Motion Sickness (ou Cinetose) e a influência nos games

Olá para todos! Como estão vocês? Espero que todos bem e sem enjôos.

Depois de me aventurar contando histórias da minha vida sobre os consoles, participar de alguns Memes, contar da minha paixão e coleção de uma franquia que está morrendo da SEGA e até mesmo tentar um Review de jogo, hoje estou publicando um post mais informativo. Falarei sobre Motion Sickness ou Cinetose, que basicamente é o fato de sentir alguns sintomas como tontura, enjôo e/ou ânsia de vômito durante algumas atividades, entre elas, jogar videogame.

Inicialmente, pretendo falar sobre o problema em si, depois como ele influencia nos jogos e mais pra frente o que eu faço para tentar contornar este problema. Sim, eu sofro desse mal e isso atrapalha um pouco minha jogatina. Não que eu seja médico ou algo assim, mas gostaria de trocar informações com outras pessoas que sofrem ou que conhecem alguém que sofra disso também. Bom, chega de introdução e vamos ao texto. Boa leitura para todos.

Motion Sickness ou Cinetose

Sabem aquela sensação de enjôo, ânsia e as vezes até tontura que acontece com algumas pessoas quando elas estão viajando em algum veículo? Pode nunca ter acontecido com você, mas deve ter acontecido com alguém que você conheça. Meus caros leitores, isto não é nenhuma frescura, como alguns gostam de dizer: pode ser Cinetose.

Essa sensação é provocada pelo conflito de informações que chegam ao cérebro da pessoa através dos sistemas de equilíbrio dela: o visual, o vestibular (labirinto) e o proprioceptivo (articulações e músculos). Por exemplo, no caso das viagens em automóveis, os olhos mostram que o ambiente está em movimento, mas o corpo está parado e não sente movimento algum. Como resultado deste conflito de informações, o cérebro chega à conclusão (errônea, claro) de que a pessoa está alucinando por conta de algum envenenamento e induz a pessoa a vomitar, para que as supostas toxinas sejam eliminadas do corpo dela. Bem que Esuna poderia curar isso.

Curando a Cinetose… ou não.

A Cinetose pode ser confudida com outras doenças, tais como Labirintite (inclusive já aconteceu comigo). O especialista que pode cuidar deste tipo de problema é o ornitorrinco otorrinolaringologista.

O que isso tem a ver com videogames? Bom, existem aqueles que enjoam quando jogam determinados tipos de jogos ou em determinados consoles, como o Virtual Boy ou portáteis. O termo que define isto é Simulation Sickness, que veremos abaixo.

“Simulation Sickness”: a influência nos videogames

Não são todos os jogos que causam os sintomas da doença. Como dito, existem jogos e consoles específicos que podem fazer com que algumas pessoas apresentem um ou mais  sintomas iguais aos da Cinetose. Esses sintomas podem ser os já citados (enjôo, tontura e ânsia) ou outros como dor de cabeça, visão borrada/perda de foco, perda de noção de profundidade, entre outros. Cada pessoa apresenta sintomas diferentes e o que os estimula também varia de pessoa para pessoa.

FPS é um dos gêneros que mais afetam os gamers que sofrem desse mal.

Existem casos em que os sintomas são sentidos quando a pessoa joga jogos que possuem ambientação 3D, tanto com visualização em primeira quanto em terceira pessoa, onde a câmera se movimenta rapidamente (meu caso). Já outras pessoas podem enjoar com portáteis, videogames com imagem estática e poucos objetos se movimentando (como o Atari 2600), jogos que possuem informações se movimentando constantemente e em direção única (especialmente os musicais, por exemplo, Guitar Hero e Dance Dance Revolution), entre inúmeros outros. É difícil conhecer todos os casos onde o problema pode aparecer.

Como percebi o problema e como faço para amenizá-lo?

Antes de começar a falar como contorno este problema, gostaria de deixar claro que estas medidas servem para mim e podem ou não servir para outras pessoas, mas podem ficar como dicas para quem sofre do mal e quiser tentar amenizar os sintomas. Como já disse na introdução, eu não sou médico e nem nada parecido, a melhor maneira de tentar solucionar o problema seria consultar um e não arrumar um jeito de contornar igual ao cabeça-dura que vos escreve.

