Meme – Antes & Depois: jogando hoje 3 games que joguei na infância

Olá galera!

Resolvi participar do Meme criado pelo pessoal do fórum Retro Games Brasil. Sei que está rolando desde a semana passada, não tinha participado por estar com o post anterior engatilhado. Mas, vendo que ainda está rolando, acabei entrando na brincadeira. Espero que gostem.

Quem quiser mais informações sobre o Meme e ver outras participações, basta clicar no link a seguir: http://www.retrogamesbrasil.com/t13018-coletivo-gamer-jogando-hoje-3-games-que-joguei-na-infancia-participe

Escolhi um jogo de cada um dos consoles que fizeram parte da minha infância, vamos a eles.

Megamania (Atari 2600)

Descobri este jogo quando ainda estava engatinhando nos videogames, com um Atari 2600, e sempre me diverti muito com ele. Mesmo perdendo todas as vidas, imediatamente apertava o reset e começava tudo de novo, e de novo, … até cansar. E isso demorava um bocado pra acontecer.

Hoje nada mudou. Continuo achando o jogo incrível e viciante. A diferença é que hoje tenho um pouco mais de experiência e perdi um pouco do meu reflexo. Então, ao invés de jogar como um maluco e sair desviando dos ataques inimigos de forma mais “emocionante”, tento posicionar melhor a nave e bolar estratégias pra vencer os desafios do jogo, que vão aumentando conforme as fases vão sendo passadas. Talvez seja um pouco difícil eu começar a jogar Megamania, mas assim que começo demoro bastante pra largar.

Black Belt (Master System)

Nunca tive esse jogo, jogava na casa de primos e amigos. Sempre adorei e quis ter, por mais curto que seja. Mostrar um jogo desses pra jogadores que se importam tanto com jogos mais duradouros é tentativa de assassinato por enfarte. Sei que eu jogava esse jogo incansavelmente, a ponto de começar de novo não importando se o resultado era um Game Over ou um The End.

Da mesma forma que Megamania, nada mudou no meu comportamento hoje com o jogo. Continuo tendo dificuldades nas fases mais difíceis (as últimas) e me divertindo muito durante a jogatina, ganhando ou perdendo. Conheço melhor o comportamento dos chefes e sei de alguns macetes para derrotá-los. Mas isso não estraga a diversão, só faz com que a vitória não tenha o mesmo sabor de antigamente.

E não venha chamar esse jogo de Hokuten no Ken, não aceito que ele foi uma conversão ocidental do jogo baseado no anime. Negarei isso até a morte, mesmo sabendo da verdade. Estragaria minha infãncia aceitar o fato! Pra mim clonaram Black Belt e fizeram o jogo de um anime que eu nem conheço.

Streets of Rage 2 (Mega Drive)

O melhor beat’em up de consoles já inventado! Na minha humilde opinião, é claro. Joguei muito, mesmo que tenha sido na base de empréstimo ou aluguel. Esta segunda situação era bem complicada de conseguir, impressionante como o jogo nunca parava nas locadoras.

O que talvez muitos não sabem é que na minha adolescência eu comecei a me interessar por música e o estilo que mais me interessou foi música eletrônica. A trilha sonora dos dois primeiros jogos da franquia devem ter tido alguma influência nisso, não é possível que não! Na época não via um único defeito neste jogo, sempre gostei de jogá-lo tanto em single player quanto em dupla. E hoje o meu pensamento é exatamente o mesmo.

Quando o jogo ficou gratuito na PSN para os assinantes da PS Plus eu comemorei bastante. Baixei o jogo sem pensar duas vezes e já coloquei pra jogar. Como aconteceu com os jogos citado anteriormente, meus reflexos diminuíram um bocado, mas eu jogo com um pouco mais de sabedoria. Memorizo padrões de ataque e contra-ataque dos inimigos e defino a melhor estratégia para enfrentá-los. Recentemente terminei o jogo em dupla e ambos se divertiram bastante. A única coisa que o tempo fez com Streets of Rage 2 foi deixá-lo ainda mais charmoso.

É isso, espero que tenham curtido. Foi bem difícil escolher três jogos e nenhum deles ser Sonic. Mas ainda não é hora de falar dos games da franquia.

Abraços à todos.

