca vi.

E aí vem o carro chefe: a trilha sonora. Acho ela é sensacional! Os caras mandaram muito bem! Mais uma vez os créditos vai para o Richard Jacques, o mesmo responsável pela trilha da versão de Saturn do Sonic 3D Blast. Cada vez mais estou virando fã desse cara. Impossível não se pegar cantarolando Super Sonic Racing e as outras excelentes músicas do jogo. Escrevi esse parágrafo com um megamix das músicas na cabeça.

A conclusão de tudo isso é que temos aqui um jogo super criativo e bastante inovador, que ainda por cima é bastante divertido quando a gente pega o jeito e nos entrega uma trilha sonora deliciosa de ouvir. Ao meu ver, só peca em um ponto: é curto! Faltam pistas, falta um campeonato, faltam mais conteúdos. Fica a sensação que o jogo saiu meio “bruto”, precisava ser mais lapidado para atrair mais pessoas e/ou prender os jogadores por mais tempo dentro do jogo.

Não sei dizer se o jogo foi lançado às pressas ou algo assim, esse tipo de coisa explicaria, mas não justificaria. Acaba virando meio que um desperdício de ideia interessante e núcleo divertido. Faz parte, as loucuras da SEGA que a gente nunca vai entender.

A vantagem disso tudo é que eu posso recomendar sem medo o jogo pra quem tá sem tempo de jogar e quer se divertir mais casualmente (por falta de palavra melhor, já que os “gamers” tem aversão ao termo). Se você nunca jogou Sonic R, gaste um tempo nele que você vai dar boas risadas. E cantarolar junto, com certeza! Não sub julguem o jogo antes de dar a atenção que ele merece.

Aos executivos da SEGA que acompanham este blog (parem de torcer o nariz, é sério, com certeza tem um lendo agora) fica aí a dica de lançar um jogo mais moderno nos mesmos moldes. Nada contra os “tipo Mario Kart” que são bem competentes, o problema é que eles não são Mario Kart.

É isso, pessoal!

Obrigado por acompanhar mais um episódio da Maratona Sonic. Vou tentar descolar tempo e paciência pra jogar e escrever sobre o próximo jogo, um que é amado por muitos e já está na geração seguinte de consoles da SEGA. Vocês sabem sobre qual jogo estou falando, com certeza.

Abraços e até a próxima!

Anúncios

Sobre Gamer Caduco

Menino novo, com mais de 30 anos de idade, fanático por games de todas as gerações.
Esse post foi publicado em Jogos, Maratona Sonic, PC, Personagens, Saturn, Sega, Sonic e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

11 respostas para Maratona Sonic: Sonic R (Saturn / PC)

  1. Sou suspeito para falar de Sonic R (amo o Sega saturn) mas vamos lá…eu gostei tanto desse jogo qnd aluguei na época que tive alugar outras vezes e até queria comprar uma cópia o que não aconteceu, era criança e não tinha dinheiro. Tmb concordo que a maioria das opiniões sobre o jogo são superficiais. Os controles não são dos mais fáceis, porém, se acostuma com o tempo. Acho os gráficos lindos e até penso que essa engine seria ótima para um jogo do Sonic tipo Mario 64. A trilha sonora nem se fala, sou tão fã q até tenho em mp3 e ouço em casa, no carro e sempre que da vontade. O Sonic and Sega allstars racing transformed tem samples dessas canções que são ótimas tmb. Eu compraria sem pensar duas vezes nas plataformas atuais. Parabéns pelo post, muito bom como sempre. Abçs.