Não, não é este o médico. Mas quase.

Fui perceber que eu sentia enjôo com alguns tipos de jogos lá para meados de 1996/1997, quando estava jogando o jogo Descent no PC. Quem já jogou este jogo sabe que ele é cheio de sobes e desces, viradas bruscas, fugas, etc. A câmera se mexe o tempo todo e com certa velocidade. As primeiras vezes que joguei, senti o enjôo depois de algum tempo com a cara enfiada no monitor (não literalmente) e achei que tinha comido algo que não me fez bem. Levou um tempo pra que percebesse que era o jogo que estava me causando este problema, que era basicamente o mesmo que eu tinha quando criança e ia viajar de carro no banco de trás por estradas cheias de curvas, algo que acontece desde que me conheço por gente (e, segundo meus pais, até antes disso).

Descent: enjoando gamers desde Março de 1995.

Nunca tentei resolver o problema, sempre deixei de jogar os jogos que me faziam mal. Na verdade foram poucos, eu nem me recordo quais. Mas um dia eu comprei um Playstation 3 e nele existem vários jogos bacanas que possuem movimentos de câmera mais rápidos, como é o caso dos jogos do Batman. Quando percebi que ele me enjoava fiquei um tanto quanto chateado, pensei em abandoná-lo e até o coloquei de canto. Mas, era tanta gente falando bem do jogo que eu resolvi fazer uma maluquice: jogar apenas por 20 minutos e dar pausas. Funcionou! Quando eu começava a me sentir meio mal eu saía da frente do videogame e ficava descansando.

Mais pra frente consegui aumentar esse tempo na frente da televisão, por conta de outro fator: distância da televisão. Sentava o mais longe possível, o suficiente para conseguir enxergar as legendas e detalhes mínimos, mas o suficiente também para que eu pudesse enxergar em volta da televisão. Meu pensamento foi que esse movimento todo que me deixava enjoado, então por quê não tentar enxergar coisas fixas em volta da tela? Claro, isso tudo devia ser feito de luzes acesas, apagadas nunca.

Com estas dicas, fui capaz de terminar o Batman: Arkham Asylum, o Sonic Adventure e o Sonic Unleashed, três jogos que me deixavam bastante ruim. Curioso que outros jogos 3D nunca me afetaram, como por exemplo os jogos da franquia Assassin’s Creed e até mesmo as fases “modernas” de Sonic Generations. A impressão que passa é que a câmera é que mais influencia no meu enjôo e não somente o fato dele ser 3D. No caso dos jogos do homem-morcego, fico o tempo todo mexendo a câmera, pra cima, pra baixo, pros lados, sempre buscando novos caminhos escondidos ou outros segredos. Então outra coisa que tentei, mas é difícil controlar a vontade, é mexer a câmera o mínimo possível.

Outra coisa que evito fazer é jogar de estômago vazio ou muito cheio esses jogos que possuem potencial para me deixar enjoado.

Outras dicas

Para fazer este post, acabei pesquisando alguns sites, blogs e fóruns que falam do problema. Quando busquei por dicas encontrei, além das que já mencionei acima, outras que fazem ou não sentido. Eu ainda não testei nenhuma e deixo aí para vocês se quiserem testar. Mais uma vez, é por sua conta e risco. Vamos à elas:

– Abrir a janela e respirar ar puro (“puro” não é válido para paulistanos como eu);
– Se movimentar mais na cadeira, sofá ou onde estiver sentado/deitado/etc;
– Usar pulseiras especiais conhecidas como “Sea Bands” ou pulseira anti-enjôo, que estimulam um ponto nervoso no pulso tal como acontece na acupunctura (custo a acreditar nisso, sinceramente);
– Não jogar sob efeito de bebidas alcoólicas.