Anúncios

Sobre Gamer Caduco

Menino novo, com mais de 30 anos de idade, fanático por games de todas as gerações.
Esse post foi publicado em Atari, Jogos, Master System, Mega Drive, Memes, Sega e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

27 respostas para Meme – Antes & Depois: jogando hoje 3 games que joguei na infância

  1. Fúria disse:

    post maravilhoso! Nós agradecemos a sua participação no MeMe =D e realmente, citar Streets of Rage 2 hoje é questão de se orgulhar por lembrar da mesma maneira de como o game era antigamente, ou então, como você mesmo disse, o tempo o deixou ainda mais charmoso =)

    Abraços,

    Fúria

    • Gamer Caduco disse:

      Valeu pelos elogios, Fúria!
      Impossível não citar Streets of Rage 2. É sensacional. Não consegui pensar em outro jogo de Mega Drive, já que queria evitar falar de Sonic! 🙂
      Abraço

  2. Willi Weiss disse:

    Fala Caduzão! Bah cara, impressionante como eu nunca fico sabendo desses memes, kkkkk! E olha que gosto muito de participar deles, e leio aqui o seu blog, o Museum e o Retroplayers… impressionante como nunca fico sabendo de nada, seja por me avisarem ou por eu ver em algum lugar.

    Com certeza os jogos que jogamos na nossa infância são os que mais nos marcam. São aqueles pelos quais a gente começou, aqueles que a gente jogou por primeiro, que adorou e, na maioria dos casos, têm um carinho especial até os dias de hoje. Pra mim, Mickey 3, Aladdin e Goof Troop, todos de SNES, são o triozinho que eu jamais vou esquecer ou parar de jogar! Todos são muito bem feitos e marcantes, e foram os que mais joguei com meu pai. Só que hoje perderam um pouco do desafio, pois joguei todos eles à exaustão, então tenho tudo meio que decorado no meu subconsciente. Mas mesmo assim, só o fato de andar por seus cenários é algo prazeroso, são jogos que eu adoro MESMO! (Gosto praticamente de todos os meus do SNES, mas por esses três tenho um carinho especial).

    Legal o post Caduco, show de bola como sempre. Valeu, abraço!

    • Gamer Caduco disse:

      Fala Willi! Então, fiquei sabendo em cima da hora dos três memes que participei, sempre vendo algum post em um dos blogs que sigo via RSS/feed. Só assim mesmo pra eu ficar sabendo… hehe!
      Sobre os jogos da infância é bem o que vc falou mesmo, são os mais marcantes. Na verdade, diria que estão entre os mais marcantes. Tem jogo que fui conhecer depois de certa idade e que era um gênero que eu jamais tinha experimentado e acabou sendo muito marcante, como por exemplo Final Fantasy Tactics.
      Pior que dos jogos que vc citou eu ainda não conheci nenhum jogando, apenas por videos, fotos ou posts em outros blogs. Eu tenho muita coisa pra conhecer tanto no NES quanto no SNES, não vejo a hora de conseguir estes consoles pra começar duas maratonas. Mickey 3 e Goof Troop estão na lista dos jogos que estou mais curioso pra ver do Super Nintendo.
      Valeu pelos elogios! 🙂
      Abraço

  3. Aew, até que enfim tomou coragem homi, hwa hwa hwa.

    Perae, eu coloquei Sonic na minha lista e você não? Vou colocar o guarda-chuva na mochila agora 😛

    Putz, esse Megamania é muito bacana mesmo, tem ele no meu TV Game, as vezes eu cismo e fico jogando. Black Belt eu não lembro de ter jogado e Streets Of Rage também é desconhecido para mim, veio um dos três junto com o Mega que ganhei no começo do ano, mas estou com preguiça de ir lá e olhar qual é, rzs.

    • Gamer Caduco disse:

      Pô, como assim coragem? hauhuahuahua. Este é o terceiro Meme que participo, a maioria eu fico sabendo em cima da hora (como falei pro Willi). O bom é que meu próximo post ia atrasar, ainda não consegui elaborar do jeito que quero, então deu pra encaixar um antes pra não deixar muito tempo parado.