    • Gamer Caduco disse:

      Minhas teorias fazem sentido então… pessoal que jogou Saturn ama o jogo, pessoal que jogou só pra ver como era e não teve o console acaba não dando valor. Ó vc vindo aqui assumindo ser fã do console e do jogo! rs
      A primeira vez que vi o nome do Richard Jacques na vida foi quando eu peguei a trilha sonora do S&SASR Transformed (puta nome comprido, tá louco!), eu adoro ela também. Só depois que fui ver que o cara começou (dentro da franquia) no Sonic R. Não tem como não gostar dessa trilha, tá doido! Também escuto ela com frequência. Aliás, algumas das músicas eu conhecia antes de jogar o jogo, pra ver o quão boas são.
      Valeu pelos elogios e comentário, Abel! Vamos torcer pra SEGA lembrar da gente e lançar mais umas corridas a pé no futuro! \o/

  2. Felipe Silva disse:

    Este jogo eu comprei na época e se tornou um dos meus favoritos, realmente é um jogo que usa da dificuldade em obter todas as esmeraldas e ainda vencer em primeiro lugar para desbloquear as corridas e os personagens que acabam trazendo alguma longevidade para ele.

    Agora não me recordo quanto tempo demorei, mas sei que foram algumas semanas para desbloquear tudo. Também adorava o modo aonde podíamos correr atrás dos outros personagens como no bom e velho “pique-pega”, lembro de perder algum tempo nesse modo até para ajudar a decorar o layout das pistas.

    Gosto tanto deste jogo que fiquei decepcionado quando o Sonic Racing foi revelado e se tratava de uma continuação dos jogos atuais, na época a Sega fez um R estilizado que é igual ao que foi usando no Sonic R, então muitos imaginaram que seria uma continuação deste jogo, o que foi logo desmentido infelizmente.

    Muito boa análise mesmo, este jogo é ótimo e merece um pouco mais de carinho neste mundão a fora.

    • Gamer Caduco disse:

      Poxa, legal ver um caso mais prático de quem jogou na época. Eu que joguei já macaco véio acostumado com uma pá de coisa acabei fazendo tudo em um fim de semana, mas também dediquei horas seguidas ao jogo. Legal que pra quem ainda era novo na época e tava descobrindo o mundo 3D, jogos de corrida e etc, foi um jogo durável e divertido! Já te agradeço por compartilhar a história aqui nos comentários! 🙂
      Não cheguei a jogar o modo, mas bem lembrado! Faz muito sentido vc ter usado como base de treino, bem sagaz! hehe
      Sabe que eu, mesmo ainda não sendo fã quando foi anunciado, também me incomodei com o R do Sonic R e depois o anúncio do Team Sonic Racing? Não duvido que o jogo seja divertido, mas poxa, cadê aquela SEGA criativa com mais uma loucura de corrida a pé pra deixar os engomadinhos incomodados e a gente que adora umas maluquices feliz da vida? Poxa, SEGA!
      Valeu demais pelo comentário e os elogios! 😀

  3. Vamos lá Cadu porque vêm textão aqui! Lendo seu texto eu lembrei de muita coisa desse jogo!
    Eu adoro esse jogo, sempre adorei! Comentei contigo várias vezes e amo as músicas dele até hoje.

    Eu peguei um Saturno emprestado em meados 1999/2000 quando um amigo comprou o Dreamcast e abandonou o Saturno. Me lembro que peguei vários jogos piratas como Guardian Heroes, Sonic R uns japoneses desconhecidos. Mas o que mais chamou a impressão foi o SONIC R. Eu adorei esse jogo estranho e comecei a jogar e tanto que acabei levando o Saturno em um fim de semana na casa de outro amigo e ficamos lá jogando. Mas nesse dia eu passei muito malz jogando ele pq me deu “motion sickness” e até estranhei você não tenha tido isso. Eu até vomitei na casa do cara >..< meu deusss!

    Fiquei feliz que você tenha gostado jogo (mesmo depois de quase 20 anos) é um dos poucos que gostaram desse game como eu gostei. Eles tem seus defeitos, mas em si era um jogo divertido pakas. Isso do jogo do PC ser 4 jogadores eu não sabia! Poxa! Seria divertido ter jogado 4 jogadores esse game! Bom é isso Cadu! Agora vou lá ouvir as músicas q me deu vontade!