Há quem acredite também em um processo de adaptação, ou seja, você vai condicionando o seu cérebro a se acostumar com estes jogos, começando com curtas sessões e poucas vezes por dia e ir aumentando isso conforme você se acostuma ao jogo. Minha opinião pessoal é que isso não funciona, comigo pelo menos não dá certo. Porém, pode ser que funcione para outras pessoas.

Como última dica, essa tanto minha quanto de outros sites: quando estiverem sentido os sintomas, tentem não forçar continuar jogando, isso só vai prejudicá-los mais. Pode parecer meio óbvio dizer isso, mas existem pessoas que acham que isso é frescura e acabam insistindo.

Pessoal, sei que nem todos sofrem disso, que vocês esperavam um texto com uma relação maior com os games (ainda mais pelo período que fiquei sem postar), mas eu devia este post tanto para mim quanto para outras pessoas que sofrem disso, que para mim é o pior mal que um gamer pode sentir. Espero que possa ajudar algumas pessoas.

E você? Sofre disso? Conhece alguém que sofre? Possui alguma dica para amenizar os sintomas? Deixem suas experiências e opiniões nos comentários.

Obrigado a todos pela leitura.

Grande abraço e até a próxima (prometo que farei de tudo para não demorar tanto dessa vez).

Fontes de onde tirei as informações:
Cinetose – Wikipedia (PT)
Motion Sickness – Wikipedia (EN)
Videogames and Motion Sickness: What Causes It And What You Can Do About It – About.com – Xbox Games
Cinetose: a doença do movimento – FIAMFAAM Momento Online
How to prevent video game motion sickness – Helium
Simulator Sickness – SigGraph
Video Games Motion Sickness – Alguém tem? – Forum MyGames
Video Game Motion Sickness – Simulator Sickness – Forum Hardmodding

Sobre Gamer Caduco

Menino novo, com mais de 30 anos de idade, fanático por games de todas as gerações.
Esse post foi publicado em Assuntos Aleatórios, Outros e marcado , , . Guardar link permanente.

50 respostas para Motion Sickness (ou Cinetose) e a influência nos games

  1. Excelente post Caduco!
    E infelizmente eu também sofro com isso! E só fui perceber isso no PS3, principalmente em jogos FPS! Mas isso não me impediu de jogá-los e terminá-los! hehe.. Mas foi como você disse, eu jogava e na hora que começava a me sentir mal, eu dava pausa e depois continuava.
    Mas esse problema é muito chato! Pois, as vezes, você perde a vontade de jogar tal jogo só de lembrar que você se sente mal jogando ele! =(
    Bom é isso, belo post! Vou tentar umas dicas para ver se melhora!

    • Gamer Caduco disse:

      Acontece o mesmo comigo, vou lá na maior pilha pra jogar um jogo, pego a caixa dele na mão, lembro que ele me faz mal e o deixo de canto. Esses três jogos que citei no post que acabei terminando com as dicas foram todos assim. Meio que justifica eu ter demorado tanto pra chegar ao final de cada um deles e não ter investido mais tempo pra buscar mais troféus e tentar platinar.
      Mas tente algumas das dicas, é capaz que ajude a prolongar um pouco mais o tempo nesses jogos.
      Valeu Felipe!
      Abraço

  2. Interessante texto, eu nunca tive esse problema nos video games de mesa, mas já nos portateis eu não posso jogar eles em veiculos que tambem sinto enjoou, na verdade não posso nem ler um livro em um carro ou onibus que me sinto enjoado, acho que esse esquema de fixar muito um ponto enquanto as coisas ao redor giram rapido devem mexer comigo.
    Mas uma das vantagens dos consoles de hoje são os controles sem fio que acabam distanciando bastante os gamers das imensas telas de hoje, eu mesmo já costumo jogar a uns 3 metros de distancia da tv e acho que quem fica muito grudado na tela acaba sentindo algo parecido, agora se sentir mal com aqueles simuladores de voou de PC dos anos 90 é normal, aqueles jogos eram chatos pra caramba.kkk
    bela abordagem cara

    • Gamer Caduco disse:

      Outro ponto interessante esse de não conseguir jogar nada ou mesmo ler em automóveis. Comigo acontece também, depois de uns 20 minutos eu já tô até verde. E não adianta dizer que é questão de costume, pois eu tentei forçar isso por muito tempo e sempre cheguei no mesmo resultado.
      E vc falou num ponto que é bem verdade: a ausência de fios permite que a gente se afaste o máximo das TVs, que pra ajudar cresceram consideravelmente. Quando comprei o PS3 eu fiquei completamente alucinado e jogava colado na TV, não demorava muito e eu já estava com tontura e enjôo. Hoje já sei que é melhor evitar ficar perto.
      Os simuladores de vôo eram bem xaropes mesmo… kkkkk… nunca tive muita paciência com a maioria dos jogos do gênero.
      Valeu Leandro!
      Abraço

  3. Cara, eu nem lembrava que tu tinha essa parada, de tanto que você fala de jogo, rzs.

    Minha esposa enjoa bastante em ônibus, ler nele então nem pensar, mas em casa nunca notei dela passar mal com nada. Como ela joga muito pouco não tenho como afirmar que algum jogo faça mal a ela.

    Eu felizmente apesar de muitos “defeitos de fabricação” me livrei totalmente deste, nunca passei mal com jogos, e o máximo de efeito de jogar GBA no ônibus as vezes é que me bate um sono danado, rzs.

    • Gamer Caduco disse:

      Pois é, eu tenho esse bug, mas nem por isso vou deixar de fazer o que gosto! A única coisa que consegue me afastar dos jogos é a falta de tempo… hahahaha! Essa não tem jeito.

      Sua esposa com certeza sofre pelo menos um pouco com Motion Sickness, na minha infância eu era assim também. Hj melhorou um pouco, mas as vezes fico enjoado também em ônibus.

      Sobre dar sono, pode ter um pouco a ver sim. Um dos sintomas da Cinetose é sonolência. Inclusive dependendo do nível de enjôo que eu sinto durante um jogo, começo a bocejar sem parar. Daí quem vê pensa que eu estou odiando o jogo ou tô achando ele entendiante, mas nada a ver! kkkkk

      Claro, vou repetir, não sou médico nem porquera nenhuma relacionada! huahuahuauha… isso são as minhas impressões e não diagnósticos! 😛

      Valeu Tchulanguero!
      Abraço

  4. Tiago Steel disse:

    Pô um amigo meu tem isso!
    Antigamente quando jogavamos via hamachi Unreal Tournament e Battlefield 1942 com 10 minutos de jogo ele já tava reclamando que tava com dor de cabeça e enjoado!
    Todo mundo zuava falando que era frescura ou que ele que não tava afim de jogar e tal, mas eu ficava quieto pois sabia que ele tinha isso desde a época do N64 com o Goldeneye 007.
    Eu por exemplo tenho isso mas com veiculos…não é sempre, mas as vezes quando ando muito de carro ou busão…fico enjoado e passo mal, com games POR SORTE nunca tive…posso jogar FPS tranquilo! ( Queeeeeeee vantagem ein?! ) hahahaha XD

    • Gamer Caduco disse:

      “Queeeeeeee vantagem ein?!” foi ótimo! kkkkkkkkkkkkk
      Que bom que esse problema não te afeta, é muito ruim isso, não desejo a ninguém.
      Já escutei esse negócio de frescura também, passei já pelo que seu amigo passou. Para ele que aparentemente gosta de FPS deve ser muito ruim, é uma tristeza. Devia haver uma forma de consertar isso, mas o máximo que li por aí foi sobre tomar remédios que dão sonolência (eu mesmo tomava Drammin quando era criança e ia viajar). Mas jogar com sonolência também não dá, né? Por isso acabei nem sugerindo no post.
      Valeu Tiago Steel!
      Abraço

  5. Joao_roberto disse:

    Engraçado, eu escrevi um comentário desapareceu… mas vamos la´!

    Muito bom o texto, eu já tinha ouvido falar, inclusive, alguns amigos dizem que não jogam FPS desde a época do Doom, (só não sabia que tinha esse nome). Eu não tenho nada parecido, mas se alguém falar algo a respeito, já sei que dicas dar: “Entra no site do Gamercaduco”

    Valeu, ótimo texto.