      E aí? Muita chuva por aí? Aqui amanheceu feio o tempo, mas isso é comum aqui em SP, acho que não tenho culpa nisso por ter excluído Sonic da lista! kkkkkkkk

      Peraí… COMO ASSIM STREETS OF RAGE 2 DESCONHECIDO? Nããããooooooo! Conserte logo seu Mega e vá jogar (ok, esse conselho costuma ser seu, mas…). É um dos melhores jogos do console, tão incrível quanto Final Fight (na minha opinião, até melhor). Se for o primeiro ou segundo, diversão garantida. O terceiro é legal, mas nem tanto. Na minha opinião, claro.

      E Megamania é viciante e Black Belt é outro que vale a pena conhecer. Enquanto eu preciso fazer a maratona de NES/SNES, vc precisa fazer a de Master/Mega… hehehe!

      Valeu!
      Abraço

      • Sério? Eu participei de algum? Eu não lembro, rzs…

        Eu só não falo que SoR será prioriadade porque dentre os cartuchos que ganhei está Comix Zone, he he he.

        • Gamer Caduco disse:

          De um deles eu lembro que sim: “O que você jogou em 2011?”. O outro acho que não, foi o “Retromorri”, vc participou? E esse terceiro. Fora que eu considero uma participação atrasada do “Como virei fã de…” os meus posts sobre Sonic. E esse vc participou também, né? Não fiquei sabendo de mais nenhum, quando eu fico sabendo eu até encaro, acho divertido! 🙂

          Comix Zone é um dos meus tabus, eu não consigo avançar muito nesse jogo, morro demais! Aí perco a paciência! huahuahua

  4. Dactar disse:

    Que post maravilhoso Caduco.Tenho ótimas lembranças com os 3 jogos apresentados.Mas…ah! Caduco o melhor deles sem dúvida é Streets of Rage 2,você definiu perfeitamente:
    “O melhor beat’em up de consoles já inventado!” sim Caduco, você tem toda razão.Claro que eu adoro Final Fight,entre outros,mas SOR 2 foi um marco na geração,com certeza está no meu TOP 10 de todos os tempos.Eu adoro o Super Nintendo mas este é um exemplo claro de um jogo do Mega Drive que a Nintendo jamais conseguiu rivalizar a altura.É uma obra prima por excelência.
    Ótima participação neste Meme!
    Fui!!!

    • Gamer Caduco disse:

      Fala Dactar!

      Cara, SoR2 pode não ter sido pioneiro, mas foi o melhor dos beat’em up de console. Disse de console pq o Arcade tem alguns jogos que são excelentes e não sei dizer se prefiro o jogo do Mega ou eles. Não sei mesmo. Inclusive o próprio Final Fight é um ótimo exemplo disso, também é um jogo que gosto muito.

      Também adoro o Super Nintendo, mas concordo plenamente com vc, se é que entendi direito. Acredito que o Mega Drive no auge foi melhor que o SNES no auge, mas eu também cresci jogando o console da SEGA, então pode haver um bocado de nostalgia nesta minha opinião. Logo algum nintendista aparece aqui e me xinga! kkkkk

      Valeu pelos elogios.
      Abraço

  5. Mariana disse:

    Huahuha muito bom o post, realmente as musiquinhas dos jogos antigos são ótimas, mas a única coisa que fizeram comigo foi ficarem na minha cabeça nas piores horas!
    Os que eu mais lembro de ter jogado além de Mario foram: River Raid (Atari), Alladin (SNES) e Contra III (SNES)! Aliás esse era o que mais jogava com minha irmã, cada fase estrategicamente planejada! hahhah

    Mari =D
    http://www.ocioexperimental.com

    • Gamer Caduco disse:

      Piores horas? Aí é ruim, hein?

      Caraca, Contra III não é pra qualquer um. Todos os jogos “Contra” que joguei são insanamente difíceis. Vcs chegaram a terminar?