    Valeu Cadu! Abraços.

    • Gamer Caduco disse:

      Sim, poxa, algumas passagens do texto tem a ver com as conversas que tivemos. Quem vc acha que está no meio da lista dos mencionados? haha
      Mas eu achava que vc não gostava muito do jogo, principalmente por causa dos episódios de Motion Sickness (isso mexe com a gente num grau alto, sei BEM como é). Ainda mais que vc vomitou de fato. Pior: na casa do amigo. Que tenso!
      Aí que eu esqueci também que vc teve um Saturn. Definitivamente, vc é muito hipster! 3DO, Saturn… tá doido, Ivo! hahaha! Zoeira!
      Esqueci completamente do Guardian Heroes, galera fala bem pra caraca! Vou pegar pra experimentar, quando conseguir dedicar um tempo pro console. Não quero que ele seja só uma casa de Sonic R quando estiver afim de ficar cantarolando Super Sonic Racing! rs
      Todo jogo tem seus defeitos, todo jogo poderia ser melhor em alguns quesitos. Mas acho que isso também faz parte do charme de cada um deles, e com o Sonic R não é diferente. Não tinha como eu não me apaixonar. Podia ser até de outros personagens, eu realmente curti o jogo em si.
      E eu também só soube dos 4 jogadores quando fui escrever o texto e li sobre. Tomara que um dia lancem ele pra plataformas mais atuais pra jogar online. Imagina a bagunça que seria! hahaha
      Valeu Ivo!

  4. João Roberto disse:

    Oi, Cadu. Tudo bem? Quanto tempo rsrs
    Ainda acho estranho alguém dizer que nunca teve contato com o Saturn, ou mesmo que tenha tido contato com ele há pouco tempo. Eu mesmo já tive 5 Saturns e o último, infelizmente, morreu… (hoje ele foi ressuscitado e roda PlayStation! … sério…é verdade rsrsr). Bem, vamos ao jogo..
    Eu tive Sonic R já no meu primeiro Saturn, modelo japonês e confesso que não gostei, por justamente ser um jogo estranho à primeira vista. Mas depois de um tempo eu me acostumei, fora que achava a música boa demais…
    Foi uma época muito boa mesmo, pena que só pude conhecer de verdade anos depois. Hoje, por não ter mais um Saturn (de verdade), fico feliz em jogar seus jogos portados para outros aparelhos. O Xbox 360 tem alguns desses títulos, tipo Virtua Fighter 2 ou Fighting Vipers. Pôxa, tem até NIghts! Mas não tem Sonic R… Esse eu jogo no PS2, que saiu numa dessas coletâneas (acho que você já tem… faz tempo que não vejo a sessão da sua coleção de Sonic). Não é a experiência original e tal, como tantos defendem, mas para mim está de bom tamanho. Se puder jogar diretamente no console original como você, perfeito! Não não puder, pelo menos dá pra jogar, o que é bom também…
    Quanto ao emulador, bem, continua difícil como sempre, mas tempos atrás achei uma versão do SSF que roda muito bem. Consegui jogar Panzer Dragoon RPG, que é bem difícil de conseguir, já que foram produzidas apenas 2 mil cópias dele em Inglês, e japonês não dá… Como não foi portado para lugar algum, essa acaba sendo a única opção (a não ser que tenha um Saturn desbloqueado, mas nunca vi um).
    Bacana esse texto. Faz tempo que não passo por aqui e valeu a pena lembrar desse jogo.
    Obrigado!
    T+

    • Gamer Caduco disse:

      MEU DEUS! MEU DEUS! OLHA QUEM TÁ DE VOLTA!!!!
      Caramba, que felicidade de ler um comentário seu depois de tantos anos! De verdade, fiquei feliz!
      Claro que me lembro de toda história sua com os consoles, digamos, menos populares: Saturn, Dreamcast. Eu tava no lado mais popular da coisa, por isso nunca tinha jogado o Saturn de fato. Agora conheci alguns jogos dele, não fui muito longe em nenhum além do Sonic R, mas já consigo saber do que vcs que manjam mais dele estão falando! Olha só que evolução, demorou uns 10 anos (considerando o tempo desde que comecei a acompanhar blogs de jogos retrô), mas aconteceu! hahaha
      Eu quero ver esse PlaySaturn funcionando, fiquei curioso. Que diabos vc fez? Tirou a placa mãe do Saturn e colocou de Playstation??? kkkkkkk
      Cara, vc disse que não viu mais a seção de coleção de Sonic, não veja. Ela tá tão desatualizada quanto faz tempo que vc não entra, com toda certeza! hahahaha
      A coletânea de PS2 eu acho que tenho, mas nunca botei no console. Depois vou ver de jogar nele, pelo visto dei uma vacilada de ver. Ou melhor, posso deixar isso pro futuro, quem sabe não menciono estas coletâneas na própria Maratona? Vc deu uma boa ideia!
      Panzer Dragoon RPG é o jogo super raro lá que a SEGA perdeu o código fonte? Eu já escutei essa história, poucas vendas, perda de código… aí vc pega emulação difícil de realizar, ferra com tudo! Como é que a gente faz pra jogar essas joias raras?
      Saturn desbloqueado tem o esquema do cartucho lá que vc instala o PseudoSaturn e consegue rodar cópias de jogos. Não sei o quanto isso prejudica o canhão, mas enfim…
      Que bom que leu o texto e comentou, de verdade, fiquei feliz com o seu retorno aqui!
      Valeu Professor!

      • João Roberto disse:

        Oloko! obrigado! Fazia tempo que eu não lia nada. Sabe como é… essa geração não quer saber de ler mais nada e, penso eu, acabei influenciado por ela (não, não vou pôr uma risadinha aqui… bem, agora vou , rsrsr). O vídeo do SaturnStation eu tô enrolando faz uns 3 meses já. Acho que essa semana eu faço. Meu Notebook inventou de pifar de novo. Foi até engraçado. Liguei, ele demorou, demorou e demorou mais um pouquinho, aí veio aquela tela azul de fail do Windows 10, dizendo ter ocorrido um problema e que estava levantando informações… bem, daí desligou e nunca mais voltou! Liga os LEDs, faz barulho de HD, mas não dá imagem, só fica piscando o caps lock… Também, coitadinho, é um guerreiro de 10 anos de idade, já… RIP…

        Gostei da ideia de mencionar a coletânea. Eu a conheço pelo lado “Jack Sparrow” da força, então não tem graça… e você pode postar fotos e tal…

        valeu!! T+

  5. Pingback: Maratona Sonic: Sonic Adventure [DX] (Dreamcast/GameCube/PC/PS3/X360) | Gamer Caduco

  6. Guilherme Henrique disse:

    Fala Cadu! Estava esperando esse jogo na maratona sonic.

    Eu sou do time que ama esse jogo, e não só eu, toda a molecada da rua gostava demais. Foram anos, repito, anos, jogando sonic r. Emprestava meu Saturn pros colegas e só um jogo: Sonic R.

    Fiquei surpreso por vc ter gostado, já que só desfrutou dele agora, e não quando mais novo.

    Em relação a emulação do Saturn, hoje ela já evoluiu bastante, é possível rodar em até alguns celulares. O maior problema que eu tive foi o input lag, cheguei a terminar astal nele (numa raça do caramba), mas percebia que o comando estava atrasado.

    Um dos jeitos mais fáceis de emular é pelo Sonic Gems do Game Cube.

    Embora vc tenha dado ênfase no Richard Jacques, com razão, senti falta de falar que a voz maravilhosa das canções é da Teresa Jane Davis. Eu acho a voz dela sensacional, uma duplinha afinada essa.

    Valeu Cadu, boa maratona!

Deixe seu comentário sobre este post!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s