    T+

    • Gamer Caduco disse:

      Poxa, sério mesmo que sumiu seu comentário? Eu conferi aqui se tinha algo na caixa de spam de comentários e não encontrei. Também não recebi notificações. Maldito WordPress, deu algum problema com ele pelo visto. Pior que pediu pra moderar este que estou respondendo, sendo que já deveria cair automaticamente no site pois aprovei seus comentários anteriormente. Vai entender…
      Eu também não jogo FPS direito desde a época do Doom, foi o último que me interessou. Aliás, bem lembrado, ninguém sabia que os jogos do gênero tinham esse nome, todo mundo chamava de jogo “tipo Doom”! Bons tempos! hehehe
      Obrigado por recomendar a quem tiver os sintomas, até adicionei as fontes de onde tirei as informações pra tentar ajudar quem sofre dessa maldição.
      Valeu João Roberto!
      Abraço

  6. Eduardo Bogik (Tio Dudu) disse:

    Ainda acho que o jeito é jogar com um balde no colo…..tomando cuidado para pausar o jogo quando for vomitar……

  7. kanonclint disse:

    O meu caso é igual ao do colega Leandro Vallina, nunca tive problemas com consoles de mesa, mas portáteis, e leitura em movimento ( carro e ônibus ) sempre me fizeram passar mau.
    Nunca fui adepto dos portáteis, e acho que o motion sickness teve muito haver com isso.Mas graças a Deus, nos consoles de mesa nunca tive problemas.

    • Gamer Caduco disse:

      Fala Kanon! Lembro bem que falamos sobre isso em algum dos posts que fiz sobre algum portátil, que vc se queixou que tem problemas com eles. Inclusive quando estava pesquisando, ninguém citou nos textos que portáteis fazem mal, isso eu acabei deduzindo por conta pelo que vc me falou (e mais um conhecido também tem esse problema).
      Mas digo que é ótimo que nada jogado em console de mesa te faça mal, tenha certeza disso. É um porre vc querer jogar um jogo que curte e ter que interromper no meio da jogatina pq o corpo tá reagindo mal a isso. Uma tristeza…
      Valeu!
      Abraço

  8. Day Menezes disse:

    Olá, eu sou gamer girl desde dos 10 anos, e nunca senti nada parecido , mas de acordo com a mudança de jogos mais avançados , comecei a sentir essa mesma coisa , começou com Half life , no inicio estava super viciada , toda hora e todo dia estava la jogando , derrepente comecei a sentir um enjoo muito forte e minha visão ficou embaçada, e dai adiante eu não consigo mais jogar fps por muito tempo, porque sinto os mesmos sintomas, e eu não posso ficar assim porque participo de campeonatos , e isso está atrapalhando =s oq eu faço? =/

    • Gamer Caduco disse:

      Olá Day Menezes, seja bem vinda e obrigado pelo comentário.
      Acho que a primeira providência que você poderia tomar seria a de ir a um otorrinolaringologista para que ele possa diagnosticar se realmente é este o problema que você possui, mas aparentemente é esse mesmo o caso.
      Vc pode tentar as alternativas que falei, de tentar se afastar da tela, dar algumas pausas, não prolongar demais a jogatina, etc. Claro que isso são dicas de jogador pra jogador, o ideal mesmo era confirmar tudo isso com médicos especializados. O mais importante de tudo é não forçar pra não passar mal.
      Mais uma vez obrigado pela visita e pelo comentário. 🙂

  9. Olivasmen disse:

    Boas!
    Andava à procura de uma “cura” para a minha motion sickness e acabei vindo aqui parar!
    Também sofro do mesmo mal especialmente em FPS no PC na 1ª ou na 3ª Pessoa!
    A conduzir tudo bem mas se for a pendura… fico verde na hora!
    deixei de jogar Call of Duty, Turok, Medal of Honour etc
    Mais recentemente descobri uma dica que me ajuda a minimizar este problema:
    Diminuir a velocidade do rato no menú do próprio jogo.
    Sou gamer old school (37 anos) mas só agora pensei nesta solução.
    Um abraço e boas jogatanas!