      River Raid é excelente, estava na dúvida entre ele e o Megamania pra falar do Atari, acabei optando pelo outro nem sei pq. Acho que pq eu me revoltava menos quando morria! huahuahuahuahua

      Valeu fia! 😀

  6. kanonclint disse:

    Cara, em relação ao Megamania, foi mais um dos inúmeros games do gênero do Atari. Joguei bastante, mas eu sempre considerei o Atari uma opção a mais, dentro as muitas que eu, então com 8 anos tinha nos anos 80 para me divertir.
    O Black Belt, me traz ótimas recordações, principalmente quando enfrentei a primeira vez, o primeiro chefe do jogo. Ver os personagens “gigantes” em um estilo diferente ( um contra um ) foi umas das coisas mais surpreendentes das quais eu me lembro.
    Por fim, concordo totalmente com você Cadu, Streets of Rage 2 , é mesmo o melhor beat’up dos consoles de todos os tempos, oque me espantou, foi a evolução monstruosa que o game teve do primeiro, para o segundo, em todos os aspectos.
    Sempre ache que os games 2D, sentem muito menos o peso da idade que os games poligonais, mas no caso de SOR2, talvez pelo fato do gênero estar praticamente extinto hoje em dia, essa tese se aplique ainda mais.

    Valeu , Cadu !

    • Gamer Caduco disse:

      Curioso que eu tive a mesma reação quando vi pela primeira vez a tela de chefe com os personagens grandões e mano-a-mano. Pra vc deve ter sido mais surpreendente por estar jogando, eu estava só assistindo. Fiquei maluco, queria jogar na hora.
      Vc disse bem, SoR2 tem sim uma evolução monstruosa em todos os aspectos em relação ao primeiro… que já é sensacional!
      E é verdade também que o fato do gênero extinto faz com que ele pareça cada vez melhor de matar a saudade. Tanto que quando saiu o Scott Pilgrim vs the World (jogou este?) eu pirei, beat’em up old school novo em dias atuais foi algo que me surpreendeu.
      E os polígonos envelhecem muito mal mesmo, depois que escutei num podcast que o Cloud do FF7 parece um pato roxo eu quase tive um treco de tanto rir. Pior é que é verdade. E na época era sensacional. Em compensação os sprites 2D realmente não sofrem disso e tenho certeza que não é por conta de fator nostalgia, é pq de fato são “estilos” de jogo completamente diferentes. Sei lá, é o que eu acho.
      Valeu Kanon!
      Abraço

  7. João Roberto disse:

    Cara, muito bom!!

    Streets of Rage pra mim é eterno. A história, o som, a jogabilidade, prefiro muito mais que Final Fight, por exemplo. Tanto que tenho o SoR 1 (Este não vale, tah na memória do Mega, rsrs) e o Bare Knucle 3 (em cartucho mesmo, japonês, não pega no console da Tectoy, um saco isso).

    Os outros dois confesso que nunca joguei, mas o Black Belt me interessou bastante.

    Parabéns, muito bom mesmo…

    T+

    • Gamer Caduco disse:

      Sensacional ter os jogos pra jogar no console, tanto o SoR 1 quanto o 3. Uma pena que este último não funciona, mas jogar na TV é outros 500! Legal é jogar em dupla, inclusive.
      Eu gosto de Final Fight, acho o jogo muito bom. Mas o que a SEGA fez é imbatível na minha opinião, o segundo jogo da série é perfeito ou quase isso! Toda vez que paro pra escrever sobre o jogo eu fico com alguma música dele na cabeça, impressionante.
      Experimente Black Belt em algum emulador qualquer dia. Vc não pode compará-lo aos jogos de 16 bits ou mais, se o encarar como um jogo de 8 bits, vc verá que ele é bem bacana!
      Valeu João!
      Abraço

  8. Fala caduco…

    Com a minha idade peguei apenas o final da era 8 bits e lembro-me pouco dos jogos que eu tinha para o Master System…

    Mas após uns anos eu vim jogar esses jogos que fizeram parte de um infância tão tão distante…

    Belas citações… SoR eu joguei muito pouco (só tive um Snes por um bom tempo), jogava só quando eu ia para casa de algum amigo.

    Black Belt Só vim jogar agora que comprei meu dingoo, demorei pra pegar as manhas do jogo e ter a paciência, mas nada que a persistência não ajude…

    Atari? to fora… nem botei as mãos em um…pra não ser mentiroso eu já joguei pong nele hehhehehe’

    • Gamer Caduco disse:

      Pô, como assim “to fora”? Depois tenta experimentar o Megamania, é um bom jogo pra passar o tempo, se vc não estiver querendo jogar pra terminar ou algo assim… hehehe!
      Faz pouco tempo então que vc começou a jogar as coisas de Master? Isso é bacana, vai começar a vivenciar o que muitos passaram há bons anos atrás, mas numa época com mais experiência. Pretendo fazer o mesmo com jogos de NES. Conseguiu zerar o Black Belt?
      SoR vc deve ter jogado bem menos que Final Fight, acertei? hehe
      Valeu pela presença e pelo comentário, Leonardo!
      Abraço

  9. Maxwel_Gamer disse:

    Você faz parceria ??? Olha lá meu blog (theclassicsgames.blogspot.com) e responda lá, pois gostei muito do seu site. Obrigado pelo seu tempo.

    Veja alguns posts
    Análise: Real Bout Fatal Fury Special (Arcade):
    http://theclassicsgames.blogspot.com/2012/06/analise-real-bout-fatal-fury-special.html
    Análise: Tom Clancy’s Ghost Recon: Future Soldier (Celular):
    http://theclassicsgames.blogspot.com/2012/05/especial-cruzada-java-12-tom-clancys.html
    Análise: Double Dragon (Arcade):
    http://theclassicsgames.blogspot.com/2012/05/analise-double-dragon-arcade.html
    Análise: Breath of Fire (SNES):
    http://theclassicsgames.blogspot.com/2012/05/analise-breath-of-fire-snes.html
    Análise: Sonic the Hedgehog (Master System):
    http://theclassicsgames.blogspot.com/2012/02/analise-sonic-hedgehog-master-system.html

    • Gamer Caduco disse:

      Olá Maxwell, seja bem vindo!
      Eu nunca entendi muito bem esse lance de parceria, mas não vejo problemas. Posso colocar um link do seu blog na página que criei para isso.
      Aliás, darei uma lida nos seus reviews para conhecer melhor o seu blog, pelo visto vc analisou grandes jogos da história dos games.
      Valeu.
      Abraço

  10. Putz pena que eu não fiquei sabendo desse meme, deve ter sido muito legal!
    Curto demais os 3 jogos, em especial Streets of Rage 2 que é um jogo que envelheceu muito bem! Para mim foi um divisor de águas, pois depois dele ficou difícil me empolgar com outros beat’n up de consoles, SoR2 é o melhor na minha opinião.
    E Black Belt é muito divertido né? Quando recomecei minha coleção de Master eu tive que correr atrás desse cartucho, é obrigatório! Pena que hoje em dia eu tomo um coro nesse jogo, mas ainda termino ele. XD
    Abração

    • Gamer Caduco disse:

      Que pena que não soube do Meme, seria legal o QG Master participando dele com contribuições do melhores jogos do console.
      Streets of Rage 2 de fato envelheceu bem demais e eu também não consegui me empolgar com mais nenhum beat’n up de console depois de jogá-lo, valendo inclusive a sequência dele.
      Black Belt é ótimo, típico jogo simples e divertido. A única pena é ele ser curto e não ter tido uma continuação, seria legal poder enfrentar outros chefes e fases complexas como a dos ninjas.
      Valeu Adinan!
      Abraço

  11. lucas disse:

    eu so quero joga

  12. helisonbsb disse:

    com certeza a fase 8 bits me cativou muito…naquela época os jogos eram mais divertidos do que pensantes como dizem hoje… pegava enduro e o que importava mesmo era desviar dos carros e completar a bandeirada, mega mania era outro clássico, tudo era questão de ponto ou chegar mais longe já que jogos do Atari quase não tinha final…hoje em dia tem muito quebra cabeça…e jogos bastante longos que pode acontecer de jogar o ano inteiro o mesmo jogo por questão de tempo…varia de pessoa porque cada um tem o seu problema…valeu!

    • Gamer Caduco disse:

      Rapaz, sabe que esse tipo de coisa me faz muita falta nos jogos de hoje? Esse lance de vc jogar mais focado em superar desafios (pós Atari) e quebrar seus próprios recordes (Atari). Faz muita falta. Hoje as empresas estão muito preocupadas com outras coisas que eu até curto, como história bacana, coisa e tal, mas não vejo como sendo a grande essência dos jogos. Sinal de tempos diferentes. A parte boa é que desenvolvedores independentes ainda tentam entregar esse tipo de experiência, então ainda tem bastante coisa interessante que sai até hoje em dia. Ainda bem. Sempre bom ter variedade.
      Valeu Helison!

Deixe seu comentário sobre este post!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s