    • Gamer Caduco disse:

      Obrigado pelo comentário e pela dica!
      Eu nunca tinha pensado nisso, mas é verdade. Talvez com os quadros reduzidos eu consiga jogar estes jogos também.
      Recentemente tentei jogar o tal do Portal 2 e não consegui, pois a tela se movimenta rápido demais. Talvez diminuindo a quantidade de frames por segundo e a movimentação do mouse, devo conseguir.
      Fica aí uma dica a mais pra quem sofre desse mal.
      Muito obrigado!
      Abraço

  10. Ygor ~ UN7Y disse:

    Tenho isso em alguns mapas do Counter-Strike, os mais escuros…
    Em MineCraft também, sempre que passo mais de 30 minutos nele…
    E atualmente tô percebendo isso em Left 4 Dead que tem um cenário muuuuuuito escuro. :s

  11. UN7Y disse:

    Tenho isso em alguns mapas do Counter-Strike, os mais escuros…
    Em MineCraft também, sempre que passo mais de 30 minutos nele…
    E atualmente tô percebendo isso em Left 4 Dead que tem um cenário muuuuuuito escuro. :s

  12. André Luiz disse:

    gostei do post
    jogando ps3 percebi q minha vista faz sombras q nem tv de antena antiga kkkkkkkk
    se eu fico jogando muito ou no pc ou no ps3 ou no celular me da tonturas tbm ¬¬ tenso posso nem me diverti por horas kkkkk

    • Gamer Caduco disse:

      Sério mesmo que chega a dar esse “efeito” das sombras?
      O lance da tontura é complicado, tenho jogado alguns jogos que me deixam com essa tontura. Só toma cuidado pra não ficar tempo demais e passar mal, recentemente quase aconteceu comigo. É meio complicado perceber.
      Mas valeu pelo seu depoimento e por ter curtido o post.
      Abraço

  13. Pingback: MeMe – O que você jogou em 2011? | Gamer Caduco

  14. Tenho alguns amigos que sofrem severamente do enjoo. Eu mesmo, só sinto um frio na barriga bravo, quanto “caio” de algum lugar muito alto. No momento da queda, o estômago “aperta” parecendo que estou caindo de verdade. Neste momento, olho pra outro local qualquer. Muiiiiiiiiito de vez em quando, continuo olhando fixo pra sentir o efeito, não como masoquista, mas algo parecido com o frio na barriga de montanha russa :p. De qualquer maneira, post de utilidade gamerzística pública 🙂

    • Luiz Cláudio disse:

      Brother , eu achei que só eu sentia isso , quando meu personagem cai de um lugar alto , eu sinto minha barriga gelando , parece que sou eu que to caindo tb kkkk é tenso demais!

      • Gamer Caduco disse:

        kkkkkkk
        Rapaz, por essa eu nunca passei! Aquele frio na barriga que dá em montanha russa e outras quedas bruscas já aconteceu comigo no mundo real, mas no virtual pra mim é novidade! rs
        Mas vc chega a passar mal também? Eu espero que não, é horrível!
        Valeu Luiz Cláudio!

  15. Junior Amaral disse:

    Que merda nunca conseguirei terminar a saga dead space 😦 ta me dando isso no dead space 2 e pior de tudo é que eu estava muito empolgado 😦

    • Gamer Caduco disse:

      Que nada, Junior Amaral.
      Eu tive problema com este jogo também quando tentei o Free-Trial de uma hora dele. Mas pq forcei a jogatina.
      Ultimamente tenho jogado bastante jogo de tiro em primeira pessoa (Battlefield) que é um gênero que me faz bastante mal. Usando algumas dessas dicas que eu deixei no post, consigo aguentar um tempo a mais. Mas quando vejo que estou ficando ruim eu paro. O jeito é ir aos poucos mesmo. É triste, mas pelo menos não radicaliza ao ponto de vc não terminar os jogos.
      Valeu pelo comentário! 😀

    • Olivasmen disse:

      Boas!
      Tenta a minha dica:
      Baixar a velocidade da câmara!
      Além do PC também resulta na ps3 e xbox360, é só ir às opções.
      Abraço

  16. Henrique Conde disse:

    Descobri esse problema exatamente agora tentando jogar o Half Live 2, vou tentar resolver isso de alguma forma para poder zerar esse clássico. Não tenho ideia da causa disso, nunca tive problemas como FPS ou 3D, talvez seja os movimentos meios turbo do Gordon Freeman rsrsr

    • Gamer Caduco disse:

      Faz sentido, Henrique! huahuahuahua!
      Há quem diga que aumentar a quantidade de frames por segundo ou a área de visualização faz com que melhore e vc sinta menos os sintomas, além de tudo isso que eu escrevi no texto. Dá uma testada depois, isso é mais tranquilo de configurar no PC.
      Valeu pela visita e pelo comentário!

  17. Sérgio disse:

    Sou gamer desde que me entendo por gente e nunca tive esse problema, isso até ontem quando comecei a jogar Bioshock, não passo de 30 minutos sem ficar zonzo e enjoado, me sinto como se estivesse um pouco bebado. :-/

    • Gamer Caduco disse:

      Sérgio, isso é uma coisa que realmente me intriga: ver que algumas pessoas acabaram desenvolvendo este problema posteriormente. Mas os sintomas são bem parecidos com o de estar levemente bêbado mesmo, esse estado “zonzo” é bem estranho. Importante é não forçar a barra, por mais que o jogo seja incrível.
      Valeu!

  18. Damien Frank Louis disse:

    Caramba! Agora eu sei o porque de eu ter passado 20 minutos jogando Assassin’s Creed e ter jogado até as tripas pra fora, além de me sentir muito mal quando resolvo ler ou jogar no busão… Da próxima vez que eu jogar AC, vou seguir suas dicas, porque amo aquele jogo e realmente quero zerar ele pela milionésima vez.
    Valeu Caduco!

    • Gamer Caduco disse:

      Opa, espero que as dicas realmente ajudem, mas como sempre respondo, tenta não forçar muito pra não colocar as tripas pra fora, não é legal… hehe!
      AC é um jogo que me enjoou bastante também quando joguei. É triste quando um jogaço faz isso com a gente, não? hehehe
      Valeu Damien!

  19. Pingback: Aniversário de 3 anos do Gamer Caduco | Gamer Caduco

  20. Thomas Yared disse:

    Não sei se tenho isso mas de vez em quando sinto uma dor de cabeça um pouco forte e um enjôo acontece mais em jogos de 1ª pessoa e principalmente em fps
    Quando eu jogo eu acabo enfiando minha cabeça na tela quando fico tenso ou nervoso e aí tenho q parar de jogar porque bate a dor de cabeça e enjôo e tambem sempre enjôo qndo ando de carro mas não no avião

    • Gamer Caduco disse:

      Fala Thomas, tudo blz?

      Isso aí não tem jeito, né? Sempre que a gente fica empolgado ou tenso com um jogo a gente vai se projetando pra frente e ficando cada vez mais próximo da tela. É meio que natural, isso me deixa com tontura também (além de dor nas costas, mas é outro caso… hehe).
      Não posso afirmar com toda certeza por não ser médico, mas me parece sim um caso de Cinetose. Essa Doença do Movimento é maledetta, a gente tem que tomar um baita cuidado pra não passar mal ou ficar enjoado o dia todo.
      Avião eu também não sofro de enjôo, ou pelo menos nunca aconteceu. Mas tem quem sofra disso. Agora carro… só me colocar no banco de trás que a sensação ruim vem. Tá louco, é horrível!
      Bom, o que posso te dizer é pra tentar perceber quando está quase entrando na tela e se projetar pra trás ou pelo menos passar um tempo olhando pra algo mais “estático”, pra lembrar o cérebro que vc não está alucinando. Talvez prolongue um pouco as horas de jogatina.

      Valeu Thomas!

  21. Gisa disse:

    Pra quem não sabe, gengibre corta na hora o enjoo. Ter balas de gengibre por perto ou mastigar ele pode ajudar bastante também. Já testei e funciona. Outra opção é aumentar o “FOV” de alguns jogos “field of View” (campo de visão) pra um valor acima de 100, 120. Alguns jogos permitem isso.

    • Gamer Caduco disse:

      Olá Gisa!
      Algumas das fontes citavam as duas coisas que você falou, mas acabei não colocando no texto por não ter dado certo a do FOV comigo, infelizmente, e de eu não ter testado a do gengibre.
      Tinha até me esquecido dela, muito bom vc ter lembrado!
      De qualquer forma, agradeço pelas dicas e ficam aí como ótimos complementos para os leitores.
      Valeu!

  22. Pingback: Uma visão Caduca sobre a E3 2015 | Gamer Caduco

  23. Pingback: BGS – Brasil Game Show 2013 | Gamer Caduco

  24. Paloma spadin occulate disse:

    Ola boa noite pensei que só eu sofria disso olha eu a um uns anos atraz percebi tbm que o motivo dos meus enjoos era o game foi entao que um dia eu viciada no jogo e vidrada em bulling ignorei o sintoma a ansia de vomito continuei jogando quando ja estava proximo de 1 hr de jogo comecei a vomitar e não parei ate a noite fui para o hospital e tive que tomar dramin na veia hj só jogo coisas que sei que nao me enjoa em que a câmera nao se mexa tanto ou se começo a enjoar paro logo maia foi e é terrivel

    • Gamer Caduco disse:

      Olá Paloma, tudo bem?
      Eu sofro exatamente deste mesmo mal: câmeras com muito movimento me deixam realmente mal. Sonic Adventure 2 que o diga, fique longe deste jogo, sério! Por mais que possa ser divertido… imagina eu que sou fã sem poder jogar? Triste…
      Nunca cheguei a vomitar jogando, não me recordo pelo menos, mas já fiquei mais de dia sentindo enjôo. Vc chegou a tomar dramin na veia, o negócio deve ter sido muito feio mesmo. Pelo menos acredito que agora vc não tenta forçar mais, por favor, não faça. Pior coisa!
      Uma droga isso, né? Infelizmente acho que vamos ficar de fora da tal era da realidade virtual. Esses óculos vão acabar conosco que temos estes problemas de enjôo. Sacanagem, não? Mas é a vida!
      Muito obrigado pela visita e pelo comentário, tomara que consiga tirar algo de positivo aqui do post! 🙂

  25. Já aconteceu comigo!

    Eu sentia muita dor de cabeça e enjoo excessivo ao jogar o Batman: Arkham City, o “engraçado” é que isso só passou a ocorrer dias depois que completei o jogo. Ou seja, no início, a reação do meu corpo em si era perfeitamente normal, só depois que as complicações surgiram. Já estava ficando insuportável.

    • Gamer Caduco disse:

      Eu tive este problema mais com o Arkham Asylum, com o City senti menos. Não sei a explicação, mas enfim. O que me deixou realmente curioso foi vc ter sentido tudo isso DEPOIS de completar o jogo, este é um relato que pra mim é totalmente novo. O que vc fez pra passar? Será que foi o jogo mesmo? Algum outro te deixou assim? Fiquei realmente intrigado aqui… rs.
      Valeu pela visita e pela contribuição, Caio!

  26. Paulo disse:

    Eu tenho isso. Descobri jogando metro 2033. Mas o meu problema só se manisfesta em games de fps ou terceira pessoa com cenários escuros e confusos. Me da calor e logo depois tontura.

    • Gamer Caduco disse:

      Caramba, chega a dar calor antes? Isso comigo não ocorre, ou eu nunca reparei. Comigo é mais a tontura seguida de enjôo e muitos bocejos, só que sem sono.
      A parte boa é que a gente tem alguns sintomas iniciais que, se a gente não tiver muito concentrado no jogo, a gente pode perceber e fazer um intervalo na jogatina. Pq passar mal é muito zoado, convenhamos!
      Valeu por compartilhar, Paulo!

Deixe seu comentário sobre este post!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s